ESTUDO DA BIOCOMPATIBILIDADE DOS SISTEMAS ADESIVOS EXCITE, SUPRAFILL E MAGIC BOND DE

  • Marcos Ribeiro Moysés UNINCOR - Três Corações
  • André Luiz Teixeira e Souza UNINCOR - Três Corações
  • Alessandro Antonio Costa Pereira UNINCOR - Três Corações
  • José Carlos Rabelo Ribeiro UNINCOR - Três Corações
  • Sérgio Cândido Dias UNINCOR - Três Corações
  • Luciano José Pereira UNINCOR - Três Corações

Resumo

O objetivo do trabalho foi estudara biocompatibilidade de sistemas adesivos. Foram utilizados 36 ratas machos (Rattus norvegicus, Holtzman), divididos aleatoriamente em quatro grupos experimentais (controle: água destilada, Excite, Suprafill e Magic Bond DE) que receberam 2 implantes cada no tecido conjuntivo subcutâneo na região dorsol.  Esponjas artificiais contendo o material adesivo foram depositadas nas cavidades e estes foram polimerizados antes da sutura. Realizou-se biópsia excisional em 3 animais por grupo após 7, 15 e 30 dias e os tecidos foram analisados por microscopia  óptica. Aos 7 dias, os grupos Excite, Suprafill e Magic Bond DE, apresentaram intenso infiltrado inflamatório mono e polimorfonuclear; sem diferenças entre os grupos; enquanto o grupo controle, revelou moderado Infiltrado inflamatório mononuclear. Aos 15 dias ocorreu diminuição da intensidade dos fenômenos inflamatórios nos três grupos experimentais notando-se no grupo Excite uma inflamação de intensidade moderada comparativamente aos Suprafill e Magic Bond DE com mais intensidade que o grupo Controle. Aos 30 dias o grupo Excite revelou discreto infiltrado inflamatório mononuclear, discretas alterações vasculares e formação de granulamos com células gigantes  multinucleadas e fibrosamento, assemelhando-se ao grupo Controle, enquanto os grupos Suprafill e Magic Bond DE mostraram moderado a intenso infiltrado inflamatório mononuclear, com focos de neutrófilos e de intensa vascularização; algumas células gigantes multinucleadas sem formação de granulomas. Entre os adesivos analisados, nas condições do presente estudo, concluiu-se que Excite foi o de melhor biocompatibilidade.

Descritores: Adesivos dentinários; Biocompatibilidade; Inflamação

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Ribeiro Moysés, UNINCOR - Três Corações

Professor do Mestrado em Clinica Odontológica-UNINCOR - Três Corações

André Luiz Teixeira e Souza, UNINCOR - Três Corações
Aluno do curso de graduação em Odontologia-UNINCOR - Três Corações
Alessandro Antonio Costa Pereira, UNINCOR - Três Corações
Professor do Mestrado em Clinica Odontológica-UNINCOR - Três Corações
José Carlos Rabelo Ribeiro, UNINCOR - Três Corações
Professor do Mestrado em Clinica Odontológica-UNINCOR - Três Corações
Sérgio Cândido Dias, UNINCOR - Três Corações
Professor do Mestrado em Clinica Odontológica-UNINCOR - Três Corações
Luciano José Pereira, UNINCOR - Três Corações
Professor do Mestrado em Clinica Odontológica-UNINCOR - Três Corações

Referências

1. Al-Dawood A, Wennberg A. Biocompatibility of dentin bonding agents. Endod Dent Traumatol. 1993; 9: 1-7.
2. Santos WAG, Barbosa SV. Reação pulpar aos condicionadores ácidos. Rev. ABO Nac. 1998; 6: 142-6.
3. Costa CA, Teixeira HM, do Nascimento AB, Hebling J. Biocompatibility of an adhesive system and 2-hydroxyethylmethacrylate. ASDC J Dent Child. 1999; 66: 337-42.
4. Kostoryz EL, Eick JD, Glaros AG, et al. Biocompatibility of hydroxylated metabolites of BISGMA and BFDGE. J Dent Res. 2003; 82: 367-71.
5. Geurtsen W, Spahl W, Muller K, Leyhausen G. Aqueous extracts from dentin adhesives contain cytotoxic chemical. J Biomed Mater Res Appl Biomater 1999; 48: 772-7.
6. Costa CA, Hebling J, Hanks CL Current status of pulp capping with dentin adhesive systems: a review.Dent Mater. 2000; 16: 188-97.
7. Stanislawski L, Lefeuvre M, Bourd K, Soheili-Majd E, Goldberg M, Perianin A. TEGDMA-induced toxicity in human .broblasts is associated with early and drastic glutathione depletion with subsequent production of oxygen reactive specimens. J Biomed Mater Res A. 2003; 66: 476-82.
8. Lafeuvre M, Amjaad W, Goldberg M, Stanislawski L. TEGDMA induces mitochondrial damage and oxidative stress in human gingival .broblasts. Biomater. 2005; 26: 5130-7.
9. de Souza Costa CA, do Nascimento AB, Teixeira HM. Response of human pulps following acid conditioning and application of a bonding agent in deep cavities. Dent Mater. 2002; 18: 543-51
10. Hebling J, Giro EMA, de Souza Costa CA. Human puip response affer an adhesive system application in deep cavities. J Dent. 1999; 27: 557-64.
11. Hashimoto M, Ito S, Tay FR, et ai. Fiuid movement across the resin-dentin interface during and affer bonding. J Dent Res. 2004; 83: 843-8.
12. de Souza Costa CA, Giro EMA, Nascimento ABL, Teixeira HM, Hebling J. Short-term evaivation of the puipo-dentin compiex response to a resin-modi.ed giass-ionomer cement and a bonding agent applied in deep cavities. Dent Mater. 2003; 19: 739-46.
13. MEDICAL DEVICE & DIAGNOSTIC INDUSTRY. 1999. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 2004.
14.Estreia C. Metodol. Científica: ensino e pesquisa em odontologia. 1. ed. São Paulo: Artes Médicas, 2001: 483.
15. Giipatrick RO, Johnson W, Moore D, Turner J. Puipal response to dentin etched with 10% phosphoric acid. Am J Dent. 1996; 9: 125-9.
16. Costa CA, Oliveira MF, Giro EM, Hebling J. Biocompatibility of resin-based materiais used as puip-capping agents. Int Endod J. 2003; 36: 831-9.
17. Mussel RL, De Sa Silva E, Costa AM, Mandarim-De-Lacerda CA. Mast cells in tissue response to dentistry materiais: an adhesive resin, a caicium hydroxide and a giass ionomer cement. J Cell Moi Med. 2003; 7: 171-8.
18. Cox CF, Kim KM, Stevenson RG 3rd, Hafez AA. Histological evaivation of a seif-priming etchant adhesive system. Compend Contin Educ Dent. 2003; 24: 17-20.
19. Nakabayashi N, Pashiey D.H. Hibridização dos tecidos dentais duros. 1.ed Rio de Janeiro: Quintessence, 2000: 129.
20. Akimoto N, Momoi Y, Kohno A, et ai. Biocompatibility of Clearfil Uner Bond 2 and Clearfil AP-X system on nonexposed and exposed primate teeth. Quintessence Int. 1998; 29: 177-88.
21. Cortes O, Garcia C, Bernabe A. Pulpal evaluation of two adhesive systems in rat teeth. J Clin Pediatr Dent. 2000; 25: 73-7.
22. Ivanyi I, Balogh AE, Rosivall L, Nyarasdy I. In vivo examination of the Scotchbond Multi-Purpose Dental Adhesive System in rat (vitalmicroscopic study).Oper Dent. 2000; 25: 418-23. 23. Consolaro A. Ácidos e sistemas adesivos sobre a polpa dentária: Uma abordagem crítica. RBO. 1997; 54: 198-203.
24. Koliniotou-Koubia E, Dionysopoulos P, Koulaouzidou EA, Kortsaris AH, Papadogiannis Y. In vitro cytotoxicity of six dentin bonding agents. J Oral Rehabil. 2001; 28: 971-5.
25. Vajrabhaya LO, Pasasuk A, Harnirattisai C. Cytotoxicity evaluation of single component dentin bonding agents. Oper Dent. 2003; 28: 440-4.
26. Nagem-Filho H, Monteiro CR, Nagem HD, Lage-Marques JL. Effect of dental adhesives on the exudative phase of the inflammatory process in subcutaneous tissue of rats. Pesqui Odontol Bras. 2003; 17: 109-12.
Publicado
2016-03-02
Como Citar
Moysés, M. R., Souza, A. L. T. e, Pereira, A. A. C., Ribeiro, J. C. R., Dias, S. C., & Pereira, L. J. (2016). ESTUDO DA BIOCOMPATIBILIDADE DOS SISTEMAS ADESIVOS EXCITE, SUPRAFILL E MAGIC BOND DE. Arquivos Em Odontologia, 42(1). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3401
Seção
Artigos