APLICAÇÃO DOS MÉTODOS DE CLASSIFICAÇÃO DE IMAGEM NDVI E ACP PARA O MAPEAMENTO DE FLORESTA NATIVA DA APA DO BENFICA NO MUNICÍPIO DE ITAÚNA/MG: UMA ANÁLISE COMPARATIVA

  • Renata Nogueira Herculano UFMG

Resumo

O sensoriamento remoto tem se mostrado uma ferramenta cada vez mais valiosa no mapeamento
e monitoramento de dados espaciais multidisciplinares. Dentre as suas importantes contribuições
destacam-se a agilidade de processos e rotinas, a determinação mais assertiva de amostras para
cotejamento de campo e, portanto, a diminuição de recursos e custos. O presente trabalho busca
comparar a eficiência do mapeamento de vegetação nativa através de rotinas de escritório. Para
tanto, foram aplicados os métodos do Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) e
de Análise por Componentes Principais (ACP), utilizando um fragmento de cena de imagem
Landsat 8. Os resultados, quando comparados ao mapeamento modelo, através da estatística
Kappa, foram excelentes, e apresentaram uma proximidade entre a identificação da vegetação a
partir da aplicação do NDVI e da ACP. Ressalta-se ainda que tais resultados se devem ao fato da
região classificada ser bem distinta naquela área analisada, resultando numa boa classificação para
o tema selecionado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-05-11
Seção
Artigos