ANÁLISE DOS CONDICIONANTES SOCIAIS DO SUCESSO ACADÊMICO EM CURSOS DE GRADUAÇÃO EM FÍSICA À LUZ DA SOCIOLOGIA DE BOURDIEU

  • Paulo Lima Junior UFRGS
  • Fernanda Ostermann UFRGS
  • Flavia Rezende UFRJ

Resumo

A presente investigação fundamenta-se na teoria de Pierre Bourdieu (1930-2002) sobre as relações entre reprodução social e reprodução cultural. Uma implicação relativamente direta dessa teoria é que, considerando-se o sistema educacional como um todo, o sucesso de estudantes em avaliações escolares deve estar relacionado à sua posição original na estrutura das relações de classe (determinada pela quantidade de capitais cultural e econômico disponíveis em sua família). Contudo, mais que predizer a associação estatística entre variáveis de origem social e variáveis de sucesso escolar, a sociologia de Bourdieu nos permite teorizar sobre as razões do sucesso e do fracasso escolar. Assim, com o objetivo de avaliar e explorar a produtividade teórica da sociologia da educação de Bourdieu em um dos contextos da educação científica, foi realizada uma análise estatística da quantidade de aprovações com conceito máximo e reprovações por falta de aproveitamento com respeito aos dados socioeconômicos de 1007 alunos de graduação em Física em uma universidade federal brasileira. Em particular, foram consideradas as variáveis "renda familiar", "escolaridade do pai" e "escolaridade da mãe". Dessas, as duas primeiras se mostraram relacionadas ao sucesso e ao fracasso acadêmico em Física Básica. Implicações são consideradas à luz da sociologia de Bourdieu

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-11-24
Seção
Artigos