A Permanência na Carreira do Professor de Ciências: uma Leitura Baseada em Charlot

  • Marcela Yaemi Ogo Universidade Estadual de Londrina
  • Carlos Eduardo Laburú UEL

Resumo

O ciclo de vida profissional do professor já foi delimitado por autores como Huberman. Coloca-se à literatura a necessidade da realização de pesquisas que tragam novas perspectivas sobre a carreira desse profissional e em específico do professor de Ciências. Ao compararmos os obstáculos e as satisfações encontradas na carreira encontramos nítidas diferenças entre os profissionais docentes, o que justifica a preocupação de focar atenção nos aspectos que mantêm o docente de Ciências na carreira, apesar dos inúmeros desafios por ele encontrados. O referencial teórico utilizado baseia-se em uma leitura das relações com o saber de Charlot, a fim de buscar um novo olhar para esse problema. Também empregamos o referencial de ciclo de vida de professores de Huberman para obter a história de vida dos professores, definir o professorado a ser analisado e construir um instrumento de entrevista. A amostra selecionada de professores encontra-se na terceira fase descrita pelo autor anterior, de Diversificação ou Questionamento. O referencial de Charlot servirá para analisar essa fase da carreira docente para que compreendamos a razão ou razões que fazem com que o professor de Ciências persista na carreira.

Palavras-chave: Charlot; Huberman; ciclo de vida profissional do professor de Ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcela Yaemi Ogo, Universidade Estadual de Londrina
Mestre em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina. Centro de Ciências Exatas (CCE).
Publicado
2011-08-19
Seção
Artigos