Ontologias, Ciência da Informação e Sistemas de Informação em saúde

articulações a partir de uma revisão sistemática

Autores

Palavras-chave:

ontologia; modelo de informação clínica; medicina; interoperabilidade semântica; prontuário eletrônico de paciente.

Resumo

A necessidade de cuidados à saúde e ao bem-estar da população traz desafios à gestão da informação em unidades de saúde. Um desafio mundial atual é a necessidade de integrar sistemas de prontuários eletrônicos, permitindo o atendimento continuado ao cidadão e a melhor utilização de recursos tanto públicos quanto privados. Para um atendimento continuado de qualidade, as unidades de saúde precisam acessar os diversos registros médicos de um paciente, que se encontram dispersos em diferentes sistemas com representações distintas, em diferentes momentos e regiões geográficas diversas. A relação entre terminologias clínicas, modelos de informações clínicas e ontologias biomédicas é então abordada como proposta de solução para os sistemas de prontuários eletrônicos de pacientes, entretanto, depara-se com o hiato entre o conhecimento formal e o conhecimento epistêmico da prática clínica. É proposto, portanto, um diagnóstico desse cenário, realizando uma revisão sistemática sobre a relação entre a representação formal e a linguagem informal nas terminologias clínicas. Percebeu-se, ao fim, que pouca ênfase tem sido dada às ontologias enquanto suporte semântico para a representação do conhecimento em seus níveis ontológicos e epistemológicos, e que há espaço e subsídios da Ciência da Informação se desenvolver nesse campo.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Livia Marangon Duffles Teixeira, FIEMG

Doutora em Gestão e Organização do Conhecimento pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Brasil. Mestre em Ciências da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Belo Horizonte, MG – Brasil.

Downloads

Publicado

2021-09-01