Nível de Maturidade em Gestão do Conhecimento na Secretaria Municipal de Fazenda da Prefeitura de Contagem, Minas Gerais, Brasil

Autores

Palavras-chave:

gestão do conhecimento, maturidade, administração pública

Resumo

A Gestão do Conhecimento permanece como uma temática recorrente em congressos, periódicos científicos e empresas. Isso ocorre em função da busca em promover o gerenciamento e o uso do conhecimento nas organizações. Para avaliar os resultados dessa busca, emergem diversos modelos, sendo esses, uma forma de aferir o nível de maturidade da gestão nas organizações. Neste contexto, esta pesquisa se orienta ao intento de analisar o nível de maturidade em Gestão do Conhecimento na Secretaria Municipal de Fazenda da Prefeitura de Contagem, Minas Gerais, Brasil. Trata-se de uma pesquisa exploratória-descritiva, de abordagem quantitativa e do tipo direta extensiva. Fez-se uso de um questionário e-survey, aplicado aos servidores da referida Secretaria, sendo as respostas analisadas pelos critérios de Kaiser-Meyer-Olkin (dimensionalidade), Alfa de Cronbach (confiabilidade), r de Pearson junto p-Valor (validade), Média, Desvio Padrão e Intervalo de Confiança de 95%. Por resultado a Secretaria Municipal de Fazenda da Prefeitura de Contagem se situa no nível três de cinco, sendo denominado incipiente (inicial, embrionário), pois se busca gerenciar o conhecimento da área crítica de sucesso. O total de 37 ações foram apontadas, de modo a fomentar a elevação da maturidade para o nível quatro. A aplicação longitudinal da análise da maturidade nesta Secretaria, bem como em outras instituições, são sugestões de pesquisas futuras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-08-17

Como Citar

Corrêa, F., Leandro Alves Martins, Amanda Damasceno de Souza, Frederico Giffoni de Carvalho Dutra, Jurema Suely de Araújo Nery Ribeiro, & Leandro Cearenço Lima. (2022). Nível de Maturidade em Gestão do Conhecimento na Secretaria Municipal de Fazenda da Prefeitura de Contagem, Minas Gerais, Brasil. Fronteiras Da Representação Do Conhecimento, 1(1). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/fronteiras-rc/article/view/40290