Porque, segundo Eliot, Camões não é um clássico

  • Johnny José Mafra Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: teoria da literatura, literatura portuguesa, Luís de Camões, T. S. Eliot

Resumo

Estudamos hoje uma questão que não é nova, pois nos foi legada pela antigüidade latina: o significado de classicus. Nos primitivos tempos de Roma, a palavra designava a primeira das cinco partes em que Sérvio Túlio dividira a população da cidade. Ao significado sociológico e político do vocábulo juntou-se a idéia de ex celência e prestígio. Mais tarde, no século II d. C, classicus aparece em Noctes Atticae de Aulo Gélio, na expressão classicus scriptor, utilizada para exprimir o conceito de escritor excelente e modelar (Cf. Vítor Manuel de Aguiar e Silva. Teoria da Literatura. Coimbra, Livraria Almedina, 1967. p. 351).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1981-12-31