Expectativas sobre Documentos Cartográficos Históricos Digitalizados

  • Paulo Márcio Leal de Menezes Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Manoel do Couto Fernandes Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Tainá Laeta Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Kairo da Silva Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Mapas históricos, Digitalização de Mapas Históricos, Especificações de Resolução, Mapas na WEB

Resumo

A análise de documentos cartográficos históricos sobre documentos originais é uma atividade praticamente impossível de ser realizada pelos pesquisadores nos dias de hoje, pois dificilmente o acesso direto aos documentos é permitido pelo detentor do documento, tanto por problemas de segurança ou impossibilidade, por parte do pesquisador, de poder se deslocar aos locais onde eles se encontram. Por outro lado, é possível a obtenção de documentos, disponibilizados pelos detentores através da rede mundial de computadores, WEB, seja por acesso público ou encomenda direta. As cópias públicas são documentos facilmente obtidos gratuitamente, porém apresentando muitas vezes sérios problemas de resolução, por razões diversas. Já a encomenda de cópias em resoluções superiores, apresenta custos, normalmente elevados, devido ao processo de digitalização do documento e transmissão de dados via WEB, ou envio por correio. Considerando a hipótese de que essas cópias são feitas através de dispositivos que permitem que o documento seja escaneado como imagem, presume-se que conhecendo a resolução da varredura e suas dimensões em pixels, as dimensões originais do documento seriam reconstituídas, o que facilita o pesquisador, ter o conhecimento geométrico original do documento. No entanto, verificou-se que isso não acontece com a grande maioria dos documentos digitalizados oferecidos, gratuitos ou não. Por outro lado, a ausência de metadados padronizados, onde apenas parte da informação do documento original é apresentada, também não permite o conhecimento da estrutura geométrica do documento original, necessária para determinar distâncias, áreas e escalas de referência. O objetivo deste trabalho é a realização de uma análise, realizada em diversos documentos cartográficos, de diversas organizações, apresentando a problemática que envolve os estudos geométricos sobre as imagens digitais desses documentos. Algumas sugestões são apresentadas para serem adotadas como uma estrutura padrão de metadados e / ou uma forma de edição de imagens digitalizadas obtidas, mesmo em cópias públicas de baixa resolução, permitindo preservar as características geométricas dimensionais, de acordo com o documento original.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALCTS, Minimum Digitization Capture Recommendations, ALA, Chigaco, USA, 2013
BELLEGARDE, P.A., Niemeyer, C.J., Carta Chorographica da Provincia do Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, 1858-1861
BELLEGARDE, P.A., Niemeyer, C.J., Nova carta chorographica da Provincia do Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, 1865
FREYCINET, L. de, Carte de La Province de Rio De Janeiro / Rédigée D’après Um Manuscrit Portugais Inédite et les Cartes Nautiques de Mm. Roussin et Givry par M. Louis de Freycinet, Cap[Itai]Ne de Vaiscau. Bibliotheque Nationale de France, Paris, 1824
MENEZES, P.M.L., FERNANDES, M.C., SANTOS, C.J.B., SANTOS, K.S., SARDELLA, A.B., CARDOSO, R.S.P.C., ALVES, S.L.P., Linking Rio de Janeiro State, Brazil, through historical cartography and toponymy, Joint Commission Seminar on Historical Maps, AtlasesandToponymy, Leipzig, 2013
Research Department, Cornell University, Moving Theory into Practice, Digital Imaging Tutorial, Cornell University, Ithaca, NY, USA, 2003
Publicado
2019-12-20
Seção
Artigos