O Estuário do Amazonas Revisitado: recentes pesquisas junto ao canal norte

  • João Darcy de Moura Saldanha
  • Mariana Petry Cabral Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Arqueologia Amazônica, Amapá

Resumo

Trabalhos arqueológicos recentes na região estuarina do Amapá, à esquerda do canal norte do rio Amazonas, através de prospecções intensivas, escavações em áreas amplas, análises de artefatos e datações radiocarbônicas permitiram não só a revisão dos dados anteriormente obtidos para a região, mas também adicionaram novos componentes contextuais para os sítios do estuário amazônico. Uma cronologia mais precisa permitiu entender melhor mudanças nos padrões de assentamento que podem ter ocorrido entre os séculos VIII e XVI d.C. Além disto, as escavações amplas em alguns sítios proporcionaram informações não só sobre atividades cotidianas nestes locais, mas também dados relevantes sobre atividades rituais\funerárias. São as evidências obtidas através destes novos trabalhos que trataremos neste artigo, buscando descrever as características dos sítios escavados, bem como os artefatos e estruturas localizados.

Biografia do Autor

João Darcy de Moura Saldanha
Pesquisador independente.
Mariana Petry Cabral, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora do Departamento de Antropologia e Arqueologia da UFMG e pesquisadora do Museu de História Natural e Jardim Botanico da UFMG.

Referências

Barreto, C. (2009). Meios Místicos de Reprodução Social: Arte e Estilo
na Cerâmica Funerária da Amazônia Antiga. Museu de Arqueologia e
Etnologia/ Programa de Pós-Graduação em Arqueologia. São Paulo, USP:
232.
Cabral, M. P. (2011). “Juntando cacos: uma reflexão sobre a classificação
da fase Koriabo no Amapá.” Amazônica3(1): 88-106.
Cabral, M. P. and J. D. M. Saldanha (2008). “Paisagens megalíticas na
costa norte do Amapá.” Revista de Arqueologia SAB21: 9-26.
Coe, W., R. (1959). Piedras Negras Archaeology: Artifacts, Caches and
Burials. Philiadelphia, University of Pennsylvania.
Gambin Jr., A. (2016). Corpo, Vida e Morte na Foz do Rio Amazonas: as
estruturas funerárias do sítio Curiau Mirim I\AP. Rio de Janeiro, Museu
Nacional. Mestrado.
Goeldi, E. (1905). “Excavações Archeologicas em 1895. 1ª parte: As
Cavernas funerarias atificiaes dos indios hoje extinctos no rio Cunany
(Goanany) e sua ceramica.” Memorias do Museu Goeldi: 1-45+estampas.
Gomes, D. M. C. (2002). Cerâmica Arqueológica da Amazônica: vasilhas
da coleção tapajônica MAE-USP. São Paulo, FAPESP/EDUSP/Imprensa
Oficial SP.
Heckenberger, M. (2004). The Ecology of Power: Culture, Places
and Personhood in the Southern Amazon, AD 1000-2000. Londres,
Routledge.
Machado, A. L. (1997). Relatório do Salvamento Arqueológico do Sítio
AP-MA-5: Campus Universitário Macapá-AP. Belém, MPEG.
Machado, J. S. (2005). A formação de montículos artificiais: um estudo
de caso no sítio Hatahara, Amazonas. Dissertação de Mestrado, Programa
de Pós-Graduação em Arqueologia Brasileira do Museu de Arqueologia e
Etnologia. São Paulo, Universidade de São Paulo.
Meggers, B. J. and C. Evans (1957). “Archaeological investigations at the
mouth of the Amazon.” Bulletin of the Bureau of American Ethnology167:
1-664.
Nimuendajú, C. (2004). In Pursuit of a Past Amazon - Archaeological
Researches in the Brazilian Guyana and in the Amazon Region. In Pursuit
of a Past Amazon - Archaeological Researches in the Brazilian Guyana
and in the Amazon Region by Curt Nimuendajú: A posthumous work
compiled and translated by Stig Rydén and Per Stenborg. P. Stenborg.
Goteborg, Ethnological Studies. 45: i-380.
Pereira, E. d. S., et al. (1986). “Nota sobre o salvamento arqueológico do
sítio AP-MA-03: Pacoval, Macapá, AP.” Arqueologia5: 55-67.
Archaeology on the Marajo Island, Brazil. San Diego, CA, Academic Press,
Inc.
Rostain, S. (2013). Islands in the rainforest: Landscape management in
Pre-Columbian Amazonia. Walnut Creek, Left Coast Press.
Saldanha, J. D. M. and M. P. Cabral (2009). Primeiro relatório semestral
do Programa de Resgate Arqueológico no Campus Marco Zero da
Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá, AP. Macapá, IEPA:
19.
Saldanha, J. D. M. and M. P. Cabral (2011). Resgate arqueológico no
Sítio Campus do Instituto Federal do Amapá, Macapá: Relatório Final.
Macapá: IEPA.
Saldanha, J. D. M. and M. P. Cabral (2011). Segundo relatório do Programa
de Resgate Arqueológico no Campus Marco Zero da UNIFAP, Macapá,
AP (Relatório Final). Macapá, IEPA: 37.
Saldanha, J. D. M. and M. P. Cabral (2012). Projeto de Resgate Arqueológico
na Cerâmica João de Barro, Macapá, AP (Relatório Final). Macapá, IEPA:
105.
Schaan, D. P. (2007). “Uma janela para a história pré-colonial da Amazônia:
olhando além – e apesar – das fases e tradições.” Boletim do MPEG -
Ciências Humanas2(1): 27-39.
Schaan, D. P. (2012). Sacred Geographies of Ancient Amazonia: Historical
Ecology of Social Complexity. Walnut Creek, Left Coast Press.
Van den Bel, M. (2015). Archaeological Investigations between Cayenne
Island and the Maroni River. A cultural sequence of western coastal French
Guiana from 5000 BP to present. Leiden, Leiden University. PhD.
Publicado
2018-10-04
Seção
Artigos