CESILA, R. T. . As serpentes de Virgílio e de Odorico Mendes: efeitos poéticos e autotextualidade em Geórgicas, 3.414-439 e em dois passos do canto 2 da Eneida . Nuntius Antiquus, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 123–142, 2020. DOI: 10.17851/1983-3636.15.2.123-142. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/nuntius_antiquus/article/view/21973. Acesso em: 5 dez. 2021.