[Digite texto] [Digite texto] [Digite texto]
DOI: 10.35699/2317-6377.2022.39628
eISSN 2317-6377
Comunicação não-verbal em contexto de aula individual de
violino
Francisco Parente Ramos
https://orcid.org/0000-0003-2082-9804
Universidade Nova de Lisboa, FCSH, Departamento de Ciências Musicais
fpramos90@gmail.com
António Ricardo Mira
https://orcid.org/0000-0002-5688-6168
Universidade de Évora, Departamento de Pedagogia e Educação
arm@uevora.pt
SCIENTIFIC ARTICLE
Submitted date: 09 may 2022
Final approval date: 07 aug 2022
Resumo: Este artigo resultou de uma investigação naturalista, quali-quanti, sendo um estudo de caso, vertente multi-
casos. Como objetivo, identificou-se a importância de determinada comunicação não-verbal em aula individual de
violino. A investigação foi realizada a partir da análise de bibliografia especializada, de ficha de observação direta da
ação de um professor de violino, de bloco de notas e de entrevista semiestruturada realizada àquele. Os resultados
foram triangulados e analisados, concluindo-se que determinada comunicação não-verbal, se usada conscientemente,
ao professor a possibilidade de transmitir a sua mensagem de forma mais clara e competente, obtendo o
reconhecimento pedagógico-didático por parte dos alunos, tornando o ambiente de sala de aula propício a um
ensino/aprendizagem mais eficaz.
Palavras-chave: Comunicação não-verbal; Linguagem corporal; Educação musical; Ensino de música; Ensino de violino.
NONVERBAL COMMUNICATION IN THE CONTEXT OF INDIVIDUAL VIOLIN LESSONS
Abstract: This article resulted from a naturalistic investigation, quali-quanti, being a case study, in its multi-case aspect.
As an objective, the importance of certain nonverbal communication in violin lessons was identified. The investigation
was carried out from the analysis of specialized bibliography, a form of direct observation of the action of a violin
teacher, a notebook, and a semi-structured interview he was submitted to. The results were triangulated and analyzed,
concluding that certain nonverbal communication, if used consciously, gives the teacher the possibility of transmitting
his message in a clear and more competent way, obtaining pedagogical-didactic recognition from students. Thus, the
classroom environment is more suitable and conducive to a more effective teaching/learning process.
Keywords: Nonverbal communication; Body language; Music education; Music teaching; Violin teaching.
Per Musi, no. 42, General Topics, e224220, 2022
2
Ramos, Francisco Parente; Mira, António Ricardo. 2022.Comunicação não-verbal em contexto de aula individual de violino
Per Musi no. 42, General Topics: 1-21. e224220. DOI 10.35699/2317-6377.2022.39628
Comunicação o-verbal em contexto de aula individual de
violino
Francisco Parente Ramos, Universidade Nova de Lisboa - FSCH, fpramos90@gmail.com
António Ricardo Mira, Universidade de Évora, arm@uevora.pt
1. Introdução
Todos nós tivemos professores que nos marcaram de forma positiva e negativa e, certamente, a sua
comunicação não-verbal teve um papel fundamental para esta nossa percepção sobre eles. Neste sentido,
Harris e Rosenthal afirmam:
Todos nos lembramos do nosso professor favorito da escola primária, cujo sorriso caloroso
e voz amável nos fez sentir especiais. Se tivéssemos azar o suficiente, poderíamos também
recordar um professor odiado cujo sarcasmo e hostilidade óbvia minavam o nosso gosto
pela escola
1
(2005, 157).
O mais provável é que a maioria de s nunca tenha pensado se aspectos como o sorriso e o tom de voz
tiveram impacto na forma como nos relacionámos com os nossos professores. Qual será a influência da
prosódia
2
, proxémia
3
, cronémia
4
, contacto visual, sorriso, rapport
5
, indumentária e espaço aula no contexto
1
We can all remember our favorite teacher from grade school whose warm smile and kind voice made us
feel special. If we were unlucky enough, we might also remember a hated teacher whose sarcasm and
obvious hostility undermined our liking for school” (Harris e Rosenthal 2005, 157).
2
As propriedades prosódicas da linguagem verbal contêm o tom medido em hertz, a duração (breve ou
longo) e a intensidade (acento tónico). Os elementos prosódicos também incluem a entoação que faz as
frases declarativas, interrogativas, imperativas, exclamativas e persuasivas ao exprimirem emoções e
sentimentos. Também abrangem a pausa que pode ser silenciosa quando ausência de som ou preenchida
pelas chamadas segregações vocais (hum, ah, uh, m, a).
3
“O termo proxémia é um neologismo que criei para designar o conjunto das observações e teorias
referentes ao uso que o homem faz do espaço enquanto produto cultural específico” (Hall 1986, 11).
4
A cronémia ocupa-se do estudo do tempo e da forma como este comunica” (Caetano e Mira 2012, 352).
5
Rapport, relação, acordo ou sintonia é um fenômeno que nos permite entrar no mundo de alguém,
entender esse mundo alheio e fazer com que o outro sinta essa compreensão de modo a criar-se um laço na
relação favorável ao êxito da comunicação. Algo que tem muito de empático. É um “Processo pelo qual se
estabelece e mantem uma relação de confiança mútua e compreensão entre duas ou mais pessoas;
capacidade para gerar respostas da outra pessoa” (O’Conner e Seymour 2007, 343).