O INTELECTUAL POSTO À PROVA: UMA CRÍTICA A ATITUDES IDENTITÁRIAS

  • Michel Diogo Saldanha

Resumo

A partir da necessidade de melhor compreender os fundamentos do construto pós-moderno, pretendemos estabelecer uma crítica de viés marxista às atitudes relacionadas a esse construto. A saber, atitudes produzidas mediante lutas por identidade étnica e/ou de grupos. Um tipo de atitude será tomada como ponto para o debate: o uso da experiência individual do investigador como critério de investigação das estruturas sociais capitalistas. Partiremos, para isso, do pressuposto gramsciano de que a função do intelectual orgânico deve pautar-se em sua relação com o conjunto dos grupos sociais, visto ser este um quesito fundamental para a organização da classe trabalhadora. Buscaremos, portanto, evidenciar as atitudes denominadas identitárias. Em seguida, mostraremos como a tradição marxista tende a se posicionar diante dessas atitudes e do construto pós-moderno. E, por fim, apontaremos como tais atitudes promovem obstáculos nas lutas pela emancipação humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-31
Seção
Artigos / Dossiê