ARTICULAÇÕES DE MÃES PARA O CUIDADO INTEGRAL À CRIANÇA COM MICROCEFALIA ASSOCIADA AO ZIKA VÍRUS

Autores

  • Vanessa Lopes Dativo Vieira Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB -Brasil. http://orcid.org/0000-0002-4487-3933
  • Rafaella Karolina Bezerra Pedrosa Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB -Brasil. http://orcid.org/0000-0002-9422-6910
  • Nathanielly Cristina Carvalho de Brito Santos Universidade Federal de Campina Grande - UFCG, Centro de Educação e Saúde, Cuité PB , Brasil, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG, Centro de Educação e Saúde. Cuité, PB - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-1544-2181
  • Altamira Pereira da Silva Reichert Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB -Brasil. http://orcid.org/0000-0002-4295-6698
  • Elenice Maria Cecchetti Vaz Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB -Brasil. http://orcid.org/0000-0002-3246-3187
  • Neusa Collet Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB -Brasil. http://orcid.org/0000-0002-4795-0279

Palavras-chave:

Microcefalia, Saúde da Criança, Mães, Infecção por Zika vírus

Resumo

Objetivo: evidenciar as articulações realizadas por mães em busca do cuidado integral à criança com microcefalia associada ao Zika vírus. Método: pesquisa qualitativa, realizada com 10 mães de crianças com microcefalia associada ao Zika vírus acompanhadas em dois serviços especializados de referência em uma capital do Nordeste brasileiro. As entrevistas ocorreram no período de julho a setembro de 2018 e foram interpretadas pela análise temática à luz do conceito de gestão do cuidado. Resultados: as mães assumem o cuidado ao filho com microcefalia e constroem suas redes de apoio para se readaptar à nova rotina. Na rede social, mobilizam familiares, comunidade e grupo de mães para apoiá-las. A falta de resolutividade do cuidado à criança com microcefalia associada ao Zika vírus e sua família faz com que as próprias mães realizem as articulações necessárias no contexto comunitário e nas redes de atenção à saúde, buscando prover as especificidades de cuidado de seu filho. Nos serviços de saúde, deparam-se com dificuldades na operacionalização da integralidade do cuidado. Considerações finais: torna-se imprescindível o engajamento direto de gestores e profissionais de saúde acenando para ações que superem a fragmentação habitual dos serviços e levem à efetivação da gestão do cuidado para uma reestruturação da rede a fim de torná-la forte o suficiente para suprir as demandas dessa população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Human Rights Watch. Esquecidas e desprotegidas: o impacto do vírus Zika nas meninas e mulheres no nordeste do Brasil. Human Rights Watch. 2017[citado em 2020 mar. 20]. Disponível em: https://www.hrw.org/pt/report/2017/07/13/306163

Bulhões CSG, Silva JB, Moraes MN, Reichert APS, Dias MD, Almeida AM. Repercussões psíquicas em mães de crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus. Escola Anna Nery Rev Enferm. 2020[citado em 2020 mar. 21];24(2):e20190230. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ean/a/Rg7jNFz39ncsf3CPbbWvGJt/?lang=pt

Gomes GC, Mota MS, Moreira MAJ, Jung BC, Xavier DM, Silva CD. (Des) preparation of family member for the care of children with chronic illness. Rev Enferm UFPI. 2017[citado em 2020 maio 16];6(1):47-53. Disponível em: https://revistas.ufpi.br/index.php/reufpi/article/view/5737/0

Silva MEA, Moura FM, Albuquerque TM, Reichert APS, Collet N. Rede e apoio social na doença crônica infantil: compreendendo a percepção da criança. Texto Contexto Enferm. 2017[citado em 2020 jun. 20];26(1):1-10. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010407072017000100317&script=sci_abstract&tlng=pt

Dias BC, Arruda GO, Marcon SS. Vulnerabilidade familiar de crianças com necessidades especiais de cuidados múltiplos, complexos e contínuos. REME - Rev Min Enferm. 2017[citado em 2020 maio 20];21:e-1027. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1163

Cecílio LCO. Apontamentos teórico-conceituais sobre processos avaliativos considerando as múltiplas dimensões da gestão do cuidado em saúde. Interface (Botucatu). 2011[citado em 2020 mar. 15];15(37):589-99. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/sBcTQJFRbBYmMgwSpNRkSrt/abstract/?lang=pt&format=html

Pedrosa RKB, Guedes ATA, Soares AR, Vaz EMC, Collet N, Reichert APS. Itinerary of children with microcephaly in the health care network. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2020[citado em 2020 ago. 01];24(3):e20190263. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452020000300201&lng=pt

Mendes EV. A atenção primária e as redes de atenção à saúde. Brasília: OPAS; 2015[citado 19 maio 2020]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/redes_de_atencao_saude.pdf

Santos AM, Giovanella L. Gestão do cuidado integral: estudo de caso em região de saúde da Bahia, Brasil. Cad Saúde Pública. 2016[citado em 2020 fev. 20];32(3):1-15. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102311X2016000300708&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14ª ed. São Paulo (SP): Hucitec; 2014.

Tong A, Sainsbury P, Craig J. Consolidated criteria for reporting qualitative research (COREQ): a 32-item checklist for interviews and focus groups. Int J Health Care Qual. 2007[citado em 2020 abr. 20];19(6):349-57. Disponível em: https://academic.oup.com/intqhc/article/19/6/349/1791966

Campos MMMS, Sousa TC, Teixeira GP, Chaves KYS, Araújo MVUM, Sousa MR. Desafios e perspectivas de mães de crianças com microcefalia pelo vírus Zika. Rev Rene. 2018[citado em 2020 abr. 10];19:e32839. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/32839/pdf_1

Pinheiro DAJP, Longhi MR. Maternidade como missão! A trajetória militante de uma mãe de bebê com microcefalia em PE. Cad Gen Div. 2017[citado em 2020 abr. 09];3(2):113-32. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/cadgendiv/article/view/22216/14755

Salvador MS, Gomes GC, Oliveira PK, Gomes VLO, Busanello J, Xavier DM. Estratégias de famílias no cuidado a crianças portadoras de doenças crônicas. Texto Contexto Enferm. 2015[citado em 2020 fev. 11];24(3):662-9. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/tce/v24n3/pt_0104-0707-tce-24-03-00662.pdf

Okido ACC, Zago MMF, Lima RAG. O cuidado do filho dependente de tecnologia e suas relações com os sistemas de cuidados em saúde. Rev Latino-Am Enferm. 2015[citado em 2020 maio 22];23(2):291-8. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010411692015000200015&script=sci_arttext&tlng=pt

Félix VPSR, Farias AM. Microcephaly and family dynamics: fathers’ perceptions of their children’s disability. Cad Saúde Pública. 2018[citado em 2020 abr. 20];34(12):e00220316. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102311X2018001205012&lng=en&nrm=iso&tlng=en

Ramos RM, Nóbrega VM, Fernandes LTB, Machado NA, Collet N. Cuidado paterno à criança e ao adolescente com doença crônica: percepção materna. Rev Gaúcha Enferm. 2017[citado em 2020 abr. 20];38(3):1-8. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S198314472017000300400&lng=en&nrm=iso&tlng=pt&ORIGINALLANG=pt

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Diretrizes de estimulação precoce: crianças de zero a 3 anos com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor decorrente de microcefalia. Brasília: MS; 2016[citado em 18 mar. 2020]. Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2016/janeiro/13/Diretrizes-de-Estimulacao-Precoce.pdf

Cerqueira MMF, Alves RO, Aguiar MGG. Experiences in the therapeutic itineraries of mothers of children with intellectual disabilities. Ciênc Saúde Colet. 2016[citado em 2020 jul. 20];21(10):3223-32. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S141381232016001003223&script=sci_arttext&tlng=en

Peiter P, Pereira R, França I. Dimensional analysis of access to health of children with Congenital Zika Syndrome (CZS) in the Metropolitan Region of Rio de Janeiro. Saúde Soc. 2020[citado em 01 ago. 2020];29(2):e200064. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010412902020000200202&tlng=pt

Cano JCF, Calvo ML, Zamora NR, Anguita MEA, La Paz MG, Yañez SB, et al. Modelo de atención y clasificación de ninos y adolescentes con necesidades especiales de atención en salud-NANEAS: recomendaciones del Comité NANEAS de la Sociedad Chilena de Pediatría. Rev Chil Pediatr. 2016[citado em 2020 abr. 20];87(3):224-32. Disponível em: https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-41062016000300014

Sá FE, Andrade MMG, Nogueira EMC, Lopes JSM, Silva APEP, Assis AMV. Produção de sentidos parentais no cuidado de crianças com microcefalia por vírus zika. Rev Bras Promoç Saúde. 2017[citado em 2020 mar. 12];30(4):1-10. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/6629/pdf

Junqueira CCS, Leôncio ABA, Vaz EMC, Santos NCCB, Collet N, Reichert APS. Estimulação de crianças com síndrome congênita pelo Zika vírus no domicílio: desafios do cuidador. Rev Gaúcha Enferm. 2020[citado em 2021 mar. 03];41:e20190247. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S198314472020000100416&lng=en

Santos DBC, Prado LOM, Silva RS, Silva EF, Cardoso LCC, Oliveira CCC. Sensitizing mothers of children with microcephaly in promoting the health of their children. Rev Esc Enferm USP. 2019[citado em 2020 maio 2020];53:e03491. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S008062342019000100701&script=sci_arttext&tlng=en

Andrade SR, Schoeller SD, Oliveira MCS, Pozza CML, Erdmman AL. La contribución del registro multidisciplinario en la gestión del cuidado de una persona con lesión medular. Index Enferm. 2017[citado em 2020 jun. 20];26(1-2):10-4. Disponível em: http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1132-12962017000100003

Publicado

08-11-2021

Como Citar

1.
Vieira VLD, Pedrosa RKB, Santos NCC de B, Reichert AP da S, Vaz EMC, Collet N. ARTICULAÇÕES DE MÃES PARA O CUIDADO INTEGRAL À CRIANÇA COM MICROCEFALIA ASSOCIADA AO ZIKA VÍRUS. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 8º de novembro de 2021 [citado 24º de maio de 2024];25(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/44486

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)