CLIMA DE SEGURANÇA DO PACIENTE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: ANÁLISE DE CAUSA-RAIZ

Autores

  • Patrícia Freire de Vasconcelos Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Instituto de Ciências da Saúde, Redenção CE , Brasil, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB, Instituto de Ciências da Saúde. Redenção, CE - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-6158-9221
  • Rhanna Emanuela Fontenele Lima de Carvalho Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde. Fortaleza, CE - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-3406-9685
  • Pedro Holanda Souza Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Instituto de Ciências da Saúde, Redenção CE , Brasil, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB, Instituto de Ciências da Saúde. Redenção, CE - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-9006-925X
  • Francisco Clécio da Silva Dutra Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde. Fortaleza, CE - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-3451-1664
  • Vitória Talya dos Santos Sousa Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Instituto de Ciências da Saúde, Redenção CE , Brasil, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB, Instituto de Ciências da Saúde. Redenção, CE - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-5403-2820
  • Sherida Karanini Paz de Oliveira Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde, Fortaleza CE , Brasil, Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde. Fortaleza, CE - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3902-8046
  • Vanessa Emille Carvalho de Sousa Freire Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Instituto de Ciências da Saúde, Redenção CE , Brasil, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB, Instituto de Ciências da Saúde. Redenção, CE - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3571-0267

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2021.44513

Palavras-chave:

Segurança do Paciente, Atenção Primária à Saúde, Avaliação em Saúde, Equipes de Assistência ao Paciente, Pessoal de Saúde, Satisfação no Emprego.

Resumo

Objetivo: avaliar o clima de segurança na atenção primária à saúde e analisar as possíveis causas dos problemas identificados. Método: pesquisa-ação realizada em 2017, em um município do Nordeste do Brasil, dividida em três momentos: aproximação do campo, aplicação do Safety Attitudes Questionary e discussão com trabalhadores de saúde sobre causas de incidentes na atenção primária por meio de um diagrama de Ishikawa. Participaram 55 profissionais de sete equipes de saúde da família, presentes nas unidades básicas de saúde no momento da coleta de dados. Os dados quantitativos foram organizados no banco de dados do Statistical Package for the Social Science (SPSS). Resultados: na avaliação do clima de segurança, a satisfação no trabalho foi a que obteve o maior escore. O menor escore foi relacionado às condições de trabalho. Todos esses aspectos interferem diretamente na segurança do paciente. As causas identificadas pelos trabalhadores por meio do diagrama foram: ausência de recursos, falta de adesão ao tratamento dos pacientes e estresse dos profissionais. Conclusão: nota-se a necessidade de ações construídas coletivamente com gestores, usuários e trabalhadores da saúde para melhoria do clima de segurança. Tais ações podem proporcionar melhorias na qualidade do cuidado prestado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Klemenc-Ketis Z, Makivić I, Poplas-Susič A. Safety culture in the primary health care settings based on workers with a leadership role: the psychometric properties of the Slovenian-language version of the safety attitudes questionnaire - short form. BMC Health Serv Res. 2018[citado em 2020 dez. 29];18:767. Disponível em: https://bmchealthservres.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12913-018-3594-8

Smits M, Keizer E, Giesen P, Deilkås ECT, Hofoss D, Bondevik GT. Patient safety culture in out-of-hours primary care services in the Netherlands: a cross-sectional survey. Scand J Primary Health Care. 2018[citado em 2020 dez. 30];36(1):66-47. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/citedby/10.1080/02813432.2018.1426150? scroll=top&needAccess=true

Souza MM, Dal Ongaro J, Lanes TC, Andolhe R, Kolankiewicz ACB, Magnago TSBS. Patient safety culture in the Primary Health Care. Rev Bras Enferm. 2019[citado em 2020 dez. 29];72(1):32-9. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v72n1/pt_0034-7167-reben-72-01-0027.pdf

Al Lawati MH, Dennis S, Short SD, Abdulhadi NN. Patient safety and safety culture in primary health care: a systematic review. BMC Fam Pract. 2018[citado em 2020 dez. 29];19:104. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29960590/

Aguiar TL, Lima DS, Moreira MAB, Santos LF, Ferreira JMBB. Patient safety incidents in Primary Healthcare in Manaus, AM, Brazil. Interface (Botucatu). 2020[citado em 2021 mar. 26];24(suppl.1):e190622. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/icse/v24s1/1807-5762-icse-24-s1-e190622.pdf

Hessels AJ, Paliwal M, Weaver SH, Siddiqui D, Wurmser TA. Impact of Patient Safety Culture on Missed Nursing Care and Adverse Patient Events. J Nurs Care Qual. 2019[citado em 2020 maio 8];34(4):287-94. Disponível em: https://journals.lww.com/jncqjournal/Fulltext/2019/10000/Impact_of_Patient_Safety_Culture_on_Missed_Nursing.2.aspx

Magalhães FHL, Pereira ICA, Luiza RB, Barbosa MH, Ferreira MBG. Clima de segurança do paciente em um hospital de ensino. Rev Gaúch Enferm. 2019[citado em 2020 dez. 29];40(esp):e20180272. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v40nspe/1983-1447-rgenf-40-spe-e20180272.pdf

Carvalho REFL. Adaptação transcultural do safety attitudes questionnaire para o Brasil - questionário de atitude de segurança [tese]. Ribeirão Preto (SP): Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo; 2011.

Demurtas J, Marchetti P, Vaona A, Veronese N, Celotto S, Deilkås EC, et al. Patient safety culture in Italian out-of-hours primary care service: a national cross-sectional survey study. BJGP Open. 2020[citado em 2021 mar. 29];4(5). Disponível em: https://bjgpopen.org/content/bjgpoa/4/5/bjgpopen20X101098.full.pdf

Ramos CFV, Araruna RC, Lima CMF, Santana CLA, Tanaka LH. Práticas educativas: pesquisa-ação com enfermeiros da Estratégia de Saúde da Família. Rev Bras Enferm. 2018[citado em 2020 dez. 30];71(3):1144-51. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v71n3/pt_0034-7167-reben-71-03-1144.pdf

Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União. 2017[citado em 2021 mar. 30]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html

Vasconcelos PF, Freitas CHA, Jorge MSB, Carvalho REF, Freire VECS, Araújo MFM, et al. Safety attributes in primary care: understanding the needs of patients, health professionals, and managers. Public Health. 2019[citado em 2020 maio 10];17:31-40. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0033350619301027

Marchon SG, Mendes Junior WV. Tradução e adaptação de um questionário elaborado para avaliar a segurança do paciente na atenção primária em saúde. Cad Saúde Pública. 2015[citado em 2020 abr. 25];31(7):1395-402. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csp/v31n7/0102-311X-csp-31-7-1395.pdf

Samardzic MB, Wijngaarden JDV, Doorn CMD. Safety culture in long term care: a cross-sectional analysis of the Safety Attitudes Questionnaire in nursing and residential homes in the Netherlands. BMJ Qual Saf. 2016[citado em 2020 abr. 20];25(6):424-31. Disponível em: https://qualitysafety.bmj.com/content/25/6/424.long. doi: 10.1136 / bmjqs-2014-003397

Merino-Plaza MJ, Carrera-Hueso FJ, Roca-Castelló MR, Morro-Martín MD, Martínez-Asensi A, Fikri-Benbrahim N. Relationship between job satisfaction and patient safety culture. Gac Sanit. 2018[citado em 2020 maio 07];32(4):352-61. Disponível em: https://www.gacetasanitaria.org/es-linkresolver-relacion-entre-satisfaccion-laboral-cultura-S0213911117301024

Bracarense CF, Costa NS, Duarte JMG, Ferreira MBG, Simões ALA. Qualidade de vida no trabalho: discurso dos profissionais da Estratégia de Saúde da Família. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2015[citado em 2020 maio 10];19(4):542-8. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452015000400542&script=sci_abstract &tlng=pt

Kirk VG, Kania-Richmond A, Chaput K. Executive Coaching for Leadership Development: experience of academic physician leaders. Healthc Q. 2019[citado em 2020 maio 10];22(1):54-9. Disponível em: https://www.longwoods.com/content/25835

Keyko K, Cummings GG, Yonge O, Wong CA. Work engagement in professional nursing practice: a systematic review. Int J Nurs Stud. 2016[citado em 2020 maio 08];61:142-64. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0020748916300736?via%3Dihub

Soratto J, Fernandes SC, Martins CF, Tomasi CD, Zanini MTB, Fertonani HP. Aspectos geradores de satisfação e insatisfação dos profissionais da estratégia saúde da família de um município de pequeno porte da região sul do Brasil. Rev CEFAC. 2018[citado em 2020 abr. 20];20(1):69-78. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-18462018000100069&script=sci_arttext&tlng=pt

Soratto J. Satisfação e insatisfação no trabalho de profissionais da Estratégia Saúde da Família [tese]. Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina; 2016.

Silva TO, Bezerra ALQ, Paranaguá TTB, Teixeira CC. O envolvimento do paciente na segurança do cuidado: revisão integrativa. Rev Eletrônica Enferm. 2016[citado em 2020 dez. 29];18:e1173. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/33340

Nsamenang SA, Hirsch JK. Positive psychological determinants of treatment adherence among primary care patients. Prim Health Care Res Dev. 2015[citado em 2020 abr. 15];16(4):398-406. Disponível em: https://www.cambridge.org/core/product/identifier/ S1463423614000292/type/journal_article

Publicado

03-09-2021

Como Citar

1.
Vasconcelos PF de, Carvalho REFL de, Souza PH, Dutra FC da S, Sousa VT dos S, Oliveira SKP de, Freire VEC de S. CLIMA DE SEGURANÇA DO PACIENTE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: ANÁLISE DE CAUSA-RAIZ. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 3º de setembro de 2021 [citado 25º de junho de 2024];25(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/44513

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)