CONFLUÊNCIA ENTRE A TEORIA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS E PESQUISA CONVERGENTE ASSISTENCIAL: FACILITADOR DE MELHORIAS PARA A PRÁTICA DO CUIDADO

Autores

  • Jeniffer Lopes Rodrigues da Silva Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Mestrado - PPGENF, Rio de Janeiro RJ , Brasil, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Mestrado - PPGENF. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-4117-6697
  • Isabella Ribeiro Cardozo Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Programa de Pós-graduação em Enfermagem PPGENF, Mestrado em Enfermagem, Rio de Janeiro RJ , Brasil, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Programa de Pós-graduação em Enfermagem PPGENF, Mestrado em Enfermagem. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-0481-7088
  • Sônia Regina de Souza UNIRIO, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica - DEMC, Rio de Janeiro RJ , Brasil, UNIRIO, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto - EEAP, Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica - DEMC. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0001-5206-1030
  • Laisa Figueiredo Ferreira Lós de Alcântara UNIRIO, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica - DEMC, Rio de Janeiro RJ , Brasil, UNIRIO, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto - EEAP, Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica - DEMC. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-2435-7616
  • Carlos Magno Carvalho da Silva UNIRIO, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica - DEMC, Rio de Janeiro RJ , Brasil, UNIRIO, Escola de Enfermagem Alfredo Pinto - EEAP, Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica - DEMC. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-8655-2636
  • Fátima Helena do Espírito Santo Universidade Federal Fluminense, Enfermagem Médico-Cirúrgica, Niterói RJ , Brasil, Universidade Federal Fluminense - UFF, Enfermagem Médico-Cirúrgica. Niterói, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-4611-5586
  • Maria Célia Teixeira Barboza Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Mestrado - PPGENF, Rio de Janeiro RJ , Brasil, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Mestrado - PPGENF. Rio de Janeiro, RJ - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-7490-5537

Palavras-chave:

Teoria de Enfermagem, Relações Interpessoais, Pesquisa em Enfermagem, Cuidados de Enfermagem, Métodos.

Resumo

Trata-se de estudo reflexivo sobre a confluência entre a teoria das relações interpessoais, de Peplau, e o método de pesquisa convergente assistencial (PCA). Objetivo: refletir sobre a confluência entre a teoria das relações interpessoais e o método PCA e como essa paridade facilita o desenvolvimento de melhorias para a prática do cuidado. Resultados: ambos se preocupam com o fazer em Enfermagem e sugerem processos de atuação em Enfermagem e investigação, nos quais destacam a comunicação e a interação para a resolução de um problema da prática. Tais processos apresentam como pontos em comum: prática assistencial, interação entre enfermeiro/paciente e pesquisador/participante, coparticipação dos agentes envolvidos, quatro fases de desenvolvimento e alternância de papéis do enfermeiro/pesquisador. Conclusão: a partir da paridade entre a teoria de Peplau e o método PCA foi visto que a teoria é aplicável em todo o processo investigativo, favorecendo a interação pesquisador-participante e direcionando o pesquisador em todas as fases do método, no qual o uso dos instrumentos de comunicação relatados por Peplau em consonância com o método da PCA facilita ao enfermeiro/pesquisador construir, junto com as contribuições do paciente/participante, melhorias para a prática do cuidado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Bousso RS, Poles K, Cruz DALM. Conceitos e teorias na Enfermagem. Rev Esc Enferm USP. 2014[citado em 2020 out. 01];48(1):144-8. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0080-623420140000100018

Brandão MAG, Barros ALLD, Caniçali PC, Bispo GS, Lopes ROP. Teorias de Enfermagem na ampliação conceitual de boas práticas de Enfermagem. Rev Bras Enferm. 2019[citado em 2021 abr. 16];72(2):577-81. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0395

Monteiro CFS, Moreira MRC, Oliveira EAR, Moura MES, Costa JV. Pesquisa-ação: contribuição para prática investigativa do enfermeiro. Rev Gaúcha Enferm. 2010[citado em 2021 abr. 17];31(1):167-74. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1983-14472010000100023

Trentini M, Paim L, Silva DMGV. The convergent care research method and its application in nursing practice. Texto Contexto Enferm. 2017[citado em 2020 fev. 10];26(4):e1450017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072017001450017

Almeida VCF, Lopes MVO, Damasceno, M MC. Teoria das relações interpessoais de Peplau: análise fundamentada em Barnaum. Rev Esc Enferm USP. 2005[citado em 2021 abr. 16];39(2):202-10. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0080-62342005000200011

Brandão MAG, Denadai W, Primo CC, Lopes ROP, Peixoto MAP. V diagram as a tool for analytical integrationof theoretical, conceptual, and methodological knowledge in health care. Rev Gaúcha Enferm. 2018[citado em 2021 abr. 16];39:e2017-0015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2018.2017-0015

Tomey AM, Alligood MR. Teóricas de Enfermagem e a sua obra: modelos e teorias de Enfermagem. 5a ed. Portugal: Lusociência; 2004.

Santos LNM, Pedrosa JIS, Rodrigues IDCV, Freire MSS, Silva GRF, Luz MHBA. Relações interpessoais na estratégia saúde da família: reflexo na qualidade dos cuidados de Enfermagem. Rev Enferm UFPE online. 2014[citado em 2020 fev. 10];8(1):155-60. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/9618/9600

Silva JPG, Costa KNFM, Silva GRF, Oliveira SHS, Almeida PC, Fernandes MGM. Consulta de Enfermagem a idosos: instrumentos da comunicação e papéis da Enfermagem segundo Peplau. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2015[citado em 2020 fev. 10];19(1):154-61. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ean/v19n1/1414-8145-ean-19-01-0154.pdf

Galvão MIZ, Borges MS, Pinho DLM. Comunicação interpessoal em cuidados paliativos. Rev Baiana Enferm. 2017[citado em 2021 abr. 18];31(3):

e22290

. Disponível em:https://periodicos.ufba.br/index.php/enfermagem/article/view/22290/15092

Franzoi, M Lemos KC, Jesus CAC, Pinho DLM, Kamada I, Reis PED.Teoria das relações interpessoais de peplau: uma avaliação baseada nos critérios de Fawcett. Rev Enferm UFPE online. 2016[citado em 2020 fev. 10];10(4):3653-61. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11140/12641

Paim L, Trentini M, Madureira VSF, Stamm M. Pesquisa convergente-assistencial e sua aplicação em cenários da Enfermagem. Cogitare Enferm. 2008[citado 2020 em fev. 12];13(3):380-6. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v13i3.12990

Trentini M, Paim L, Silva DMGV. Pesquisa convergente-assistencial: delineamento provocador de mudanças nas práticas de saúde. 3a ed. Porto Alegre: Moriá; 2014.

Pivoto FL, Lunardi Filho WD, Santos SSC, Lunardi VL. Convergent- assistential research: an integrative review of scientific nursing production. Texto Contexto Enferm. 2013[citado em 2020 fev. 13];22(3):843-9. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072013000300034

Publicado

03-09-2021

Como Citar

1.
Silva JLR da, Cardozo IR, Souza SR de, Alcântara LFFL de, Silva CMC da, Santo FH do E, Barboza MCT. CONFLUÊNCIA ENTRE A TEORIA DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS E PESQUISA CONVERGENTE ASSISTENCIAL: FACILITADOR DE MELHORIAS PARA A PRÁTICA DO CUIDADO. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 3º de setembro de 2021 [citado 29º de maio de 2024];25(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/44515

Edição

Seção

Artigo de Reflexao

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.