VALIDAÇÃO DE CONTEÚDO DOS ENUNCIADOS DO SUBCONJUNTO CIPE® PARA PESSOAS COM ÚLCERAS VASCULOGÊNICAS

Autores

  • Sandra Maria Bastos Pires Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde, Curitiba PR , Brasil, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-4808-865X
  • Ana Luzia Rodrigues Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde, Curitiba PR , Brasil, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-5876-8763
  • Claudia Biancato Bastos Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde, Curitiba PR , Brasil, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0001-7788-8501
  • Marcia Regina Cubas Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde, Curitiba PR , Brasil, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde. Curitiba, PR - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-2484-9354

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2021.44526

Palavras-chave:

Terminologia Padronizada em Enfermagem, Diagnóstico de Enfermagem, Estudo de Validação, Ferimentos e Lesões, Insuficiência Venosa

Resumo

Objetivo: validar o conteúdo dos enunciados do subconjunto terminológico da Classificação Internacional das Práticas de Enfermagem (CIPE®) para pessoas com úlceras vasculogênicas, baseado na teoria da adaptação de Roy. Método: trata-se de recorte de estudo metodológico, referente à fase de validação da terceira etapa do método brasileiro para desenvolvimento de subconjunto terminológico da CIPE®. Foram analisados, por seis especialistas selecionados, 59 diagnósticos e 103 resultados, distribuídos nos modos adaptativos de Roy, e 424 intervenções de Enfermagem, organizadas em grupos relacionados ao diagnóstico. Foi calculado o percentual de concordância e foram validados os enunciados com percentual igual ou superior a 80%. Resultados: dos diagnósticos, 10 obtiveram 100% de concordância, dos quais oito apresentaram seus resultados e intervenções com 100% de concordância. Dos 46 diagnósticos com 86% de concordância, oito tiveram seus resultados e intervenções com 100% de concordância. Não foram validados os diagnósticos com percentual de concordância de 50%, a saber: risco de função do sistema gastrointestinal, prejudicado; sono, prejudicado; e hipocalcemia. Conclusão: foram validados 56 diagnósticos, 99 resultados e 411 intervenções de Enfermagem. O modo fisiológico foi o mais representado, devido à característica da base empírica utilizada. Será necessário ampliar a lista com enunciados referentes à interdependência e função de papel.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Conselho Internacional de Enfermeiros. Linhas de orientação para elaboração de catálogos CIPE®. Lisboa: CIE; 2009.

Torres SMO, Monteiro VGN, Salvetti MG, Melo GSM, Torres GV, Maia EMC. Sociodemographic, clinic and health characterization of people with venous ulcers attended at the family health strategy. Rev Pesqui (Univ Fed Estado Rio J, Online). 2014[citado em 2020 set. 12];6(5):50-9. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/4506

Cruz CC, Caliri MHL, Bernardes RM. Características epidemiológicas e clínicas de pessoas com úlcera venosa atendidas em unidades municipais de saúde. Estima (Online). 2018[citado em 2020 set. 7];16:e1218. Disponível em: https://www.revistaestima.com.br/estima/article/view/496/pdf_1

Roy C. Introduction to Nursing: an adaptation model. 2nd ed. Michigan: Prentice-Hall; 1984.

Nóbrega MML, Cubas MR, Egry EY, Nogueira LGF, Carvalho CMG, Albuquerque LM. Desenvolvimento de subconjuntos terminológicos da CIPE® no Brasil. In: Cubas MR, Nóbrega MML. Atenção primária em saúde: diagnósticos, resultados e intervenções. Rio de Janeiro: Elsevier; 2015. p. 3-8.

Zahra FM, Carvalho DR, Malucelli A. Poronto: ferramenta para construção semiautomática de ontologias em português. J Health Inform. 2013[citado em 2020 out. 3];5(2):52-9. Disponível em: http://www.jhi-sbis.saude.ws/ojs-jhi/index.php/jhi-sbis/article/view/232

Ronnau LB. MapClin: mapeamento automático entre termos clínicos em português e a Snomed CT [dissertação]. Curitiba (PR): Pontifícia Universidade Católica do Paraná; 2019. 89f.

International Organization for Standardization. ISO 12300:2014 Health informatics: principles of mapping between terminological systems. Geneva: ISO; 2014[citado em 2020 ago. 2]. Disponível em: https://www.iso.org/obp/ui/#iso:std:iso:tr:12300:ed-1:v1:en

International Organization for Standardization. ISO 18104:2014 Health informatics: categorial structures for representation of Nursing diagnoses and Nursing actions in terminological systems. Geneva: ISO; 2014[citado em 2020 out. 2]. Disponível em: https://www.iso.org/obp/ui/#iso:std:iso:18104:ed-2:v1:en:en

Buchhorn SMM. Construção de um catálogo CIPE® (Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem) para o acompanhamento do desenvolvimento da criança de 0 a 3 anos de idade [tese]. São Paulo (SP): Universidade de São Paulo; 2014. 243f.

Alexandre NMC, Coluci MZO. Validade de conteúdo nos processos de construção e adaptação de instrumentos de medidas. Ciênc Saúde Colet. 2011[citado em 2020 set. 20];16:3061-8. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csc/v16n7/06.pdf

Azoubel R, Torres GV, Silva LWS, Gomes FV, Reis LA. Efeitos da terapia física descongestiva na cicatrização de úlceras venosas. Rev Esc Enferm USP. 2010[citado em 2020 out. 7];44(4):1085-92. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v44n4/33.pdf

Payne D. Skin integrity in the elderly: areas of the body subject to pressure and inaccessible. Br J Community Nurs. 2020[citado em 2020 out. 7];25(1);22-6. Disponível em: https://www.magonlinelibrary.com/doi/abs/10.12968/bjcn.2020.25.1.22

Liberato SMD, Souza AJG, Costa IKF, Torres GV, Vitor AF, Lira ALBC. A Enfermagem no manejo da dor em pessoas com úlcera venosa: revisão integrativa. Rev Pesqui (Univ Fed Estado Rio J, Online). 2016[citado em 2020 out. 20];8(2):4109-20. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/viewFile/3251/pdf_1844

Green J, Jester R, McKinley R, Pooler A. The impact of chronic venous leg ulcers: a systematic review. J Wound Care. 2014[citado em 2020 set. 23];23(12):601-12. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/25492276/

Gomes T, Cade NV, Rohr RV, Fejoli MM. Caracterização das lesões crônicas e os fatores associados em moradores de um território de saúde em Vitória, Espírito Santo. Rev Bras Pesqui Saúde. 2011[citado em 2020 out. 3];13(1):52-7. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/rbps/article/view/1330/991

Santos SLV, Martins MA, Vasconcelos LSNOL, Lima ABM, Malaquias SG, Bachion MM. Bastonetes Gram-negativos em úlceras venosas e implicações para o atendimento de Enfermagem na atenção primária. Rev Eletrônica Enferm. 2014[citado em 2020 out. 3];16(2):370-7. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fen/article/view/24670/17264

Oliveira ES, Oliveira MEA, Santos MBS, Oliveira LA, Pires GP. A relação ensino aprendizagem das habilidades básicas do voleibol como instrumento de formação da cultura corporal do movimento: a experiência do PIBID na escola estadual Mário David Andreazza. In: VIII Fórum de Integração Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação Tecnológica do IFRR (Forint). 2019 Nov 28-29; Boa Vista, Roraima. [citado em 2020 jul. 15];6(1). Disponível em: https://periodicos.ifrr.edu.br/index.php/anais_forint/article/view/1179

McCarty SM, Percival SL. Proteases and delayed wound healing. Adv Wound Care. 2013[citado em 2020 out. 3];2(8):438-47. Disponível em: https://www.liebertpub.com/doi/10.1089/wound.2012.0370

Benbow M. Best practice in wound assessment. Nurs Stand. 2016[citado em 2020 set. 23];30(27):40-7. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/296689134_Best_practice_in_wound_assessment

Costa IKF, Nóbrega WG, Costa IKF, Torres GV, Lira ALBC, Touruinho FSV, et al. Pessoas com úlceras venosas: estudo do modo psicossocial do modelo adaptativo de Roy. Rev Gaúch Enferm. 2011[citado em 2020 set. 23];32(3):561-8. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v32n3/18.pdf

Lacerda MS, Prado PR, Barros ALBL, Lopes JL. Sintomas depressivos em cuidadores familiares de pacientes com insuficiência cardíaca: revisão integrativa. Rev Gaúch Enferm. 2019[citado em 2020 set. 23];40:e20180057. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v40/1983-1447-rgenf-40-e20180057.pdf

Passinho RS, Primo CC, Fioresi M, Nóbrega MML, Brandão MAG, Romero WG. Elaboration and validation of an ICNP® terminology subset for patients with acute myocardial infarction. Rev Esc Enferm USP. 2019[citado em 2020 out. 3];53:e03442. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v53/1980-220X-reeusp-53-e03442.pdf

Melo CMM, Florentino TC, Mascarenhas NB, Macedo KS, Silva MC, Mascarenhas SN. Autonomia profissional da enfermeira: algumas reflexões. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2016[citado em 2020 set. 23];20(4):e20160085. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452016000400601&script=sci_abstract&tlng=pt

Publicado

16-07-2021

Como Citar

1.
Pires SMB, Rodrigues AL, Bastos CB, Cubas MR. VALIDAÇÃO DE CONTEÚDO DOS ENUNCIADOS DO SUBCONJUNTO CIPE® PARA PESSOAS COM ÚLCERAS VASCULOGÊNICAS. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 16º de julho de 2021 [citado 23º de junho de 2024];25(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/44526

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)