DIFERENTES TIPOS DE BANHO EM PACIENTES CRÍTICOS E FATORES ASSOCIADOS AO BANHO NO LEITO

Autores

  • Luana Vieira Toledo Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem - DEM, Viçosa MG , Brasil, Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem - DEM. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0001-9527-7325
  • Nádia Vaz Sampaio Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Hospital das Clínicas, Belo Horizonte MG , Brasil, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Hospital das Clínicas. Belo Horizonte, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3224-7537
  • Lídia Miranda Brinati Hospital São Sebastião - HSS, Unidade de Terapia Intensiva - UTI, Viçosa MG , Brasil, Hospital São Sebastião - HSS, Unidade de Terapia Intensiva - UTI. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-0462-2096
  • Camila Santana Domingos Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem - DEM, Viçosa MG , Brasil, Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem - DEM. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-5526-3129
  • Patrícia de Oliveira Salgado Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem - DEM, Viçosa MG , Brasil, Universidade Federal de Viçosa - UFV, Departamento de Medicina e Enfermagem - DEM. Viçosa, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-0743-0244
  • Flávia Falci Ercole UFMG, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica, Belo Horizonte MG , Brasil, UFMG, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Básica. Belo Horizonte, MG - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-1356-0854

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2021.44535

Palavras-chave:

Banhos, Cuidados Críticos, Enfermagem, Unidades de Terapia Intensiva.

Resumo

Objetivo: identificar o tipo de banho realizado em pacientes críticos à admissão e na saída da unidade de terapia intensiva e avaliar os fatores associados ao banho no leito desses pacientes nesses dois momentos. Método: estudo observacional, quantitativo, longitudinal, retrospectivo, realizado com informações de 85 prontuários de pacientes críticos internados em uma unidade de terapia intensiva. Avaliou-se a diferença dos tipos de banho realizados com os pacientes críticos,à admissão e na saída da unidade, a partir do teste de Mc Nemar. Utilizou-se a regressão logística para avaliar os fatores associados à realização do banho no leito nesses dois momentos. Resultados: predominaram os pacientes do sexo masculino (56,50%), com média de idade de 65,4 anos. O banho no leito foi o mais realizado, tanto à admissão (88,2%) quanto na saída da unidade (78,8%).Entre os pacientes que receberam alta, houve diferença dos tipos de banho realizados no início e fim da internação (p= 0,013). Os pacientes que vieram a óbito receberam apenas o banho no leito. À admissão na unidade de terapia intensiva, a chance de um paciente em oxigenoterapia ter indicação de banho no leito foi maior (OddsRatio = 6,24). Por sua vez, na saída desse setor, essa chance foi maior nos pacientes em uso de oxigenoterapia (OddsRatio = 13,81) e cateter vesical de demora (OddsRatio = 5,56). Conclusão: em pacientes críticos o banho no leito foi o mais realizado e sua indicação esteve associada à utilização de dispositivos de oferta de oxigênio e controle urinário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alcantara LS, Sant'anna JL,Souza MGN. Illness and finitude: considerations about the interdisciplinary approach in the oncological Intensive Care Unit. Ciênc Saúde Colet. 2013[citado em 2019 set. 10];18(9):2507-14. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232013000900004&script=sci_abstract

Okuma SM, Paula AFM, Carmo GP, Pandolfi MM. Characterization of patients assisted by occupational therapy in adult intenvise care unit. Rev Interinst Bras Ter Ocup. 2017[citado em 2019 set. 20];1(5):574-88. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/ribto/article/view/8311

Herdman TH, Kamitsuru S. NANDA International nursing diagnoses: definitions and classification, 2018-2020. 11th ed. New York: Thieme Publishers; 2018. 512 p.

Bulechek GM, Butcher HK, Doehterman JM, Wagner CM. Classificação das Intervenções de Enfermagem - NIC. 6ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2016. 640p.

Noddeskou LH, Hemmingsen LE, Hordam B. Elderly patients 'and nurses' assessment of traditional bed bath compared to prepacked single units - randomized controlled trial. Scand J Caring Sci. 2015[citado em 2019 nov. 20];29:347-52. Disponível em: https://doi.org/10.1111/scs.12170

Toledo LV, Sampaio NV, Salgado PO, Brinati LM, Domingos CS, Souza CC, Ercole FF. Déficit no autocuidado para banho: caracterização do diagnóstico de Enfermagem em pacientes críticos. Rev Eletrônica Acervo Saúde. 2020[citado em 2020 jul. 29];(supl.43):e3284. Disponível em: https://acervomais.com.br/index.php/saude/article/view/3284. doi: https://doi.org/10.25248/reas.e3284.2020

Lôbo CR, Saraiva TLA. Importância do procedimento banho no leito para atendimento em Enfermagem. Rev Recien. 2017[citado em 2020 ago. 01];7(20):82-90. Disponível em: https://www.recien.com.br/index.php/Recien/article/view/228

Moller G, Magalhães AMM. Bed baths: nursing staff workload and patient safety. Texto & Contexto Enferm. 2015[citado em 2019 out. 10];24(4):1044-52. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0104-0707201500003110014

Ferreira PC, Machado RC, Martins QCS, Sampaio SF. Classification of patients and nursing workload in intensive care: comparison between instruments Rev Gaúcha Enferm. 2017[citado em 2019 nov. 26];38(2):1-7. Disponível em: http://dx.doi. org/10.1590/1983-1447.2017.02.62782

Kraljic S. Zuvic M, Desa K, Blagaic A, Sotosek V, Antoncic D, Robert Likic R. Evaluation of nurses' workload in intensive care unit of a tertiary care university hospital in relation to the patients' severity of illness: A prospective study. Int J Nurs Stud. 2017[citado em 2020 jan. 08];76:100-106. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.ijnurstu.2017.09.004

Dutra FCM, Gouvinhas RP. Desenvolvimento de protótipo de cadeira de banho para indivíduos com paralisia cerebral tetraparética espástica. Production [online]. 2010[citado em 2020 jul. 29];20(3):491-501. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-65132010000300016&script=sci_abstract&tlng=pt. doi: https://doi.org/10.1590/S0103-65132010005000048

Prado ARA, Ramos RL, Ribeiro OMPL, Figueiredo NMA, Martins MM, Machado WCA. Bath for dependent patients: theorizing aspects of nursing care in rehabilitation. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2017[citado em 2019 nov. 28];70(6):1337-42. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0258

Bastos SRB, Gonçalves FAF, Bueno BRM, Silva GS, Ribeiro KRA, Brasil VV. Bed-Bath: The Care-omitting Behavior of the Nursing Team. Rev Pesq: Cuidado é Fundamental Online [Internet]. 2020 Feb 14; [citado em 2019nov. 12];11(3):627-33. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/6634

Albuquerque JM, Silva RFA, Souza RFF. Epidemiological profile and monitoring after discharge of patients hospitalized at an intensive care unit. Cogitare Enferm. 2017[citado em 2020 jul. 30];(22)3:e50609.Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/50609 DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i3.50609

Melo ACL, Menegueti MG, Laus AM. Profile of patients in intensive care: considerations for the nursing team. Rev Enferm UFPE Online. 2014[citado em 2019 jun. 10];8(9):3142-8. Disponível em: https://doi.org/10.5205/reuol.5960-55386-1-ED.0809201424

Veras RP, Oliveira M. Envelhecer no Brasil: a construção de um modelo de cuidado. Ciênc Saúde Colet. 2018[citado em 2019 dez. 11];23(6):1929-36. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232018236.04722018

Ferreti-Reustini REL, Bispo NS, Alves WS, Dias TN, Santoro CM, Padilha KG. Level of acuity, severity and intensity of care of adults and older adults admitted to the Intensive Care Unit. Rev Esc Enferm USP. 2019[citado em 2020 ago. 02];53:e03416. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v53/pt_1980-220X-reeusp-53-e03416.pdf. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2017051403416

Silva KS, Echer IC, Magalhães AMM. Patients dependency degree in relation to the nursing team: a management tool. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2016[citado em 2020 jan. 24];20(3):e20160060. Disponível em: https://doi.org./10.5935/1414-8145.20160060

Lino VTS, Rodrigues NCP, Camacho LAB, O'Dwyer G, Lima IS, Andrade MKN. et al. Prevalence of overburden in caregivers of dependent elderly and associated factors in a poor area of Rio de Janeiro, Brazil. Cad Saúde Pública. 2016[citado em 2020 ago. 02];32(6):e00060115. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-311X2016000605001&lng=pt&nrm=iso&tlng=en. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00060115

Fonseca EF, Penaforte MHO, Martins MMFPS. Hygiene care - bath: meanings and perspectives of nurses. Referência. 2015[citado em 2020 jan. 12];4(5):37-45. Disponível em: http://dx.doi.org/10.12707/RIV14066

Inoue KC, Matsuda LM. Dimensionamento da equipe de Enfermagem da UTI-adulto de um hospital ensino. Rev Eletrônica Enferm. 2009[citado em 2019 dez. 12];11(1):55-63. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/revista/v11/n1/v11n1a07.htm

Fonseca EF, Martins MMPS, Cardoso MFPT, Riberio MIB. Rehabilitation nursing in hygiene care: an intervention for autonomy. Rev Ibero-Am Saúde Envelhecimento. 2020[citado em 2020 ago. 01];6(1):2165-74. Disponível em: http://www.revistas.uevora.pt/index.php/saude_envelhecimento/article/view/429. DOI: http://dx.doi.org/10.24902/r.riase.2020.6(1).429.2165-2174

Backes MTS, Erdmann AL, Büscher A. The Living, Dynamic and Complex Environment Care in Intensive Care Unit. Rev Latino-Am Enferm. 2015[citado em 2020 jan. 10];23(3):411-8. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0104-1169.0568.2570

Toledo LV, Salgado PO, Souza CC, Brinati LM, Januário CF, Ercole FF. Effects of dry and traditional bed bathing on respiratory parameters: a randomized pilot study. Rev Latino-Am Enferm. 2020[citado em 2020 ago. 01];28:e3264. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rlae/v28/pt_0104-1169-rlae-28-e3264.pdf. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.3668.3264

Miranda AL, Oliveira ALL, Nacer DT, Aguiar CAM. Results after implementation of a protocol on the incidence of urinary tract infection in an intensive care unit. Rev Latino-Am Enferm. 2016[citado em 2020 ago. 02];24:e2804. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692016000100415&lng=pt&nrm=iso. DOI: 10.1590/1518-8345.0866.2804

Wiethan JRV, Soares JC, Souza JÁ. Evaluation of functionality and quality of life in critical patients: case series report. Acta Fisiátrica. 2017[citado em 2019 out.10];124(1):7-12. Disponível em: https://doi.org/10.5935/0104-7795.20170002

Costa GS, Souza CC, Diaz FBBS, Toledo LV. Bed bath in critical care patients: an integrative review Rev Baiana Enferm. 2018[citado em 2019 dez. 04];32:e20483. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/enfermagem/article/view/20483 doi: http://dx.doi.org/10.18471/ rbe.v32.20483

Toledo LV, Santos BX, Salgado PO, Souza CC, Brinati LM, Ercole FF. Efeitos oxi-hemodinâmicos de diferentes tipos de banho no leito em pacientes críticos: revisão sistemática. In: Sombra ICN. O conhecimento na competência da teoria e da prática em Enfermagem 3[Internet]. Ponta Grossa-PR: Atena Editora; 2019[citado em 2020 jan. 10].cap. 6. Disponível em: https://www.atenaeditora.com.br/post-ebook/2184.

Mendes VLPS. Gerenciando qualidade em serviços de saúde. Rev Bras Enferm. 1993[citado em 2020 jan. 20];46(3/4):211-25. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0034-71671993000300004

Publicado

14-07-2021

Como Citar

1.
Toledo LV, Sampaio NV, Brinati LM, Domingos CS, Salgado P de O, Ercole FF. DIFERENTES TIPOS DE BANHO EM PACIENTES CRÍTICOS E FATORES ASSOCIADOS AO BANHO NO LEITO. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 14º de julho de 2021 [citado 18º de maio de 2024];25(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/44535

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>