Reflexões sobre cidadania e soberania a partir da ideia de supranacionalidade política na União Europeia

  • Luiz Claúdio Araujo Pinho
  • Vanilda Peres dos Santos

Resumo

No presente artigo, o modelo de cidadania do Estado-Nação, constituído na modernidade europeia apresenta limites quanto ao respeito das liberdades e garantias fundamentais e não dialoga com a multiplicidade de papéis presentes na nova conjuntura que surgiu a partir da criação da União Europeia. A partir da constituição de uma cidadania supranacional, os modelos de cidadania direta, participativa, representativa, deliberativa e ativista passam a ser ressignificadas a partir da experiência de integração dos países do bloco

Biografia do Autor

Luiz Claúdio Araujo Pinho

Bacharel em Ciências Socias pela Universidade de São Paulo. Graduando em Ciências do Estado pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Vanilda Peres dos Santos
Licenciatura em História pela Univesidade Estadual de Montes Claros. Graduanda em Ciências do Estado pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Publicado
2019-01-21
Seção
Artigos