[1]
J. Santos, “Clockwork Angels ou uma nova saga do otimismo”, Rev. Univ. Fed. Minas Gerais, vol. 24, nº 1 e 2, p. 116-135, maio 2018.