Porcos, cães e ovelhas: marxismo no álbum Animals – Pink Floyd

  • Gustavo Campos Roedel

Resumo

Este artigo busca compreender a ideologia do álbum Animals, lançado pela banda Pink Floyd em 1977, no Reino Unido, por meio da semiótica e da teoria da personagem de Bakhtin. Poesia e harmonia serão traduzidas nas linguagens marxistas de ontologia e de luta de classes, utilizando-se, principalmente, os escritos do jovem Marx como principal apoio teórico. Conclui-se que Animals é uma crítica marxista ao evolucionismo teleológico de Marx e ao princípio hegeliano de m da história, ambos resultados de um materialismo “ortodoxo” mecanicista. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-07-02
Seção
Artigos