O Lugar do Lazer nas Políticas Públicas: Um Olhar Sobre Alguns Cenários

  • Simone Rechia Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Emília Amélia Pinto Costa da Silva Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Talita Stresser de Assis Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Karine do Rocio Vieira dos Santos Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Luize Moro Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Daniella Tschöke Santana Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Palavras-chave: Atividades de Lazer, Políticas Públicas, Política Social

Resumo

Esse artigo teve o objetivo de revisar na literatura científica vigente como o lazer é compreendido nas políticas públicas. Realizou-se uma revisão integrativa, a partir das bases de dados eletrônicos. Foram pesquisados artigos dos anos de 2003 a 2012. Os 17 artigos que atenderam os critérios de inclusão estabelecidos foram divididos em duas categorias: Perspectiva crítica e Perspectiva funcionalista. Percebeu-se que o fenômeno do lazer, na maioria dos projetos de esporte e lazer, é compreendido numa perspectiva funcionalista. De fato, políticas públicas de lazer atuais não têm esse fenômeno como principal objetivo, deixando-o como segundo plano, visto que outros direitos são tratados como prioridade. 

Leisure Place in Public Policy: A Look at Some Scenarios

This paper aimed to review the current scientific literature, analysing how leisure is understood in public policies. We performed an integrative review from electronic databases. The review was based on papers from 2003 to 2012. The 17 articles that met the inclusion criteria were divided into two categories: critical perspective and functionalist perspective. We realized that the phenomenon of leisure in most sports and leisure projects is understood in a functionalist perspective. Indeed, public leisure policies nowadays do not have this phenomenon as the main goal, leaving  it unattended, whereas other rights are treated as priority.

Biografia do Autor

Simone Rechia, Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Professora Pós-doutora da Universidade Federal do Paraná.
Emília Amélia Pinto Costa da Silva, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná.

Talita Stresser de Assis, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná.

Karine do Rocio Vieira dos Santos, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná.

Luize Moro, Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná.
Daniella Tschöke Santana, Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná.
Publicado
2015-05-08
Seção
Artigos Originais