Redes Sociais e Sociabilidade

Práticas e Percepções Acerca dos Usos do Facebook no Lazer

  • Fernanda de Souza Cardoso Universidade Estadual de Montes Claros (UEMC)
  • Carlos Rogério Ladislau Universidade Estadual de Montes Claros (UEMC)
  • Georgino Jorge de Souza Neto Universidade Estadual de Montes Claros (UEMC)
  • Rogério Othon Teixeira Alves Universidade Estadual de Montes Claros (UEMC)
Palavras-chave: Atividades de Lazer, Rede Social, Mídias Sociais

Resumo

O uso das redes sociais, em especial do Facebook (FB), tem permitido aos seus usuários realizar trocas significativas no plano virtual. Nesta pesquisa, esse cenário foi perscrutado por meio da aplicação de entrevistas estruturadas a moradores da região central da cidade de Montes Claros, polo econômico e cultural do Norte de Minas Gerais. Tal iniciativa procurou traçar, a partir dos sujeitos pesquisados, uma compreensão do FB como possibilidade de uso do tempo disponível buscando o entendimento acerca dos impactos desse processo na construção/consolidação de sociabilidades, problematizando as transformações dos interesses do lazer rumo àqueles vivenciados virtualmente. Os dados sinalizam a “força” que o FB tem alcançado na forja de identidades e representações, dando pistas dos processos de constituição do sujeito contemporâneo nesses espaços de sociabilidade virtuais e, precisamente por isso, tão reais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, Beatriz Pozzobon. Redes sociais na Internet e novas formas de sociabilidade: um estudo do Facebook. In: Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul, 13, 2010, Chapecó-SC. Anais... Chapecó: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, 2012. p.1-13.

ASSUNÇÃO, Raquel Sofia; MATOS, Paula Mena. Perspectivas dos adolescentes sobre o uso do facebook: um estudo qualitativo. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 19, n. 3, p. 539-547, jul./set. 2014. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/2871/287132694018.pdf Acesso em: 10 nov. de 2017.

BASSETTI, Telma M. Bittencourt; ELICHER, Maria Jaqueline; SILVA, Bruno Eduardo Miranda da. Uso do corpo como atividade de lazer mediado pelas Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação – NTICs. In: Seminário da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Turismo, [s.n.], 2016. Anais... Disponível em: http://www.anptur.org.br/anais/anais/files/13/557.pdf Acesso em: 11 jan. de 2018.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BOYD, Danah; ELLISON, Nicole. Social Network Sites: Definition, History, and Scholarship. Journal of Computer-Mediated Communication, n.13, p. 210-230, 2008. Disponível em http://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/j.1083-6101.2007.00393.x?scrollTo=references& Acesso em: 12 nov. de 2017.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. Vol. 1: A era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 3. ed. 1999.

______. A sociedade em rede. Vol. 1: A era da informação: economia, sociedade e cultura São Paulo: Paz e Terra, 6. ed. 2002.

ELIAS, Norbert; SCOTSON, John L. Os estabelecidos e os outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Tradução: Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

ELLISON, Nicole; STEINFIELD, Charles; Lamp, Cliff. The benefits of Facebook “friends:” Social capital and college students’ use of online social network sites. Journal of Computer-Mediated Communication, v.12, p. 1143-1168. 2007. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1083-6101.2007.00367.x/full. Acesso em: 12 nov. de 2017.

FEATHERSTONE, Mike. A globalização da mobilidade: experiências, sociabilidade e velocidade nas culturas tecnológicas. In: GARCIA, Erivelto B.; LOBO, Francis (eds.). Lazer numa sociedade globalizada. São Paulo: SESC/ WRLA, 2000.

FERREIRA, Naiara Silva; ARRUDA FILHO, Emílio José Montero. Preferência de uso das redes sociais virtuais para o Consumidor tecnológico: uma análise do Facebook versus WhatsApp. REUNA, Belo Horizonte, v. 20, n. 3, p. 47-64, Jul./Set. 2015. Disponível em: https://revistas.una.br/index.php/reuna/article/view/641/0 Acesso em: jan. de 2018.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Editora UNESP, 1991.

______. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOMES, Christianne Luce. Lazer, trabalho e educação: relações históricas, questões contemporâneas. 2. ed. rev. amp. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

HÜBNER, Daniel Braga. Sociedade contemporânea e lazer: reflexões sobre o nosso tempo. Licere, Belo Horizonte, v. 7, n. 2, p.41-51, 2004. Disponível em: http://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-BR&as_sdt=0%2C5&q=Sociedade+contempor%C3%A2nea+e+lazer%3A+reflex%C3%B5es+sobre+o+nosso+tempo&btnG= Acesso em: 18 dez. de 2017.

LEMOS, André. Anjos interativos e a retribalização do mundo: sobre interatividade e interfaces digitais, 1997. Disponível em: http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/lemos/interativo.pdf Acesso em: 09 dez. de 2017.

LEMOS, Fábio Ricardo Mizuno; SILVA, Robson Amaral da. Minicurso: interesse virtual do lazer. In: Colóquio de pesquisa qualitativa em motricidade humana, 5./Congresso Internacional de Educação Física, Esporte e Lazer, 2., 2012. Anais... São Carlos, Universidade Federal de São Carlos, 2012, p.111-26.

LIMA, Maria Luísa; MARQUES, Sibila; CAMILO, Cristina. Ter amigos faz bem à saúde. Mas será que os amigos do facebook contam? Estudos na população portuguesa. Lisboa: CIS-IUL/ISCTE-IUL. 2015. Disponível em https://hdl.handle.net/10071/9450. Acesso em: 09 dez. 2017.

MARCELLINO, Nelson Carvalho. Estudos do lazer: uma introdução. Campinas: Autores associados, 1996.

______. Lazer e educação. Campinas: Papirus, 2000.

MARCONDES FILHO, Ciro. Para entender a comunicação: contatos antecipados com a nova teoria. São Paulo: Paulus, 2008.

MINAYO, Maria Cecília de Souza et. al. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2002.

PALÁCIOS, Marcos Silva. Cotidiano e sociabilidade no ciberespaço: apontamentos para uma discussão. In: FAUSTO NETO, Antônio; PINTO, Milton José (Org.). O individuo e as mídias. Rio de Janeiro: Diadorim, 1996.

PASSOS, Fernanda et al. O novo flâneur. 2003. Disponível em: https://puc-riodigital.com.puc-rio.br/media/2%20-%20o%20novo%20fl%C3%A2neur.pdf. Acesso em: 14 dez. de 2019.

RECUERO, Raquel. Curtir, compartilhar, comentar: trabalho de face, conversação e redes sociais no Facebook. Revista Verso e Reverso (Online), v.28, n. 68, p. 114-24, maio-agosto 2014. Disponível em: https://www.revistas.unisinos.br/index.php/versoereverso/article/viewFile/7323/4187 Acesso em: 04 jan. de 2018.

SANTOS, Francisco Coelho dos; CYPRIANO, Cristina Petersen. Redes sociais, redes de sociabilidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 29, n. 85, p. 63-78, junho 2014 . Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69092014000200005 Acesso em: 03 jun. de 2017.

SCHWARTZ, Gisele Maria. O conteúdo virtual do lazer: contemporizando Dumazedier. Licere, Belo Horizonte, v. 6, n. 2, p.23-31, 2003.

Publicado
2019-03-29
Como Citar
Cardoso, F. de S., Ladislau, C. R., Souza Neto, G. J. de, & Alves, R. O. T. (2019). Redes Sociais e Sociabilidade. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 22(1), 91-121. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2019.12312
Seção
Artigos Originais