O Ritual no Âmbito do Lazer de uma Prova de Meia Maratona

  • Cinthia Lopes da Silva Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP)
  • Ana Carolina Capellini Rigoni Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Luciene Ferreira da Silva Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP) /Bauru
  • Marcelo de Farias Teixeira Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Geraisbr

Resumo

Neste estudo o problema investigado diz respeito às corridas de rua, em que os rituais demonstram a riqueza das formas de modus operandi dos vários participantes e grupos, que com objetivos distintos participam de provas de rua como, por exemplo, a meia maratona. Os objetivos foram identificar e analisar os significados e aspectos ritualísticos produzidos pelos corredores durante a participação em uma prova de meia maratona. A corrida de rua tem sido uma das atividades do contexto do lazer de pessoas de diferentes faixas etárias, condição de vida e de gênero. Para alguns, o lazer é um elemento da cultura não levado muito a sério diante de atividades que envolvem as obrigações sociais como o trabalho. No entanto, a partir do lazer podemos identificar particularidades de um grupo ou sociedade. A natureza da pesquisa é qualitativa. Foi realizada revisão de literatura, debate dos textos selecionados entre os investigadores e pesquisa de campo. Uma das pesquisadoras correu a prova de meia maratona e utilizou a técnica de observação participante. A partir das observações realizadas e analisadas identificou-se valores e aspectos constituintes das ações dos corredores: a competição, a honra em defesa da masculinidade e a interação social. Também foi possível observar que na corrida há grupos com interesses diversos e que o componente lúdico estava presente nas manifestações dos corredores observados, talvez pelo fator da corrida nesse caso ser uma ação realizada não como forma de obrigação.

Publicado
2019-06-23
Seção
Artigos Originais