Exergames em Casa e na Recreação Hoteleira

Perspectiva de Pais

  • Luis André Pereira de Oliveira Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Campus Rio Claro
  • Gisele Maria Schwartz Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Campus Rio Claro
Palavras-chave: Exergames, Recreação Hoteleira, Criança

Resumo

Esse estudo qualitativo investigou a aceitação dos pais sobre a utilização de exergames, por crianças de 06 a 12 anos, em dois ambientes distintos: em casa e, em hotéis. Foram aplicados dois questionários a uma da amostra intencional composta por 34 pais das crianças, hóspedes de hotéis do Circuito das Águas Paulista. Um questionário foi aplicado antes e, o outro, após a participação das crianças em atividades, as quais fizeram uso de exergames. Os dados foram analisados descritivamente, por meio de Análise de Conteúdo Temático, com duas categorias de análise: 1- exergames em casa, 2- exergames no programa recreativo em hotéis. Com base nos resultados, sugere-se a utilização de exergames em programas de atividades recreativas em hotéis, porém, devem ser adequados à faixa etária e utilizados com moderação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011

BENZING, V.; SCHMIDT, M. Cognitively and physically demanding exergaming to improve executive functions of children with attention deficit hyperactivity disorder: a randomised clinical trial. BMC Pediatrics, London, v. 17, n. 8, p 1-8, 2017.

BRASIL. Ministério Do Turismo. Regulamento do sistema oficial de classificação de meios de hospedagem, 2011. Disponível em: http://www.classificacao.turismo.gov.br/MTUR-classificacao/mtur-site/ . Acesso em: 11 jan. 2016.

CHOPPIN, S.; WHEAT, J. The potential of the Microsoft Kinect in sports analysis and biomechanics. Sports Technology, Abingdon, v. 6, n. 2, p. 78–85, 2013.

COSTA, H. A. Interferência aguda do exergame sobre a função autonômica cardíaca de crianças obesas. 2014 82 f. Dissertação (Mestrado em Saúde do Adulto e da Criança) -Faculdade Federal do Maranhão, São Luís, 2014.

DOWELL, A. V. G. A. M. Uma API para Exergames Móveis com eventos centrados em microlocalização baseada em BLE Fingerprinting. 2016 106 f. Dissertação (Mestrado em Informática) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

DUIKA B. W.; ADAMS, J.; AZEVEDO, L. B.; HAIGHTON, C. Promoting physical activity with a school-based dance mat exergaming intervention: qualitative findings from a nature experimente. BMC Public Health; London, v.16, n.1, p.609, 2016.

FAZOLIN, M. A. F. G.; MERCADANTE, L. A.; GRANDO, R. C. Fomentando a educação não formal no lazer e recreação em hotéis. Licere, Belo horizonte. v.18, n.4, p.1-40, 2015.

FERNANDES, A; R; R. Efeitos Físicos e Psicológicos da Prática de Exergames em Adolescentes com Obesidade. 2015 undefined f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Faculdade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.

FERNANDES, B. P.; MARTINS, I. C.; SANTOS SOUZA; A.; SILVA, C. L. Entre o tradicional e o eletrônico: significados do brincar para crianças de uma escola pública de Piracicaba-sp. Revista Brasileira de Estudos do Lazer, Belo Horizonte, v. 1, n. 2, p. 74-96, 2017.

HOFFMANN, L. F. Aprendizagem baseada em jogos digitais educativos para o ensino da matemática orientada aos anos finais do ensino fundamental. 2015 116 f. Dissertação (Mestrado em Diversidade Cultural e Inclusão Social) - Universidade Feevale, Novo Hamburgo, 2015.

IBAM - INSTITUTO BRASILEIRO DE ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL. Criação de Municípios. Disponível em: http://www.ibam.org.br . Acesso em: 9 jun. 2017.

LAU, P.W.C.; LIANG, Y.; LAU, E.Y.; KIM, C.-G.; SHIN, M.-S. Evaluating physical and perceptual responses to exergames in chinese children. International Journal of Environmental Research and Public Health, Basel, v. 12, n. 4, p. 4018-4030, 2015.

LOUGHLIN, A. J. Recreodinámica del adolescente: motivación y tempo libre. Buenos Aires: Livrería del Colegio, 1971.

MARTINS, D M; BOTTENTUIT, J B. J.; MARQUES, A. A; SILVA, N. M. A gamificação no ensino de história: o jogo "legend of zelda" na abordagem sobre medievalismo. Holos, Natal, v. 32, n. 7, p. 299-321, 2016.

MATTOS, L. R. Ferramentas tecnológicas de interação em tablets no atendimento fonoaudiológico de crianças com desvios fonológicos. 2015 41 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

MEDEIROS, P. Efeitos de uma intervenção com exergames no desempenho motor. 2016 undefined f. Mestrado em (Ciências do Movimento Humano) - Faculdade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2016.

MOTTA, Alda Britto da. A atualidade do conceito de gerações na pesquisa sobre o envelhecimento. Revista Sociedade e Estado, Brasília, v. 25, n. 2, p. 225-249, maio/ago. 2010.

NAKAMURA, A. L. Exergames: Jogos digitais para longeviver melhor. 2015 103 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologias da inteligência e design digital) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

OESCH, P., KOOL, J., FERNANDEZ-LUQUE, L., BROX, E., EVERTSEN, G., CIVIT, A., HILFIKER, R.; BACHMANN, S. Exergames versus self-regulated exercises with instruction leaflets to improve adherence during geriatric rehabilitation: a randomized controlled trial. BMC Geriatrics, London, v. 17, n. 1, p. 77-86, 2017.

OHMAN, J.; OHMAN, M.; SANDELL, K. Outdoor recreation in exergames: a new setep in the detachment from nature? Journal of adventure education and outdoor learning, Western, v. 16, n. 4, p. 285 -302, 2016.

OLIVEIRA, E. J. A dinâmica do setor de serviços em áreas de turismo e lazer: uma análise do litoral sul potiguar (Brasil). CaderNAU, Erechim, v. 9, n. 1, p. 44-63, 2017a.

OLIVEIRA, L.A. P. Ressonâncias da tecnologia virtual na recreação em hotéis. 2017. 83 f. Dissertação (Mestrado), Programa de Desenvolvimento Humano e Tecnologias, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2017b.

PRENSKY, M. Digital Game-Based Learning. St. Paul: Paragon House, 2001.

QUEIROZ, H. C. A.; CHAVES, S. F. J.; ALVES, C. Formação e intervenção do profissional no lazer: um estudo de caso de um projeto social no interior do Estado de São Paulo. Revista Eletrônica Nacional de Educação Física, Montes Claros, v. 6, n. 7, p. 28-46, 2016.

RAMOS, P. E. G. T. Literatura eletrônica infantil: da virtualização à atualização no ciberspacinho. 2015 130 f. Dissertação (Mestrado em Cognição e Linguagem) - Universidade Estadual do norte fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, 2015.

RIBEIRO, M. I. Educação Infantil: uma reflexão sobre o currículo e formação de professores (as). Diálogos Possíveis, Salvador, v. 5, n. 2, p. 69-80, 2006.

RIBEIRO, S. D. C. O uso do exergame como ferramenta digital de aprendizagem no apoio à prática da educação física na escola pública de tempo integral. 2015, 101 f. Mestrado Profissional em (Computação Aplicada) – Faculdade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2015.

ROCHA, F. A. F.; TEIXEIRA, J. C. M.; MACEDO, D. L.; CALAZANS, S.; ROCHA, A. V.; MADRUGA, M. As contribuições da Internet nos efeitos da sazonalidade: um estudo realizado em um hotel de pequeno porte| information technology and tourism: Internet contributions in the effects of seasonality in a small hotel. Revista Brasileira de Gestão e Inovação, Caxias do Sul, v. 4, n. 2, p. 42-63, 2017.

RODRIGUES, F. H. B. A utilização dos exergames nas aulas de Educação Física do Ensino Fundamental I como um instrumento de promoção da saúde. 2016 73 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Educação Básica) - Faculdade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

SALGADO, K. R. Os exergames como ferramenta metodológica no ensino do atletismo na educação física escolar. 2016 156 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016.

SCHWARTZ, G. M. Apropriação das tecnologias virtuais como estratégias de intervenção no campo do lazer: os webgames adaptados. Licere, Belo Horizonte, v.16, n. 3, p. 1-26, set 2013.

SLOSAR, L. The Potential of Active Video Games (AVG) to Improve Motor Efficiency. Revija za Elementarno Izobrazevanje, Maribor , v. 9, n. ½, p.197-211, 2016.

SOUZA, E. A.; GARCIA, L. G.; SILVA, J. C. N.; GARCIA, L. G.; MOREIRA, P. L. A Review of the Use of Information Technology in Brazilian Schools from 2010 to 2014. International Journal of Information and Education Technology, Singapore, v. 7, n. 4, p. 284-290, 2017.

VAGHETTI, C. A. O.; BOTELHO, S. S. D. C. Ambientes virtuais de aprendizagem na educação física: uma revisão sobre a utilização de Exergames. Ciências & Cognição, Florianópolis, v. 15, n. 1, p. 76–88, 2010.

WEISS, M. C. Os desafios à gestão das cidades: uma chamada para a ação em tempos de emergência das cidades inteligentes no Brasil. Revista de Direito da Cidade, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p.788-824, 2017.

WONG, F. Y. Influence of Pókemon Go on physical activity levels of university players: a cross-sectional study. International Journal of Health Geographics, London, v. 16, n. 1, p. 8-16, 2017.

Publicado
2019-06-24
Como Citar
Oliveira, L. A. P. de, & Schwartz, G. M. (2019). Exergames em Casa e na Recreação Hoteleira. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 22(2), 399-428. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2019.13573
Seção
Artigos Originais