As Ações do Projeto Vila Sustentável no Bairro Uberaba

A Praça Transformada em Lugar

  • Felipe Sobczynski Gonçalves Secretaria Estadual de Educação do Paraná e Secretaria Municipal de Educação de Curitiba
  • Emília Amélia Pinto Costa Rodrigues Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Simone Rechia Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Palavras-chave: Centros de Convivência e Lazer, Governo Local, Área Urbana, Atividades de Lazer

Resumo

O estudo objetiva apresentar ações concretas que foram efetivadas no processo de desenvolvimento do PVS na cidade de Curitiba/PR, com intuito de diagnosticar a importância do lazer no processo de apropriação do espaço público. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de cunho etnográfico, em que foi realizada técnicas de observação participante, diário de campo e entrevista. Os dados produzidos a partir das entrevistas foram tabulados, enquanto os dados advindos das observações e diário de campo foram interpretados descritivamente. Com os resultados podemos inferir que esse é um projeto de fundamental importância a ser desenvolvido nas diferentes comunidades, pois possibilita o uso e a apropriação da praça de maneira qualificada. Percebe-se que o lazer é um importante fenômeno no processo de apropriação dos diferentes espaços pela comunidade, transformando-os em lugar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BORJA, J.; MUXÍ, Z. El espacio público, ciudad y ciudadanía. Barcelona, 2000.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília. Disponível em: http://www.senado.gov.br/atividade/const/con1988/con1988_06.06.2017/CON1988.asp 2017.

CAVALCANTI, S.; ELALI, G. Temas básicos em Psicologia Ambiental. Petrópolis: Vozes, 2011.

FARINASSO, G. C. A mulher no espaço público: pesquisa exploratória. USP, 2016.

FREITAG, B. Teorias da cidade. Campinas: Papirus, 2012.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

GEHL, J. Life between buildings: using public space. Washington: Island Press, 2011.

GEHL, J. Cidades para as pessoas. São Paulo: Perspectiva, 2013.

HALLAL, P. et al. Avaliação do programa de promoção da atividade física Academia da Cidade do Recife, Pernambuco, Brasil: percepções de usuários e não-usuários. Caderno de Saúde Público, Rio de Janeiro, v.26, n.1, p.70- 78, 2010.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

MAGNANI, J. G. De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbana. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v.17, n.49, p.11-29, 2002.

MINAYO, M. C. S; ASSIS, S. G; SOUZA, E. R. Avaliação por triangulação de métodos: abordagem de programas sociais. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2005.

MONTANER, J. M.; MUXÍ, Z. Arquitetura e política: ensaios para mundos alternativos. São Paulo: Gustavo Gili, 2014.

MORO, L. Conhecendo os parques de Curitiba e seus espaços públicos destinados às brincadeiras infantis. 148f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Setor de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012.

POL, E. La apropiación del espacio. In: INIGUEZ, L.; POL, E. (Orgs).Cogni¬ción, representación y apropiación del espacio. Barcelona: Universitat Barcelona Publicacions, p.45-60, 1996.

RECHIA, S. Parques públicos de Curitiba: a relação cidade-natureza nas experiências de lazer. Campinas. Tese de Doutorado em Educação Física, Departamento de Educação Física. Unicamp, 2003.

RECHIA, S. O pulsar da vida urbana: O espaço, o lugar e os detalhes do cotidiano. In: CARVALHO, J. E. Lazer no espaço urbano: transversalidade e novas tecnologias. Curitiba: Champagnat, 2006.

RECHIA, S. et al. As experiências no âmbito do lazer e o princípio da inércia: uma analogia para pensar sobre os fatores que influenciam a apropriação dos espaços públicos. Movimento, Porto Alegre, v.17, p.1982-8918, 2011.

ROJEK, C. Leisure and culture. Palgrave Macmillian, 2000

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnicas e tempo, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2006.

SILVA, E. A.P. C. et al. Percepção da qualidade do ambiente e vivências em espaços públicos de lazer. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Brasília, v. 38, p.251-258, 2016.

TUAN, Y. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. Tradução de Lívia de Oliveira. Londrina: Eduel, 2013.

VELHO, G. “Observando o familiar”. In:______. Individualismo e cultura: notas para uma antropologia da sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1980.

Publicado
2019-09-26
Como Citar
Gonçalves, F. S., Rodrigues, E. A. P. C., & Rechia, S. (2019). As Ações do Projeto Vila Sustentável no Bairro Uberaba. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 22(3), 225-252. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2019.15311
Seção
Artigos Originais