A Televisão na Perspectiva dos Estudos do Lazer

Um Levantamento dos Artigos Publicados nas Revistas Licere e RBEL

  • Juliara Lopes da Fonseca Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG)
Palavras-chave: Televisão, Indústria Cultural, Atividades de Lazer

Resumo

A televisão se configura como um importante meio de comunicação presente na maioria dos lares brasileiros. Por um lado, responsável pelo espetáculo diário que informa e diverte o público. Por outro, capaz de manipular informações a fim de atender interesses diversos. Compreender como a televisão é abordada dentro do contexto dos Estudos do Lazer possibilita avançar nas discussões sobre a interdisciplinaridade do campo. O presente artigo objetivou elencar e discutir as pesquisas que tratam da temática televisão dentro de periódicos vinculados ao campo dos Estudos do Lazer. Para tal, procedeu-se com um levantamento do material publicado pelas revistas Licere e RBEL que discutisse as relações entre os conceitos de lazer, indústria cultural e televisão. Ao todo foram selecionados 16 artigos. O número reduzido de trabalhos dificulta o aprofundamento das discussões e novas leituras sobre o tema pela perspectiva do lazer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRAHÃO, B. O. L.; SOARES, A. J. G. Futebol e lazer: uma análise sobre o “racismo à brasileira” através dos jogos “Preto x Branco”. Licere, Belo Horizonte, v.15, n.3, set/2012.

ADORNO, T. W. Palavras e Sinais. Petrópolis: Vozes, 1995.

______.Prismas/ Crítica Cultural e Sociedade. São Paulo: Ática, 1998.

ALMEIDA, M. A. B.; GUTIERREZ, G. L. O afastamento do nacional popular e a incorporação da indústria cultural no lazer brasileiro: influência do período militar. Licere, Belo Horizonte, v.8, p.90-98, 2005.

ALMEIDA, M. A. B.; GUTIERREZ, G. L. Estado, mercado e cultura: a produção cultural no tempo livre. Licere, Belo Horizonte, v.13, p.1-29, 2010.

ARAGÃO, P.; PIRES, G. L. Lazer sobre rodas no cartão postal: TICS/mídia e socialização de skatistas da orla de Atalaia em Aracaju/SE. Licere, Belo Horizonte, v.16, n.4, set/2013.

BERTOLO, M. A; ROMERA, L. A. Cerveja e publicidade: uma estreita relação entre lazer e consumo. Licere, Belo Horizonte, v.14, n.2, jun/2011.

_______. Futebol e propagandas de cerveja: paixão e consumo. Licere, Belo Horizonte, v.17, n.2, jun/2014.

BRASIL. Presidência da República. Secretaria de Comunicação Social. Pesquisa brasileira de mídia 2015: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília: Secom, 2015. 153 p.

BRUNNER, J. J. Un espejo trizado. Santiago: FLACSO, 1988.

CANCLINI, N. G. Culturas híbridas. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2015.

COELHO, V. A. C.; FERMINO, M. A. S.; TOLOCKA, R. E. Atividades do cotidiano infantil em uma cidade do interior paulista e suas relações com o brincar. Licere, Belo Horizonte, v.15, n.4, dez/2012.

DUMAZEDIER, Joffre. Vers une civilization du loisir? Paris: Ed. du Seuil, 1962.

GOMES, C. L. Lazer, Economia Criativa e Indústrias Culturais e Criativas: Onde Está o Social? Licere. Belo Horizonte, v.17, n.4, dez/2015.

HACK, C.; PIRES, G. L. Lazer e mídia no cotidiano das culturas juvenis. Licere. Belo Horizonte, v.10, n.1, abr./2007.

HORKHEIMER, M.; ADORNO, T. W. Dialética do Esclarecimento: fragmentos

filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domícilios (Pnad). Rio de Janeiro. 2014. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/trabalhoerendimento/pnad2015/default_brasil.shtm. Acesso em: 10 dez. 2016.

______. Pesquisa Nacional por Amostra de Domícilios (Pnad). Rio de Janeiro. 2017. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101631. Acesso em: 10 jan. 2019.

ISAYAMA, H.F.; SILVA, A.G. da; LACERDA, L. L. L. de. Por onde caminham as pesquisas sobre formação e atuação profissional em lazer no Brasil? In: ISAYAMA, H.F.; SILVA,S. R. da (Orgs.). Estudos do lazer: um panorama. Rio de Janeiro: Apicuri, 2011, p. 165-177.

LAFLOUFA, J. Novela é programa mais assistido no Brasil, Uruguai, Paraguai e Panamá. Kantar IBOPE Media. Disponível em: https://br.kantar.com/m%C3%ADdia/%C3%A1udio,-texto,-tv-e-v%C3%ADdeo/2015/novembro-novela-%C3%A9-programa-mais-assistido-no-brasil,-uruguai,-paraguai-e-panam%C3%A1/ Acesso em: 29 nov. 2016.

MARIN, E. C. Midiatização da vida. Licere. Belo Horizonte, v.11, n.1, abr/2008.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 5a ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2008.

MEZZAROBA, C. O impulso lúdico, a experiência estética e a cultura midiática esportiva: esboçando aproximações e possibilidades. Revista Brasileira de Estudos do Lazer. Belo Horizonte, v. 3, n.1, p.53-75, jan./abr. 2016.

NASCIMENTO, R. M.; MARCELLINO, N. C. Notas sobre as possíveis contribuições de Theodor W. Adorno para estudos sobre o lazer. Licere. Belo Horizonte, v.13, n.1, mar/2010.

ORTIZ, R. A moderna tradição brasileira. São Paulo: Brasiliense, 2001.

PEDRÃO, C. C.; UVINHA, R. R.; STOPPA, E. A.; ISAYAMA, H. F. O lazer do brasileiro: discussão dos dados coletados em escolaridade, renda, classes sociais e cor/raça. CONGRESSO BRASILEIRO DE ESTUDOS DO LAZER, 1, 2014. Coletânea... SEMINÁRIO “O LAZER EM DEBATE”, 15, 2014. In: ISAYAMA, H.F. et al. Belo Horizonte: UFMG/EEFFTO/DEF, 2014.

ROCHA, M. A.; SOUZA, L. K. A visão das crianças sobre o lazer. Licere. Belo Horizonte, v.15, n.4, dez/2012.

ROMERA, L. Drogas e mídia: influências no lazer da juventude. Licere. Belo Horizonte, v.12, n.3, set/2009.

SILVA, C. L. “Morangos com Açúcar” na telinha: experiência pedagógica junto a estudantes portugueses de educação física. Licere. Belo Horizonte, v.13, n.1, mar/2010.

VIANA, J. A.; FORTES, R. Do lazer e da comunicação: relações em campo(s). Licere. Belo Horizonte, v.14, n.3, set/2011.

WILLIAMS, R. Televisão: tecnologia e forma cultural. São Paulo: Boitempo; Belo Horizonte: Editora PUC Minas, 2016.

Publicado
2019-09-26
Como Citar
Fonseca, J. L. da. (2019). A Televisão na Perspectiva dos Estudos do Lazer. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 22(3), 356-377. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2019.15315
Seção
Artigos Originais