Resultados de Monitoramento e Avaliação dos Programas Esporte e Lazer da Cidade (PELC) e Vida Saudável (VS)

  • Márcia Miranda Soares Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Aline Souza Guadanini Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Monitoramento, Esportes, Atividades de Lazer

Resumo

O artigo apresenta os resultados de monitoramento e avaliação dos programas PELC e VS no período de 2013 a 2015, obtidos a partir do Sistema de Monitoramento e Avaliação Mimboé. Os achados apontam que os objetivos dos programas foram em grande parte alcançados, tendo destaque: a oferta de atividades sistemáticas (oficinas) e assistemáticas (eventos) em núcleos de esporte e lazer nos municípios, de forma diversificada, participativa e dialogando com a cultura local. Também foram capacitados mais de 16 mil agentes sociais em formações presenciais. Dentre os desafios, se apresentam: instabilidade dos programas, exemplar disso é nenhum convênio ter sido firmado em 2016; concentração de convênios no Sudeste e em municípios com melhores condições socioeconômicas; necessidade de aperfeiçoamentos em aspectos da implementação, como: grade-horária, entidade de controle social, conselho gestor e municipalização dos programas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL, Ministério do Esporte. Indicadores Mimboé. ME/UFMG: Belo Horizonte, 09 de setembro de 2014.

BRASIL. Ministério do Esporte. Programa Esporte e Lazer da Cidade (PELC) - Diretrizes 2016. Brasília: SNELIS, 2016a. Disponível em: http://www.esporte.gov.br/arquivos/snelis/2016/Diretrizes/Diretriz_PELC_2016_atualizada.pdf. Acesso em: 08 ago. 2017.

BRASIL. Ministério do Esporte. Programa Vida Saudável (VS) - Diretrizes 2016. Brasília: SNELIS, 2016b. Disponível em: http://www.esporte.gov.br/arquivos/snelis/2016/Diretrizes/Diretriz_Vida_Saudvel_2016_atualizada.pdf. Acesso em: 08 ago. 2017.

BRASIL. Ministério do Esporte. Planilha CGLIS de Convênios 2013-2015. Brasília: SNELIS - CGLIS, jan. 2018a.

BRASIL. Ministério do Esporte. Sistema de Monitoramento e Avaliação do PELC e Vida Saudável – Mimboé. Extrator de Indicadores. Brasília: Ministério do Esporte, jan. 2018b.

IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus – SUFRAMA. Produto Interno bruto dos municípios: 2010-2014. Rio de Janeiro: IBGE, 2016.

IBGE, Diretoria de Pesquisas - DPE - Coordenação de População e Indicadores Sociais - COPIS. Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2015. Rio de Janeiro: IBGE, 2017a.

IBGE. Perfil dos municípios brasileiros: pesquisa de informações básicas municipais (Munic). Suplemento Especial de Esporte. Rio de Janeiro: IBGE, 2017b.

PNUD. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Atlas do desenvolvimento humano no Brasil, 2013. Disponível em: http://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/ . Acesso em: 09 abri. 2017.

SOARES, Márcia M.; GUADANINI, Aline. Segundo Relatório de Indicadores dos Programas Esporte e Lazer da Cidade e Vida Saudável (2013-2015). Belo Horizonte, mar. 2018.

UFMG. Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (EEFFTO). Planilha Formações PELC e VS. Equipe Gestora do Projeto de Formação do Programa Esporte e Lazer da Cidade (PELC), Belo Horizonte: UFMG/EEFFTO, mar. de 2018.

Publicado
2018-12-23
Como Citar
Soares, M. M., & Guadanini, A. S. (2018). Resultados de Monitoramento e Avaliação dos Programas Esporte e Lazer da Cidade (PELC) e Vida Saudável (VS). LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 21(4), 379-404. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2018.1946
Seção
Artigos Originais