Políticas Públicas de Esporte e Lazer

O Orgânico e o Coletivo na Organização para as Ações em Belém do Pará

  • Marta Genú Soares Universidade do Estado do Pará (UEPA)
  • Manoel do Espírito Santo Silva Júnior Universidade do Estado do Pará (UEPA)
  • Stefanie da Conceição Franco Universidade do Estado do Pará (UEPA)
Palavras-chave: Política Pública, Esportes, Atividades de Lazer

Resumo

Este é um diagnóstico dos agentes culturais do esporte e do lazer na Rede Cedes-PA no Município de Belém. Faz mapeamento dos sujeitos, projetos e atividades desenvolvidas para instalar uma política de formação, acompanhamento e assessoramento. Objetiva reconhecer a organização e funcionamento do esporte e lazer desenvolvidos em projetos sócios educacionais coordenados por agentes culturais ou órgãos públicos. A pesquisa do tipo ação com abordagem quanti-qualitativa, aplica o questionário como instrumento de coleta de dados e analisa os dados coletados com o parâmetro das políticas públicas para o esporte e para o lazer e o referencial teórico da área. Conclui que o trabalho orgânico e coletivo entre pesquisadores da área e agentes culturais resiste às intempéries da conjuntura político-econômica e se materializa com a auto-organização e propósito comum entre esses sujeitos e a população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAHIA, Mirleide Chaar; LIMA, Paulo Cesar de. Acessibilidade e Inclusão Social nas Políticas de Esporte e Lazer. In: SOARES, Artemis et al. (Org.). Diagnóstico do Esporte e Lazer na Região Norte Brasileira: o existente e o necessário. Manaus: EDUA, 2011, v. 1, p. 28-42.

BORGES, C. N. F. Educação Cidadã pelo Lazer: a contribuição das políticas públicas de esporte e lazer. Licere, Belo Horizonte, v. 20, n. 1, p. 372-410, 2017.

CASTRO, S. B. E. de. Políticas Públicas Para o Esporte e Lazer e o Ciclo Orçamentário Brasileiro (2004-2011): prioridades e distribuição de recursos durante os processos de elaboração e execução orçamentária. 2016. 382 f. Tese (Doutorado em Educação Física). Universidade Federal do Paraná, Curitiba: 2016.

DIAS, D. C.; FONSECA, Z. V. D. Esporte e Lazer como Necessidade Humana: inflexões. In: SOARES, A. et al. Diagnóstico do Esporte e Lazer na Região Norte Brasileira: o existente e o necessário. Manaus: EDUA, 2011.

MASCARENHAS, F. Lazer como prática de liberdade. Goiânia: UFG, 2003.

MELO, M. A. Estado, governo e políticas públicas. In: MICELI, S. (org.). O que ler na ciência brasileira (1970-1995). São Paulo/Brasília: Sumaré/Anpocs/Capes, 1999, p. 59-100. v. 3.

MINISTÉRIO DO ESPORTE. Diagnóstico Nacional do Esporte. Caderno 2. Brasília: ME, 2016.

STAREPRAVO, F. A. Políticas Públicas de Esporte e Lazer no Brasil: aproximações, intersecções, rupturas e distanciamentos entre os subcampos político/burocrático e científico/acadêmico. 2011. 420 f. Tese (Doutorado). Universidade Federal do Paraná, Curitiba: 2011.

______.; SOUSA, J. de; MARCHI JÚNIOR, V. Políticas Públicas de Esporte e Lazer no Brasil: uma proposta teórico-metodológica de análise. Movimento, Porto Alegre, v. 17, n. 03, p. 233-251, 2011.

VINUTO, Juliana. A Amostragem em Bola de Neve na Pesquisa Qualitativa: um debate em aberto. Temáticas, Campinas, v. 22, n. 44, p. 203-220, 2014.

Publicado
2020-03-18
Como Citar
Soares, M. G., Silva Júnior, M. do E. S., & Franco, S. da C. (2020). Políticas Públicas de Esporte e Lazer. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 23(1), 263-281. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2020.19729
Seção
Artigos Originais