Maré de Lazer

Construções, Sociabilidades e Significados dos Lugares de Lazer no Morro do Timbau

  • Diogo Silva do Nascimento Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Lazer, Lugar, Memória, Favela

Resumo

A Favela da Maré é um bairro da zona norte do Rio de Janeiro com cerca de 140 mil habitantes, localizado no coração das principais vias da cidade. O bairro é conhecido pelas narrativas sobre violência e pobreza divulgadas pela imprensa de forma constante há muitas décadas. Em 1978, a região também ficou conhecida como “o fim do mundo” depois de um artigo do Jornal do Brasil com o título:” Favela da Maré: aqui é o fim do mundo”. Essas narrativas oficializadas sobre a região imperam como obstáculos aos moradores, que continuam sendo estigmatizados e excluídos socialmente. No entanto, buscando entender este território para além da violência e narrativas pejorativas, esta tese de doutorado investiga as histórias dos espaços de lazer no Morro do Timbau (Bairro Maré - Rio de Janeiro), no período de 1931 a 1974, a partir da memória e registros dos moradores. O trabalho analisou a maneira como se configuraram as memórias locais, sociabilidades e identidades tecidas através das experiências fomentadas nesses espaços de lazer, indicando como os moradores buscaram resistir em um território marcado historicamente pela precarização e abandono do poder público, típico de tantas periferias pelo país. Destaca-se, nesse processo, o empenho de grupos ao uso e construção de espaços de lazer marcados por relações afetivas. Além disso, o trabalho também investiga as formas como foram tecidos os arranjos coletivos, tais como os laços de amizade, conflito e territorialidade a partir da vivência nos campos, ruas, quadras e espaços alternativos da favela que funcionavam como áreas de lazer. Esta pesquisa utilizou a abordagem qualitativa por meio de entrevistas narrativas, análises de fotos, documentos e, entendendo a importância do lugar de fala, o trabalho também fez uso das pesquisas realizadas pelos próprios moradores do bairro. Assim, a tese aponta para a importância de dar voz às experiências que contestam o estigma do bairro apresentando uma narrativa que valoriza as afetividades, as sociabilidades, as memórias e as construções identitárias nos espaços de lazer. Nesse sentido, percebemos que as individualidades e subjetividades, tecidas em campos, quadras, ruas e festas, estão estreitamente ligadas às experiências de construção desse território. A Favela da Maré apresenta diversas produções culturais que buscam esvair as históricas notícias de violência.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-07-01
Como Citar
Nascimento, D. S. do. (2020). Maré de Lazer. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 23(2), 537-538. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/licere/article/view/24094
Seção
Tome Ciência