Representações de Corpo e Movimento no Ciberespaço

Notas de um Estudo Etnográfico no Jogo Second Life

Autores

  • Rogério Santos Pereira Faculdade do Futuro (FAF)
  • Maurício Roberto da Silva Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Giovani de Lorenzi Pires Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

DOI:

https://doi.org/10.35699/1981-3171.2009.874

Palavras-chave:

Corpo, Movimento, Avatar, Tecnologia, Educação Física

Resumo

Este artigo, recorte da dissertação defendida sob o título “Avatares no Second Life: corpo e movimento na constituição da noção de pessoa on-line”, pretende revelar de que forma corpo e movimento são problematizados no ciberespaço, especialmente no jogo Second Life. Partindo de um percurso etnográfico, percebeu-se que os conceitos de imaginação e imaginário são essenciais para compreender como os participantes tecem em suas brincadeiras narrativas, caminhos para construir no ciberespaço uma corporalidade central na constituição da noção de pessoa on-line. O trabalho também discorre sobre as possíveis aproximações das tecnologias digitais, em especial, dos jogos eletrônicos, com a Educação Física.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BETTI, Mauro. Educação Física e mídia: novos olhares, outras práticas. São Paulo, Hucitec, 2003.

CAILLOIS, Roger. Os jogos e os homens: a máscara e a vertigem. Tradução de José Garcez Palha. Lisboa: Cotovia, 1990.

CARMO, Paulo Sérgio do. Merleau-Ponty: uma introdução. São Paulo: EDUC, 2000.

COSTA, Alan. Queiroz da; BETTI, Mauro. Mídias e jogos: do virtual para uma experiência corporal educativa. Rev. Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 27, n. 2, 2006.

FERES NETO, A. A Virtualização do esporte e suas vivências eletrônicas. 2001. 117 f. Tese (Doutorado) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.

FERES NETO, A. Videogame e educação física/ciências do esporte: uma abordagem à luz das teorias do virtual. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIENCIAS DO ESPORTE, 14. Anais... Recife: CBCE, 2007. CD-ROM.

GAMA, Dirceu Ribeiro Nogueira. Ciberatletas, cibercultura e jogos digitais: considerações epistemológicas. Rev. Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v.26, n. 2, 2005.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro; Guanabara Koogan, 1989.

GIRARDELLO, Gilka. A imaginação no contexto da recepção. Revista interamericana de comunicação midiática, v.2, n. 1, jan/jul. 2003.

GIRARDELLO, Gilka; DIONÍSIO, Ana Carolina. Produção cultural infantil diante da tela: da tv à internet. On-line. Disponível em: <http://www.aurora.ufsc.br/artigos/artigo_crianca_internet.htm>. Acesso em: 27 nov. 2008.

GOFFMAN, Erving. A apresentação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1995.

GUIMARÃES JR., Mário J.L. Vivendo no Palace: etnografia de um ambiente de sociabilidade no ciberespaço. 2000. Dissertação (Mestrado) - Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000.

______. De pés descalços no ciberespaço: tecnologia e cultura no cotidiano de um grupo social on-line. Horizontes antropológicos, Porto Alegre, v. 10, n. 21, p. 123-154, 2004.

KUNZ, Elenor. Educação Física: ensino e mudanças. Ijuí: Unijuí, 2004.

LE BRETON, David. A Sociologia do corpo. Petrópolis: Vozes, 2006.

MÁXIMO, Maria Elisa. Blogs: o eu encena, o eu em rede. Cotidiano, performance e reciprocidade nas redes sócio-técnicas. 2006. Tese (Doutorado) - Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. Disponível em: <http://www.tede.ufsc.br/teses/PASO0197-T.pdf>. Acesso em: 14 nov. 2008.

PEREIRA, Rogério Santos. Avatares no Second Life: corpo e movimento na constituição da noção de pessoa on-line. 2009, 160f. Dissertação (Mestrado) - Centro de Desportos. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

RICOEUR, P. Imagination in Discurse and in Action. Analecta Husserliana, Dordrecht, v.7, p. 3-32, 1978.

SEEGER, Anthony; DAMATTA, Roberto; VIVEIROS de CASTRO, Eduardo. A construção da pessoa nas sociedades indígenas brasileiras. Boletim do Museu Nacional, n.32, 1979. Nova série. Antropologia.

SEGATA, Jean. Lontras e a construção de laços no Orkut. 2007. Dissertação (Mestrado) - Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2007.

TREBELS, Andreas. Movimentar-se: aprender e ensinar. Orientações antropológico- filosóficas. In: SEMINÁRIO BRASILEIRO EM PEDAGOGIA DO ESPORTE, 1998, Santa Maria. Anais... Santa Maria: UFSM, 1998.

VELHO, Gilberto. Projeto e Metamorfose: antropologia das sociedades complexas. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

Downloads

Publicado

2009-06-20

Como Citar

Pereira, R. S., Silva, M. R. da, & Pires, G. de L. (2009). Representações de Corpo e Movimento no Ciberespaço: Notas de um Estudo Etnográfico no Jogo Second Life. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 12(2). https://doi.org/10.35699/1981-3171.2009.874

Edição

Seção

Artigos Originais