REINTERPRETAÇÃO DA AMBIÊNCIA TECTÔNICA DE FORMAÇÃO DO LEUCOGRANITO DE GOUVEIA (MINAS GERAIS)

  • Alexandre de Oliveira Chaves Departamento de Geologia – Centro de Pesquisas Manoel Teixeira da Costa - Instituto de Geociências – Universidade Federal de Minas Gerais(CPMTC-IGC-UFMG).
  • Raphael Martins Coelho Departamento de Geologia – Centro de Pesquisas Manoel Teixeira da Costa - Instituto de Geociências – Universidade Federal de Minas Gerais(CPMTC-IGC-UFMG).

Abstract

Resumo:

Granitoides podem se formar não apenas nos vários ambientes dos diferentes estágios do ciclo de Wilson, como também acima de plumas mantélicas, como resultado da fusão crustal decorrente do calor fornecido pelas plumas. Com base na geoquímica e geocronologia disponível na literatura, este artigo leva em conta essa última possibilidade na reinterpretação do ambiente tectônico de formação do leucogranito de Gouveia (Minas Gerais), que havia sido previamente interpretado como granitoide de ambiente tectônico colisional.

Palavras Chave: Granito tipo-A, Gouveia, fusão crustal


Abstract:

TECTONIC SETTING OF THE GOUVEIA LEUCOGRANITE (MINAS GERAIS) REINTERPRETED. Granitoids can be originated not only in the diverse tectonic settings of the Wilson Cycle, but also above mantle plumes, as a result of the crustal melting promoted by heat transfer from plumes. Based on geochemistry and geochronology available in literature, this paper takes this possibility into account on the reinterpretation of the Gouveia leucogranite tectonic setting, previously interpreted as collisional.

Keywords: A-type granite, Gouveia, crustal melting

Published
2018-09-30
Section
Artigos