Conflitos faccionais indígenas na ocupação da CR Nordeste II da Funai (CE)

Autores

  • Bruna Genú Almeida
  • Cayo Robson Bezerra Gonçalves

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de abordar as disputas faccionais evidenciadas pelo Movimento Indígena cearense durante o processo de ocupação da Coordenação Regional Nordeste II da FUNAI, localizada em Fortaleza (CE). Para tanto, abordaremos as “redes sociais” (Barnes, 1987) construídas pelas lideranças indígenas no Ceará – especificamente, as do povo Pitaguary – no processo de legitimação de suas posições nessas diferentes arenas (Swartz, 1968b) de disputa. Nesse sentido, acompanhamos através de pesquisa etnográfica, os processos sociais Pitaguary e os quase dois meses de ocupação. Propomos uma análise do Movimento Indígena cearense como um espaço repleto de heterogeneidades e divergências políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Genú Almeida

Graduanda em Psicologia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Cayo Robson Bezerra Gonçalves

Mestrando em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Downloads

Publicado

2019-07-01