O percurso, o concurso e o curso: condições de possibilidade do próprio privilégio

  • Leonardo Melo Lins
  • Lucas de Matos Sardinha Pinto

Resumo

A elaboração de "perfis" é comumente adotada nas ciências sociais. Para tanto, o survey é o método mais utilizado. Porém, há uma gama variada quanto às intenções no emprego desse instru- mento. Em alguns casos busca-se um "perfil fotográfico" que ilustre características de populações. Em outros, no entanto, o objetivo é alcançar explicações causais dos fenômenos. Dessa forma, o alcance de diferentes objetivos a partir de uma mesma metodologia demanda muitos cuidados, mas que são comu- mente negligenciados por adeptos do referido método. O estudo pretende fazer uma discussão teórica a respeito da utilização dos "perfis", argumentando que de um modelo ao outro é necessário operar uma inversão lógica do princípio norteador desses estudos, uma vez que não é a estatística que cria o perfil, mas, ao contrario, é este que nos fornece possíveis regularidades que constituirão, posteriormente, as estatísticas. Para tal objetivo, usamos um estudo de caso sobre as condições de acesso a UFMG. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-07-02
Seção
Artigos