Do MOFUCE a ACEMG: Histórias entre UFMG, Ditadura Militar e Assistência Estudantil

  • Matheus Almeida

Resumo

Uma organização estudantil de Belo Horizonte de 57 anos de idade vive sob ameaça de ter seu patrimônio expropriado pela segunda vez em sua história. Na primeira, pela Ditadura Militar em 1967. Hoje, pela UFMG, que através de processo judicial de reintegração de posse pretende tomar não só tal patrimônio, mas desalojar dezenas de estudantes que residem no imóvel, sede histórica do Movimento de Fundação da Casa do Estudante (MOFUCE) e hoje Associação Casa do Estudante de Minas Gerais (ACEMG).

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Almeida

Graduando em Antropologia pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.