BUTLER ENTRE NIETZSCHE E LÉVI-STRAUSS:

APROXIMAÇÕES E ESTRANHAMENTOS

Autores

  • Gustavo Ruiz da Silva

Resumo

O presente artigo investiga a filosofia de Butler no que concerne ao problema da performance e abandono das noções essencialistas e cientificizantes de gênero e sexualidade, especialmente a partir de dois referências teóricos lá presentes: Nietzsche e Lévi-Strauss. Partir-se-á, então, das contribuições nietzschianas para se pensar a crise da metafísica (mais pontualmente com a noção de Verdade) e da discussão estruturalista lévi-straussiana, situando os mecanismos de análise do mito para a dissolução da essência do sujeito. Para a mediação de ambos os autores, Foucault aparecerá como o fio condutor de texto e dobradiça de articulação que abrirá caminho para uma leitura mais aprofundada de Gender Trouble (1996). Buscar-se-á, então, o deslocamento da inscrição da identidade como essência, para a sexualidade enquanto tecnologia de poder e narrativa, marcando, as aproximações e estranhamentos metodológicos e epistemológicos entre os autores supracitados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Ruiz da Silva

Mestrando em Filosofia (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). Graduado em Filosofia (Universidade de São Paulo) e em Ciências Sociais (PUC-SP). Membro do “Grupo de Pesquisa Michel Foucault” (CNPq), do “GT Ética e Filosofia Política” (ANPOF) e dos projetos “Imagem, Imaginação e Imagem de Si” (PUC-SP) e “Representações de árabes e africanos em fontes europeias, árabes e africanas” (USP).

Downloads

Publicado

2022-05-11

Edição

Seção

Artigos