Impacto da doença cárie na qualidade de vida de pré-escolares atendidos na clínica da Universidade de Passo Fundo (UPF/RS)

  • Fernanda Guzzo Tonial Universidade de Passo Fundo - UPF
  • Caroline Magnabosco Universidade de Passo Fundo - UPF
  • Larissa Corrêa Brusco Pavinato Universidade de Passo Fundo - UPF
  • Juliane Bervian Universidade de Passo Fundo - UPF
  • Franciele Orlando Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI

Resumo

Objetivo: Avaliar o impacto que a cárie precoce na infância ocasiona na qualidade de vida de préescolares atendidos na clínica da Universidade de Passo Fundo (UPF/RS). Material e Métodos: Setenta e nove crianças e seus respectivos pais que procuraram atendimento na Faculdade de Odontologia da Universidade de Passo Fundo participaram do estudo transversal. Foi realizado o exame físico e a aplicação do questionário B-ECOHIS aos pais das crianças. Os exames intrabucais foram realizados conforme os preceitos de biossegurança da Organização Mundial da Saúde. Os dados foram descritos através de parâmetros de média, desvio padrão e mediana. Para a comparação dos escores com o gênero foi utilizado o teste de Mann-Whitney. Para a comparação dos escores entre as faixas etárias e a cárie precoce da infância foi utilizado o teste de Kruskal-Wallis e o teste post-hoc de Dunn para as comparações múltiplas. Em todos os testes foi adotado nível de significância de 5% (p < 0,05). Resultados: Verificou-se que a faixa etária da criança e a presença de cárie precoce na infância apresentam impacto negativo na qualidade de vida relacionada à saúde bucal. Crianças de 24-35 meses apresentaram menor impacto do que crianças de 36-47 meses e ≥ 48 meses. Crianças livres de cárie apresentaram menor impacto na qualidade de vida do que crianças com cárie. Conclusão: A prevenção da cárie é de suma importância, uma vez que a doença repercute no ambiente psicossocial, interferindo nos domínios de autonomia, função, família e lazer da criança.

Descritores: Qualidade de vida. Pré-escolar. Cárie dentária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Guzzo Tonial, Universidade de Passo Fundo - UPF
Programa de Pós-graduação em Odontopediatria, Faculdade de Odontologia, Universidade de Passo Fundo (UPF), Passo Fundo, RS.
Caroline Magnabosco, Universidade de Passo Fundo - UPF
Curso de Odontologia, Faculdade de Odontologia, Universidade de Passo Fundo (UPF), Passo Fundo, RS.
Larissa Corrêa Brusco Pavinato, Universidade de Passo Fundo - UPF
Departamento de Odontopediatria, Faculdade de Odontologia, Universidade de Passo Fundo (UPF), Passo Fundo, RS.
Juliane Bervian, Universidade de Passo Fundo - UPF
Departamento de Odontopediatria, Faculdade de Odontologia, Universidade de Passo Fundo (UPF), Passo Fundo, RS.
Franciele Orlando, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI
Departamento de Odontopediatria, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), Erechim, RS.

Referências

1. World Health Organization. The WHOQOL Group – Measuring quality of life. Geneva; 1994.
2. Assumpção FB, Kuczynsky E, Sprovieri MH, Aranha EMG. Escala de avaliação de qualidade de vida. Arq Neuropsiquiatr. 2000 Mar; 58:119-27.
3. Tesch FC, Oliveira BH, Leão A. Equivalência semântica da versão em português do instrumento Early Childhood Oral Health Impact Scale. Cad. Saúde Pública. 2008; 24:1897-909.
4. Pahel BT, Rozier RG, Slade GD. Parental perceptions of children’s oral health: the Early Childhood Oral Health Impact Scale (ECOHIS). Health Qual Life Outcomes. 2007; 30;5:6.
5. Tesch FC, Oliveira BH, Leão A. mensuração do impacto dos problemas bucais sobre a qualidade de vida de crianças: aspectos conceituais e metodológicos. Cad. Saúde Pública. 2007; 23:2555-64.
6. Slader GD, Spencer AJ. Development and evalution of the oral health impact profile. Community Dent. Health. 1994; 11:3-11.
7. Leão A, Sheiham A. Relation between clinical dental status and subjective impacts on daily living. J. Dent. Res. 1995; 74:1408-13.
8. Filstrup SL, Briskie D, Fonseca M, Lawrence L, Wandera A, Inglehart MR. Early childhood caries and quality of life: child and parent perspectives. Pediatr. Dent. 2003; 25:431-40.
9. Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Assistência a Saúde. Projeto SB Brasil 2003. Condições de saúde bucal da população brasileira: resultados principais. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.
10. Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Assistência a Saúde. Projeto SB Brasil 2010. Condições de saúde bucal da população brasileira: resultados principais. Brasília: Ministério da Saúde; 2010.
11. Abanto J, Ortega AO, Raggio DP, Bönecker M, Mendes FM, Ciamponi AL. Impact of oral diseases and disorders on oral-health-related quality of life of children with cerebral palsy. Spec. Care Dentist. 2014;34:56-63.
12. Kramer PF, Feldens CA, Ferreira SH, Bervian J, Rodrigues PH, Peres MA. Exploring the impact of oral diseases and disorders on quality of life of preschool children. Community Dent. Health. 2013;41:327-35.
13. Wong HM, McGrath CP, King NM, Lo EC. Oral health-related quality of life in Hong Kong preschool children. Caries Res. 2011;45:370-6.
14. World Health Organization. Oral health surveys: basic methods. 4th ed. Geneva; 1997.
15. Scarpelli AC, Oliveira BH, Tesch FC, Leão AT, Pordeus IA, Paiva SM. As propriedades psicométricas da versão brasileira da escala de impacto sobre a saúde bucal na primeira infância (B-ECOHIS). BMC Saúde Oral. 2011;11:19.
16. Petersen PE. The World Oral Health Report 2003: continuous improvement of oral health in the 21st century – the approach of the WHO Oral Health Programme. Community Dent. Oral Epidemiol 2003; 31, suppl.1:3-23.
17. Sheiham,A. Oral health, general health and quality of life. Bull World Health Organ. 2005; 83(9):644.
18. Selwitz RH, Ismail A, Pitts NB. Dental caries. Lancet 2007; 6;369(9555):51-9.
19. Rigo L, Souza EA, Caldas-Júnior AF. Experiência de cárie dentária na primeira dentição em um município com fluoretação das águas. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant. 2009; 9(4):435-42.
20. Li S, Malkinson S, Veronneau J, Allison PJ. Testing responsiveness to change for the early childhood oral health impact scale (ECOHIS). Community Dent. Oral Epidemiol. 2008; 36:542-8.
21. Piovesan C, Marquezan M, Kramer PF, Bönecker M, Ardenghi TM. Socioeconomic and clinical factors associated with caregivers’ perceptions of children’s oral health in Brazil. Community Dent. Oral Epidemiol. 2011; 39:260-7.
22. Li MY, Zhi QH, Zhou Y, Qiu RM, Lin HC. Impact of early childhood caries on oral healthrelated quality of life of preschool children. Eur. J. Paediatr. Dent. 2015; 16:65-72.
23. Ortiz FR, Tomazoni F, Oliveira MD, Piovesan C, Mendes F, Ardenghi TM. Toothache, associated factors, and its impact on Oral Health-Related Quality of Life (OHRQoL) in preschool children. Braz. Dent. J. 2014; 25:546-53.
24. Castro FC, Raggio DP, Imparato JC, Piovesan C, Bonini GC. Impacto dos problemas bucais na qualidade de vida em pré-escolares. Pesqui. Bras. Odontoped. Clin. Integr. 2013; 13:361-69.
25. Ramos-Jorge J, Motta T, Marques LS, Paiva SM, Ramos-Jorge ML. Association between anterior open bite and impact on quality of life of preschool children. Braz. Oral Res. 2015; 29:1-7.
26. Guedes RS, Piovesan C, Antunes JL, Mendes FM, Ardenghi TM. Assessing individual and neighborhood social factors in child oral health-related quality of life: a multilevel analysis. Qual. Life Res. 2014; 23:2521-30.
27. Goettems ML, Ardenghi TM, Romano AR, Demarco FF, Torriani DD. Influence of maternal dental anxiety on oral health-related quality of life of preschool children. Qual. Life Res. 2011; 20:951-9.
28. Cunnion DT, Spiro A 3rd, Jones JA, Rich SE, Papageorgiou CP, Tate A, Casamassimo P, Hayes C, Garcia RI. Pediatric oral health-related quality of life improvement after treatment of early childhood caries: a prospective multisite study. J. Dent. Child. 2010; 77:4-11.
29. Lee GH, Mcgrath C,Yiu CK, Rei NM. Tradução e validação de uma versão da escala de impacto sobre a saúde bucal na primeira infância (ECOHIS) Língua Chinesa. Int. J. Paediatr. Dent 2009; 19:399-405.
30. Sischo L1, Broder HL. Oral health-related quality of life: what, why, how, and future implications. J. Dent. Res. 2011; 90:1264-70.
Publicado
2016-06-14
Como Citar
Tonial, F. G., Magnabosco, C., Pavinato, L. C. B., Bervian, J., & Orlando, F. (2016). Impacto da doença cárie na qualidade de vida de pré-escolares atendidos na clínica da Universidade de Passo Fundo (UPF/RS). Arquivos Em Odontologia, 51(1). Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/arquivosemodontologia/article/view/3673
Seção
Artigos