Delimitação, caracterização e tipologia das veredas do Parque Estadual Veredas do Peruaçu

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X..13317

Palavras-chave:

Veredas, Imagens de Satélite, Dados de Campo, Classificação, Segmentação

Resumo

A presença das veredas justificou a criação do Parque Estadual Veredas do Peruaçu – PEVP na região norte de Minas Gerais. Neste trabalho, uma metodologia é apresentada para delimitação do ambiente de vereda e classificação dos seus estratos fitofisionômicos. Uma nova chave de classificação dos diferentes tipos de veredas é também proposta, uma vez que as veredas do PEVP não são homogêneas. A abordagem metodológica baseia-se em técnicas de processamento digital de imagem de satélite (segmentação e classificação de imagem) e coleta de dados de campo. Os resultados obtidos nesta pesquisa apontam para a delimitação de 58,8% das veredas da região do PEVP e para um sucesso de classificação de seus estratos fitofisionômicos de 73,5%.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Alencar-Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Geografia - IGC/UFMG.

Philippe Maillard, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor Adjunto do Departamento de Geografia - IGC/UFMG.

Referências

AB’SABER, A. N. O suporte geoecológico das florestas beiradeiras. In: Matas Ciliares: conservação e recuperação. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001. 193p.

ACHÁ-PANOSO, L. Levantamento de reconhecimento detalhado dos solos da área sob influência do reservatório de Três Marias. Minas Gerais: EMBRAPA/EPAMIG, 1978. 45p.

ALENCAR-SILVA, T.; MAILLARD, P. Delineation of palm swamps using segmentation of Radarsat data and spatial knowledge, In: ISPRS Annual Conference, Anais, Enschede, Holânda: ITC, 2006, CD–ROM.

ALENCAR-SILVA, T. Proposta metodológica para delimitação e classificação do ambiente de vereda utilizando imagens orbitais, Dissertação de Mestrado. Instituto de Geociências - Universidade Federal de Minas Gerais, 93 p. 2007.

BIODIVERSITAS. Biodiversidade em Minas Gerais: um atlas para sua conservação. Belo Horizonte: Fundação Biodiversitas, 2005. 256 p.

BOAVENTURA, R. S. Vereda berço das águas. Belo Horizonte: Ecodinâmica, 2007. 264 p. BRASIL. Lei nº 7803, de 18 de julho de 1989. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, 1989.

CONAMA – Conselho Nacional de Meio Ambiente. Resolução CONAMA n. 303/2002. Brasília/DF: Diário Oficial da União – DOU, 2002.

DENG, H. W.; CLAUSI D. Advanced Gaussian MRF rotation-invariant texture features for classification of remote sensing imagery. In: Proceedings of IEEE Computer Society Conference on Computer Vision and Pattern Recognition (CVPR). Anais, Madison, USA, 2003, 5 p.

ELHAï, H. Biogéographie. Série U. Paris: Ed. Armand Colin, 1968. 404p.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo. 2 ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA-CNPS, 1997. 212 p.

EITEN, G. 1994. Vegetação do cerrado. In: Cerrado - caracterização, ocupação e perspectivas (M.N. Pinto, org.). Editora da Universidade de Brasília, Brasília, p.17- 73. (2ª edição). Brasília: 198 p.

GONZALEZ, R. C. e WOODS, R. E. (1992). Processamento de imagens digitais. São Paulo: Editora Edgard Blücher Ltda., 1992, 509p.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Vocabulário básico de recursos naturais e meio ambiente. Brasília: IBGE, 2002. 146 p.

JENSEN, J. R. Introductory digital image processing. 3a edição New Jersey: Pearson Prentice Hall, 2005. 526 p.

JENSEN, J. R. Sensoriamento remoto do ambiente: uma perspective em recursos terrestres. Trad. José Carlos Neves Epiphanio (coord.) São José dos Campos/SP: Parêntese, 2009. 598p.

KASISCHKE, E. S.; MELACK, J. M. e DOBSON, M. G. The use of imaging radars for ecological applications – a review. Remote Sensing of Environment 59(2),1997, p.141–156.

MAILLARD, P.; CLAUSI, D.; DENG, H. Operational map-guided classification of SAR sea ice imagery. IEEE Trans. on Geoscience and Remote Sensing, v.43, n.12, p. 2940 – 2951, 2005.

MELO, D. R., As veredas nos planaltos do noroeste mineiro: caracterização pedológica e os aspectos morfológicos e evolutivos. Dissertação de Mestrado, Instituto de Geociências - Universidade Estadual de Rio Claro. 1992. 218 p.

Downloads

Publicado

2011-12-01

Como Citar

Alencar-Silva, T., & Maillard, P. (2011). Delimitação, caracterização e tipologia das veredas do Parque Estadual Veredas do Peruaçu. Revista Geografias, 24–39. https://doi.org/10.35699/2237-549X.13317

Edição

Seção

Artigos