Artificialização de cursos d’água urbanos e transferência de passivos ambientais entre territórios municipais: reflexões a partir do caso do Ribeirão Arrudas, Região Metropolitana de Belo Horizonte - MG

  • Cristiano Pena Magalhães Marques IGC/UFMG
  • Antônio Pereira Magalhães Junior IGC/UFMG

Resumo

Embora as históricas etradicionais intervenções estruturais emcursos d’água urbanos sejam cada vez maisquestionadas por parte da comunidadecientífica e setores da sociedade civil,algumas cidades brasileiras aindainsistem em priorizar esta lógica deartificialização em seus processospolíticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-12-01
Seção
Artigos