Sensoriamento Remoto e trabalho de campo na análise do uso do solo em áreas cársticas de Minas Gerais

  • Luiz Eduardo Panisset Travassos
  • Bruno Durão Rodrigues

Resumo

Os relevos cársticos possuem, pornatureza, rochas conhecidas por serem grandesarmazenadoras de água. Esta particularidadeúnica confere ao carste a característica deprincipal fonte de água potável em muitasregiões do mundo. Além disso, tais aquíferoscársticos são especialmente suscetíveisà contaminação devido às característicasespecíficas da paisagem que permitem a rápidainfiltração da água superficial potencialmentecontaminada. Com o objetivo de preservá-losou utilizá-los de forma ambientalmente correta esustentável, faz-se necessário um planejamentoadequado que possibilite a minimização dosefeitos negativos no sistema. Dessa forma, opresente trabalho tem como objetivo principalidentificar os principais tipos de uso do soloem dois monumentos estaduais e um parqueestadual no carste de Minas Gerais. O trabalhofoi embasado em pesquisas de campo e análisede imagens de satélite para elaboração de mapassíntese das UCs e seu entorno, e os resultadosapontam para a necessidade de atenção àpaisagem cárstica regional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-06
Como Citar
Panisset Travassos, L. E., & Rodrigues, B. D. (2015). Sensoriamento Remoto e trabalho de campo na análise do uso do solo em áreas cársticas de Minas Gerais. Revista Geografias, 127-147. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/geografias/article/view/13396
Seção
Artigos