Calibração do modelo hidrológico SWAT para estimativa da vazão em sub-bacia hidrográfica do Rio Jequitinhonha

Autores

  • Nathalia Drummond Marques da Silva Graduanda em Engenharia Florestal Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Cristiano Christofaro Professor Adjunto do Departamento de Engenharia Florestal Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Palavras-chave:

SWAT, modelagem hidrológica, simulação, recursos hídricos

Resumo

A necessidade de simular o efeito das ações
antrópicas em bacias hidrográficas tem estimulado
o uso de modelos hidrológicos. Dentre os modelos
aplicáveis destaca-se o SWAT (Soil and Water
Assessment Tool) com ampla utilização mundial.
A obtenção de estimativas representativas pelos
modelos hidrológicos requer a calibração dos
processos específicos de cada bacia. Para simular a
resposta da vazão de uma sub-bacia hidrográfica
do Rio Jequitinhonha (Rio Itamarandiba do
Campo) a variáveis climáticas, edáficas e de
manejo do solo, o modelo hidrológico SWAT foi
calibrado e validado no programa SWAT-CUP,
considerando dados de vazões mensais obtidos de
1997 a 2007. A calibração e validação atingiram,
respectivamente, valores de 0,53 e 0,60
considerando o coeficiente de eficiência de Nash-
Sutcliffe, e 0,62 e 0,75 para o coeficiente de
determinação. Os valores estimados
acompanharam satisfatoriamente o padrão geral
dos dados observados, demonstrando a
aplicabilidade do modelo na gestão dos recursos
hídricos da região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-02-20

Como Citar

Silva, N. D. M. da, & Christofaro, C. (2017). Calibração do modelo hidrológico SWAT para estimativa da vazão em sub-bacia hidrográfica do Rio Jequitinhonha. Revista Geografias, 31–39. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/geografias/article/view/13455