Análise da distribuição de injeção de plumas de queimadas na atmosfera na América do Sul

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X%20.2018.19218

Palavras-chave:

Atmosfera, Sensor MODIS, Plumas

Resumo

As queimadas liberam gases traços e aerossóis para a atmosfera, fatores estes que modificam os ciclos biogeoquímicos, bem como o balanço de energia da mesma, levando a alterações locais e regionais do clima, decorrentes, por exemplo, do desmatamento da vegetação natural para a abertura de áreas destinadas à pecuária e agricultura. Partindo deste fato, para determinar as alturas de injeção das fumaças provenientes da queima de biomassa sobre a América do Sul para o ano de 2016 e com o objetivo de avaliar os impactos no transporte de longo alcance desses poluentes, foram analisadas as imagens do sensor Multiangle Imaging Spectro Radiometer (MISR) abordo do Satélite TERRA, com resolução de 275 m em nove ângulos, variando de 0° nadir a 70° fora do nadir. Com o software MISR INteractive eXplorer (MINX) foram processadas as alturas, permitindo a criação de mosaicos multitemporais. Posteriormente, a partir de um programa originado em IDL/ENVI obteve-se os dados de interesse, como a localização, a potência radiativa do fogo e a altura de injeção de cada pluma. Após o processamento inicial, sucedeu a conversão dos dados e a inserção em Sistemas de Informações Geográficas (SIG). Neste contexto, foi constatado que na região da América do Sul a maior fonte de emissões de poluentes são as queimadas que ocorrem sazonalmente na região Amazônica. Logo, esta capacidade de investigar a geometria e dinâmica da pluma está se tornando cada vez mais importante para os estudos de clima e qualidade do ar, onde exigem maior conhecimento das injeções de aerossóis e a sua localização dentro da atmosfera.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDREAE, M. O.; ARTAXO, P.; FISCHER, H.; FREITAS, S. R. Transport of biomass burning smoke to the upper troposphere by deep convection in the equatorial region. Geophysical Research Letters, v.28, n.6, p.951-954, 2001.

ARANTES, A.E.; FERREIRA, L.G.; COE, M.T. The seasonal carbon and water balances of the Cerrado environment of Brazil: Past, present, and future influences of land cover and land use. ISPRS Journal of Photogrammetry and Remote Sensing, v. 117, p. 66-78, 2016. ISSN 0924-2716, http://doi.org/10.1016/j. isprsjprs.2016.02.008.

ARTAXO, P.; SETZER, A. Emissões de material particulado de queimadas na Floresta Amazônica e no Cerrado. Subsídio Técnico ao Documento Básico do I Seminário sobre Incêndios Florestais e Queimadas. Brasília: IBAMA, abril de 1992. 23p.

CARDOZO, F. S.; PEREIRA, G.; SHIMABUKURO, Y. E.; MORAES, E. C. Analysis and Assessment of the Spatial and Temporal Distribution of Burned Areas in the Amazon Forest. Remote Sensing, v. 6, p. 8002-8025, 2014.

COCHRANE, M. A. Fire and fire ecology: Concepts and Principles. In: Tropical Fire Ecology, Climate Change, Land Use and Ecosystem Dynamics, Springer: Chichester, UK, pp. 60-97, 2009.

COUTINHO, L.M. et al. O Bioma do Cerrado e o Fogo. Revista do Instituto de Estudos Avançados da USP, 50 pp., 2002.

FEARNSIDE, P. M.; RIGHI, C. A.; GRAÇA, P. M. L. A.; KEIZER, E. W. H.; CERRI, C. C.; NOGUEIRA, E. M.; BARBOSA, R. I. Biomass and greenhouse gas emissions from land-use change in Brazil’s Amazonian ‘‘arc of deforestation’’: The states of Mato Grosso and Rondônia. Forest Ecology and Management, n. 258, p. 1968-1978, 2009.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS. State of the World’s Forests. Rome: 2007, 2007.

FREITAS, S. R. et al. Emissões de queimadas em ecossistemas da América do Sul. Estudos Avançados, v. 19, n. 53, p. 167–185, 2005.

ICHOKU, C.; KAUFMAN, Y. J. A method to derive smoke emission rates from MODIS fire radiative energy measurements. IEEE Trans. on Geosc. & Rem. Sens., v. 43, n. 11, p. 2636-2649, 2005.

KAUFMAN, Y.J.; REMER, L.; OTTMAR, R.; WARD, D.; RONG-R, L.; KLEIDMAN, R.; FRASER, R.; FLYNN, L.; MCDOUGAL, D.; SHELTON, G. Relationship between remotely sensed fire intensity and rate of emission of smoke:

SCAR-C experiment. In: Levine, J. (Ed.). Global biomass burning. Maryland: MIT Press, 1996. p. 685-696.

KIM, B.M.; SEO, J.; YOUNG KIM, J.; LEE, J.; KIM, Y. Transported vs. local contributions from secondary and biomass burning sources to PM2.5. Atmospheric Environment, v. 144, p. 24-36, 2016. ISSN 1352-2310, http://doi.org/10.1016/j. atmosenv.2016.08.072.

HERRERA, G.V. Mexican forest fires and their decadal variations. Advances in Space Research, v. 58 (10), p. 2104-2115, 2016. ISSN 0273-1177, http://doi. org/10.1016/j.asr.2016.08.030.

LAVOUE, D.; LIOUSSE, C.; CACHIER, H.; STOCKS, B.J.; GOLDAMMER, J.G. Modeling of carbonaceous particles emitted by boreal and temperate wildfires at northern latitudes. J. Geophys. Res., v. 1035, p. 26871-26890, 2000.

MARENGO, J.A.; NOBRE, C.; SALAZAR, L.F. Regional climate change scenarios in South America in the late XXI century: Projections and expected impacts. Nova Acta Leopold, v. 112, p. 251–265, 2010.

Downloads

Publicado

2020-02-05

Como Citar

Zanin, G. D., Cardozo, F. da S., Oliveira, G. A. M. ., Pereira, G. P., Rocha, L. C., Figueiredo, M. do A. F., Rufino, P. R., Dutra, S. B., & Silva, V. V. da . (2020). Análise da distribuição de injeção de plumas de queimadas na atmosfera na América do Sul. Revista Geografias, 26(1), 112–124. https://doi.org/10.35699/2237-549X .2018.19218

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)