Dinâmica hidrossedimentológica em ambiente fluvial lêntico no sudoeste da Amazônia – Rio Branco – Acre

investigação inicial do processo de assoreamento em canal fluvial

Autores

  • Waldemir Lima dos Santos Universidade Federal do Acre
  • Pamela Moura da Silva Universidade Federal do Acre
  • José Genivaldo do Vale Moreira Universidade Federal do Acre

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X%20.2020.26180

Palavras-chave:

geomorfologia fluvial, monitoramento ambiental, assoreamento, Acre

Resumo

A dinâmica hidrossedimentológica em ambientes fluviais da Amazônia ainda carece de estudos mais dinâmicos que permitam o seu entendimento. Por se tratar de ambiente tropical, com a incidência de altas temperaturas e precipitações aliadas à formação geológica com predomínio de rocha sedimentar, há rápida mudança nos padrões de evolução da rede de drenagem, desencadeando processos erosivos severos, em particular, a erosão fluvial. Analisou-se a carga de sedimentos transportada e sedimentada em ambiente lêntico – paleomeandro Lago do Amapá - resultado da dinâmica de alteração do rio Acre pelo processo erosivo de suas margens.  Concluiu-se, em sede preliminar, de que há altos valores de Concentração de Sedimentos em Suspensão (Css), constituídos basicamente de silte e argila e valores expressivos de carga de fundo, constituída de material tamanho areia que podem estar provocando intenso assoreamento ou colmatação do Lago do Amapá, interferindo nos valores de profundidade media e largura do canal.

 

Palavras-chaves: geomorfologia fluvial, monitoramento ambiental, assoreamento, Acre.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACCORSI, O.J. A exploração de areia para uso na construção civil: caracterização da atividade de dragagem e sustentabilidade na bacia hidrográfica do rio Acre. 2014. Tese (Doutorado em Engenharia Civil). Escola de Engenharia –Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Universidade Federal Fluminense: UFF.

ACRE. Governo do Estado do Acre. Programa Estadual de Zoneamento Ecológico–Econômico do Estado do Acre. Zoneamento Ecológico Econômico do Acre Fase I. Recursos Naturais e Meio Ambiente-Documento final. Rio Branco, 2000.

ACRE. Secretaria de Estado de Meio Ambiente. Plano Estadual de Recursos Hídricos do Acre.Rio Branco: SEMA, 2012.

ARAÚJO, E.S.; AMÂNCIO, F.E; FELIPE, M.J & SANTOS, W.L. A atividade de mineração de areia e impactos ambientais no rio Acre. Uáquiri–Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Acre, v.1, n.1, 2019, p. 95-106.

ARAÚJO, E.A.; AMARAL, E.F; WADT, P.G.S. & LANI, J.L. Aspectos gerais dos solos do Acre com ênfase ao manejo sustentável. In:WADT, P.G.S. (Ed.) Manejo do solo e recomendação de adubação para o Estado do Acre. Rio Branco: EMBRAPA/AC, 2005.

AMARAL, E.F. Ambientes, com ênfase nos solos e indicadores ao uso agroflorestal das bacias dos rios Acre e Iaco, Acre, Brasil.2003.Dissertação(Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas). Universidade Federal de Viçosa. UFV: MG.BLOOM, A. Superfície da Terra.São Paulo: Edgard Blücher, 1976.BONFANTI, D. C.; LIMA, F.T.B. DE; FERREIRA, L.C.A. & SANTOS, W. L. A dinâmica fluvial do Rio Acre: uma análise ambiental do trecho urbano da cidade de Rio Branco-AC. Revista Geonorte, 11(37), 2020, p. 154-174. https://doi.org/10.21170/geonorte.2020.V.1.N.37.154.174.

BRILHANTE, N.A.; MENDES, A.F.; SILVA, J.A.; FROTA, N.J.R. & FERREIRA. E.J.L. Degradação ambiental e erosão na margem do rio Acre na região central da cidade de Rio Branco, Acre. In:Anaisdo VII Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental. Campina Grande/PB –21 a 24/11/2016. Disponível em: https://www.ibeas.org.br/congresso/Trabalhos2016/VIII-043.pdf Acesso em: 24 nov./2020.

CALLEGARI-JACQUES, S. M. Bioestatística: princípios e aplicações. Porto Alegre: Artmed, 2003.

CARVALHO, N.O. Hidrossedimentologia prática. Rio de Janeiro: Interciência, 2008.

CHRISTOFOLLETI, A. Geomorfologia. 2ª ed. São Paulo: Edgar Blucher, 1981.

FLORENZANO, T.G. Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008.

GUERRA, A.J.T. & CUNHA, S.B. Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.HIGGITT, D. L. Soil erosion and soil problems. Progress in Physical Geography, v. 1, nº15, p. 91-100, 1991.

LEPRUN, J. C. Influência da vegetação noescoamento de água em diferentes escalas nas regiões brasileiras. In:Anaisdo 1º Simpósio Brasileiro de Pesquisa Florestal. Belo Horizonte/MG, p. 280-298, 1993.

LEVENE, D. M.; STEPHAN, D. F.; KREHBIEL, T. C. & BERESON, M. Estatística: Teoria e aplicações. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

MACÊDO, J.A.B. Métodos Laboratoriais de Análises Físico-Químicas e Microbiológicas. 2ª ed (atualizada e revisada). Belo Horizonte: Conselho Regional de Química-MG, 2003.

MAIA, M.S.O. Zoneamento geotécnico do sítio urbano do município de Rio Branco/AC e seus arredores, para fins de planejamento com ênfase à expansão urbana, através de sensoriamento remoto. 2003. 116 f. Dissertação (Mestrado em Geociências e Meio Ambiente) -Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP: Rio Claro/SP.

NASCIMENTO, D. C.; SILVA, C. R.& JONATO, P. Procedimentos post hoc: orientação para praticantes de estatística em ciências da saúde. Arquivos de Ciências do Esporte, v. 6, n. 2, p. 45-49, 2018.

PRUSKI, F. F. (ed.). Conservação de solo e água: práticas mecânicas para o controle da erosão hídrica. Viçosa: Ed. UFV, 2006.

RHOADS, B.L.& THORN, C.E. (eds.). The scientific nature of geomorphology. New York: John Wiley & Sons Ltd, 1996.

SAMMORI, T.; YUSOP, Z.; KASRAN, B; NOGUCHI, S. & TANI, M. Suspended solids discharge from a small forested basin in the humid tropics. Hydrological Processes, v. 18, p. 721–738, 2004.

SANTOS, W.L. O processo de urbanização e impactos ambientais em bacias hidrográficas: o caso do Igarapé Judia-Acre-Brasil. 2005. 165f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais) –Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação –Universidade Federal do Acre, Rio Branco.

SANTOS, W.L. Dinâmica hidroecogeomorfológica em bacia de drenagem: efeitos do uso e ocupação da terra no sudoeste amazônico –Acre –Brasil. 2013. 289f. (Tese de Doutorado em Geografia). Programa de Pós-Graduação em Geografia. Instituto de Geociências da Universidade Federal de Minas Gerais. IGC/UFMG.

SANTOS, W. L.; SILVA, P. M. & CRISOSTOMO, C. A. Análise da Dinâmica hidrossedimentológica do médio rio Acre: Investigação inicial do processo de assoreamento. In: Anaisdo XVIII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, Fortaleza: UFC, 2019.

SANTOS, W.L.; AUGUSTIN, C.H.R.R. Water and sediment loss through runoff in areas of forest and pasture cover in southwestern Amazonia –Acre –Brazil. Zeitschrift für Geomorphologie, vol. 59, Suppl. 2, p. 023-039, 2015.

SANTOS, W. L.; ARAÚJO, E. S. Dinâmica Fluvial do Rio Acre: Transformações da Paisagem e Impactos a partir da Mineração de Areia. In: Anaisda Conferência da Terra: Fórum Internacional do Meio Ambiente, João Pessoa/PB: Editora Universitária da UFPB, 2008. v. 1. p. 829-834.

SERRANO, R.O.P.; LUCIO, F.S.; XAVIER, G.B.; MOREIRA, J.G.V.; MESQUITA, A.A.; OLIVEIRA, A.D.; SANTOS, W.L.; PROLO JUNIOR, S.L.Variabilidade morfométricados sedimentos arenosos do rio Acre. In:CARVALHO, C.M; FURTADO, C.M; PROLO JUNIOR, S.L; ZAN, R.A.(Org.). Ciência, Inovação e Tecnologia na Amazônia 2. 1 ed. Rio Branco: Stricto Sensu, 2019, v. 1, p. 156-170.

SILVA, A.M; SCHULZ, H.E. & CAMARGO, P.B. Erosão e hidrossedimentologia em bacias hidrográficas. São Carlos: Rima, 2003.

SILVA, M.T. Efeitos do pulso de inundação sobre a estrutura da comunidade de peixes de um lago de meandro abandonado na Amazônia.2010.Dissertação (Mestrado em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais. Rio Branco-AC: Universidade Federal do Acre.

Downloads

Publicado

2020-12-04

Como Citar

Lima dos Santos, W., Moura da Silva, P., & Genivaldo do Vale Moreira, J. (2020). Dinâmica hidrossedimentológica em ambiente fluvial lêntico no sudoeste da Amazônia – Rio Branco – Acre : investigação inicial do processo de assoreamento em canal fluvial. Revista Geografias, 28(2), 135–156. https://doi.org/10.35699/2237-549X .2020.26180

Edição

Seção

Artigos