Fernand Braudel, geohistória e longa duração

críticas e virtudes de um projeto historiográfico

Autores

Palavras-chave:

Geografia Histórica, Geografia Humana, Geohistória, Fernand Braudel

Resumo

Resenha elaborada sobre a obra de Guilherme Ribeiro intitulada "Fernand Braudel, geohistória e longa duração: críticas e virtudes de um projeto historiográfico" publicada em 2017 pela editora Annablume, em que Ribeiro pontua as contribuiçãoes da Geografia na construção do projeto historiografico do historiador francês Fernand Braudel, mediante a análise das estruturas de suas obras elaboradas ao longo do século XX. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DOSSE, François. História e ciência sociais. Bauru: edusc. 2004.

LIRA, L. A. Fernand Braudel e Vidal de La Blache : Geohistória e História da Geografia. Confins [En ligne], 2 | 2008, mis en ligne le 28 mars 2009, consulté le 03 juin 2021. Disponível em: <http://journals.openedition.org/confins/2592> ; DOI : <https://doi.org/10.4000/confins.2592>. Acesso em 31 mai. 2021.

RIBEIRO, Guilherme. Fernand Braudel, geohistória e longa duração: críticas e virtudes de um projeto historiográfico. 1 ed. São Paulo: Annablume, 2017.

SANTOS, Milton. Sociedade e Espaço: formação espacial como teoria e como método. Antípode, nº 1, vol. 9, jan./fev. de 1977.

Downloads

Publicado

2022-01-06

Como Citar

Maximiano Ferreira Santos, G. (2022). Fernand Braudel, geohistória e longa duração: críticas e virtudes de um projeto historiográfico . Revista Geografias, 17(2), 140–145. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/geografias/article/view/34398

Edição

Seção

Resenhas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)