Possibilidade de mapeamento das atividades comerciais e de serviços a partir do uso do CNEFE/CNAE

Ituiutaba - MG

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X%20.2021.34886

Palavras-chave:

Centro e centralidade, Áreas comerciais e de serviços, Ituiutaba - MG

Resumo

A localização das atividades comerciais e de serviços na cidade de Ituiutaba – MG constitui o tema central deste artigo. Para tanto, empregamos como procedimentos metodológicos a construção de banco de dados a partir do Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE) e a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE). O CNEFE e o CNAE possibilitaram produzir representações cartográficas que sustentaram nossas análises sobre o centro e a centralidade intraurbana em Ituiutaba – MG. Tendo em vista os resultados obtidos com os referidos procedimentos metodológicos, podemos concluir que permanece na cidade em estudo uma estrutura urbana marcada pela presença de um único centro, percebido pela correspondência entre a área de maior densidade de atividades comerciais e de serviços e a delimitação do centro da cidade estabelecida pela Prefeitura Municipal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATTISTAM, C. K. Procedimentos de pesquisa em Geografia do Comércio e do Consumo delimitação, intensidade e especialização de áreas centrais. Análises a partir de Marília/SP, São Carlos/SP, e São José do Rio Preto/SP. 2015. 108f. Trabalho de conclusão de curso (graduação em Geografia). Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2015.

CARLI, L. A. D. Delimitação, intensidade e especialização de áreas comerciais. Uma proposição para o estudo das áreas centrais em cidades médias a partir da análise dos Índices de Densidade Informacional para os casos de Presidente Prudente – SP e Ribeirão Preto – SP. 2015. 141f. Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências e Tecnologia, Presidente Prudente, 2015.

CORRÊA, R. L. O espaço urbano. São Paulo: Ática, 2002.

IBGE. Cadastro_Nacional_de_Endereços_para_Fins_Estatísticos. Versão 2010. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/downloads-estatisticas.html. Acesso em: 20 de ago. de 2020.

_____. Classificação Nacional de Atividades Econômicas. Versão CNAE 2.0. Disponível em: https://cnae.ibge.gov.br/?option=com_cnae&view=estrutura&Itemid=6160&chave=&tipo=cnae&versao_classe=7.0.0&versao_subclasse=9.1.0. Acesso em: 20 de ago. de 2019.

_____. Regiões de influência das cidades 2007. Rio de Janeiro, 2008.

MIYAZAKI, V. K. Estruturação da cidade e morfologia urbana: um estudo sobre cidades de porte médio da rede urbana paulista. 2013. 305f. Tese (doutorado em Geografia). Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2013.

_____. Morfologia urbana e estruturação da cidade em Ituiutaba – MG. Brazilian Geographical Journal: Geosciences and Humanities research medium, Ituiutaba, v. 9, n. 1, p. 23-39, jan./jun. 2018.

NASCIMENTO, P. A. G.; MELO, N. A. de. Ituiutaba (MG): os agentes econômicos e a (re)estruturação da cidade na rede urbana regional. Horizonte Científico (Uberlândia), v. 2, p. 1-35, 2010.

PORTO-SALES, A. L.; COUTO, E. M. J.; WHITACKER, A. M.; SPOSITO, M. E. B.; REDÓN, S. M.; MIYAZAKI, V. K. Pesquisa em Geografia urbana: desafios e possibilidades de análise espacial com o uso do Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE). Rev. Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente, n. 36, v. 2, p. 81-103, ago/dez. 2014.

RUANO, T. L. Procedimentos de Pesquisa em Geografia do Comércio e do Consumo e novas possibilidades de mapeamento. Análises a partir de Londrina (PR), Presidente Prudente (SP) e Ribeirão Preto (SP). 2015. 96f. Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Presidente Prudente, 2015.

SPOSITO, M. E. B. Multi(poli)centralidade urbana. In: SPOSITO, E. S.; NETO, J. S. L. (Org.). Uma geografia em movimento. – 1 ed. – São Paulo: Expressão Popular, 2010.

_____. Novas formas comerciais e redefinição da centralidade intra-urbana. In: Maria Encarnação Beltrão Sposito (Org.). Textos e contextos para a leitura geográfica de uma cidade média. Presidente Prudente: Pós-graduação em Geografia da FCT/UNESP, 2001, v. 1, p. 235-254.

_____. Segregação socioespacial e centralidade urbana. In: VASCONCELOS, P. A.; CORRÊA, R. L.; PINTAUDI, S. M. (Org.). A cidade contemporânea. Segregação espacial. – São Paulo: Contexto, 2013.

VILLAÇA, F. Espaço intra-urbano no Brasil – São Paulo: Studio Nobel: FAPESP: Lincon Institute, 2001.

WHITACKER, A. M.; MIYAZAKI, V. K. O estudo das formas da cidade no âmbito da Geografia Urbana. Apontamentos metodológicos. GOT Geografia e Ordenamento do Território. Geography and Spatial Planning Journal. Centro de Estudos em Geografia e Ordenamento do Território. Lisboa/ Porto: 2012.

WHITACKER, A. M. Centro da cidade: consolidação e expansão. In: MAIA, D. S.; SILVA, W. R.; WHITACKER, A. M. Centro e centralidade em cidades médias. – 1. ed. – São Paulo: Cultura Acadêmica, 2017.

Downloads

Publicado

2022-01-06

Como Citar

Quissi Cordeiro da Silva, V. H. (2022). Possibilidade de mapeamento das atividades comerciais e de serviços a partir do uso do CNEFE/CNAE: Ituiutaba - MG . Revista Geografias, 17(2), 119–139. https://doi.org/10.35699/2237-549X .2021.34886

Edição

Seção

Artigos