Da Ponta dos Trilhos ao Centenário Inventado: Práticas Modernas de Divertimento em Montes Claros-MG (1926-1957)

  • Rogério Othon Teixeira Alves Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

Resumo

Esta tese intencionou abarcar a história dos divertimentos modernos na cidade de Montes Claros-MG, tendo como base o discurso da imprensa e textos de memorialistas. Foram estabelecidos os anos de 1926 e 1957, justificados pela representatividade da chegada da estrada de ferro em 1926 e os festejos do centenário de elevação à categoria de cidade em 1957. Na pesquisa foram utilizados 456 números de 32 diferentes jornais brasileiros, sendo 13 títulos de Minas Gerais, 13 do Rio de Janeiro, 05 de Pernambuco e 01 de São Paulo. O principal local para coleta de informações em jornais montes-clarenses foi o Centro de Pesquisa e Documentação Regional da Universidade Estadual de Montes Claros. O texto foi dividido em cinco capítulos: no primeiro, é apresentado o percurso metodológico, as fontes escolhidas e possíveis e a instituição do jornal Gazeta do Norte como periódico mais acessado; no segundo capítulo, é analisado o advento da modernidade e sua participação na formação da cidade, formando um cenário fecundo para o divertimento importado; no terceiro capítulo, as fontes nos levaram a discorrer sobre o futebol, que desenvolveu-se fidalgo, mas que passaria a envolver o gosto e a prática das classes menos favorecidas; no quarto capítulo, o divertimento através do cinema se consolida e a cidade chega a contar com quatro estabelecimentos simultâneos; no quinto capítulo, esportes como voleibol e basquetebol são introduzidos graças às escolas e associações esportivas, sendo o auge atingido com a construção da grande Praça de Esportes, inaugurada na década de 1940. Entre a chegada da estrada de ferro e as festas do centenário, o futebol se estabeleceu como diversão espetacularizada, associado à elite local, todavia, com contornos populares e supostamente trazendo no seu bojo o progresso. Semelhante ao futebol, mas com características próprias, na trajetória histórica do cinema em Montes Claros, encontramos um processo de interiorização tardia, se levado em consideração os outros centros urbanos mais adiantados do Estado. A chegada dos trilhos da estrada de ferro, um dos aspectos que comporiam a urbanização do município, modificaria muita coisa, inclusive a dinâmica do cinema de Montes Claros. Finalmente, durante os anos pesquisados, observamos a ampliação da prática de outros divertimentos modernos, tendo como símbolo estrutural a Praça de Esportes Minas Gerais – Montes Claros Tênis Clube, porém, até que ela funcionasse como o local de polarização dos esportes, notamos as ações de outros órgãos no processo de implantação e desenvolvimento do vôlei, basquete, natação, ginásticas, atletismo, entre outros. Enfim, esta tese contribui para a compreensão da história da modernidade numa região sertaneja do país e de destacada relevância para o estado de Minas Gerais.

Publicado
2019-06-25
Seção
Tome Ciência