A Interface Educação/Lazer

Representações e Discursos de Professores de Educação Física da Rede Pública de Piracicaba-SP

  • Adalberto dos Santos Souza Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
  • Cinthia Lopes da Silva Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP)
Palavras-chave: Atividades de Lazer, Educação, Política Pública

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi identificar como ocorre a construção das representações e do discurso dos professores de Educação Física (EF) sobre a interface educação/lazer e como isso influencia a sua prática pedagógica. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica e de campo, caracterizando este estudo como qualitativo. As técnicas utilizadas foram questionários e entrevistas. Identificamos com o estudo que a construção das representações e do discurso dos professores de EF sobre a interface educação/lazer ainda se dá pela influência da mídia ou do senso comum, não ficando claro na pesquisa, uma fundamentação teórica que subsidie o professor no seu cotidiano pedagógico. O lazer é considerado pelos professores de forma restrita como uma função social e, portanto, não como fenômeno social e conhecimento a serem tratados na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CARVALHO, Y. M. Lazer e Saúde: a sociedade e o social. In: MARCELLINO, N. C. (Org.) Lazer e Sociedade: Múltiplos Olhares. Campinas: Editora Alínea, 2008. p. 105-120.

CASTELLANI FILHO, L. Lazer e Qualidade de Vida. In: MARCELLINO, N. C. (Org.). Políticas Públicas Setoriais de Lazer: o papel das prefeituras. Campinas, Autores Associados, 1996. p. 07-21

CHARTIER, R. A história cultural: entre práticas e representações. Rio de Janeiro: Bertrand, 1990.

DAYRELL, J. A escola como espaço sócio-cultural. In: DAYRELL, Juarez (Org.) Múltiplos Olhares sobre educação e cultura. Belo Horizonte: UFMG, 1996. p.136- 161.

FALEIROS, M. I. L. Repensando o Lazer. In: Perspectivas, São Paulo, v.3, p.51-65, 1980.

FERREIRA, L. A. O professor de Educação Física no primeiro ano de carreira: uma análise da aprendizagem profissional a partir de um programa de iniciação à docência. (Tese de Doutorado). Universidade Federal de São Carlos. São Carlos: 2016. 216p.

FILIPPIS, A. de; MARCELLINO, N. C. Formação profissional em lazer, nos cursos de Educação Física, no Estado de São Paulo. Movimento. Porto Alegre, v. 19, n. 03, p. 31-56, jul/set de 2013.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 36. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1989.

______.O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Petrópolis: Vozes,1997.

LAVILLE, C; DIONNE, J. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Belo Horizonte: UFMG, 1999.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar. São Paulo: Cortez, 2005.

LÜDKE, M; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MACEDO, C. C. Algumas observações sobre a questão da cultura do povo. In: VALLE, E.; QUEIROZ, J. J. (Org.) A cultura do povo. São Paulo: EDUC, 1982, p. 34-39.

MARCELLINO, N. C. Lazer e Educação. 15. ed. Campinas: Papirus, 2010.

MATTOS, A. S. A representação de professores de Educação Física sobre a docência em creches e núcleos de educação infantil. (Dissertação de Mestrado). Universidade Nove de Julho. São Paulo, 2012. 121f.

MELO, V. A.; ALVES JUNIOR, E. D. Introdução ao lazer. Barueri: Editora Manole, 2003.

SÃO PAULO (Estado) Secretaria da Educação. Material de apoio ao currículo do Estado de São Paulo: caderno do Professor - educação física, ensino médio, 3ª série. Vol. 2. São Paulo: SE, 2014.

SILVA, C. L. da. SILVA, T. P. Lazer e educação física: textos didáticos para a formação de profissionais do lazer. Campinas: Papirus, 2012.

SILVA, D. A. M. da [et al.]. Importância da recreação e do lazer. Brasília: Ideal, 2011.

SOUZA, A. dos S. O conhecimento dos professores da Leste 2 de São Paulo sobre a produção acadêmica da EF nas décadas de 1980 e 1990- Dissertação (Mestrado em Educação Física). Faculdade de Educação Física, UNICAMP. Campinas, 2002.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

WERNECK, C. L. G.; ISAYAMA, H. F. Lazer, Cultura, Indústria Cultural e Consumo. In: WERNECK, C. L. G.; STOPPA, E.; ISAYAMA. H. F (Orgs.). Lazer e Mercado. Campinas: Papirus, 2001, p.45-70.

Publicado
2019-09-18
Como Citar
Souza, A. dos S., & Silva, C. L. da. (2019). A Interface Educação/Lazer. LICERE - Revista Do Programa De Pós-graduação Interdisciplinar Em Estudos Do Lazer, 22(3), 1-33. https://doi.org/10.35699/1981-3171.2019.15263
Seção
Artigos Originais