O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Artigo original
  • Artigo inédito
  • Conformidade com as normas de submissão
  • O manuscrito não está simultaneamente submetido a outros periódicos e/ou para publicação em outros veículos.

Diretrizes para Autores

ATENÇÃO: O autor principal do manuscrito deverá ser estudante de graduação, pós-graduação (mestrado ou doutorado), ou ter concluído sua graduação ou pós-graduação (mestrado ou doutorado) em menos de 12 meses anteriores a data de submissão. Os co-autores devem ser, no mínimo, graduandos em qualquer curso de Ensino Superior reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).

POLÍTICAS DE SEÇÃO

Autor, atente-se às políticas de seção, oberve qual seção deseja vincular seu manuscrito antes de fazer a submissão:

Relatos de Pesquisa: Análise de construtos teóricos, levando ao questionamento de modelos existentes e/ou à elaboração de hipóteses para futuras pesquisas. Os textos deverão se limitar ao máximo de 25 páginas segundo as normas de apresentação dos manuscritos.

Revisão Crítica de Literatura: Levantamento de material bibliográfico abrangente, propiciando uma argumentação reflexiva. Os textos deverão se limitar ao máximo de 25 páginas segundo as normas de apresentação dos manuscritos.

Relatos de Experiência Profissional: Estudos de caso, relatos de intervenções, ações de extensão por profissionais e estagiários, contendo análise de implicações conceituais, ou descrição de procedimentos ou estratégias de intervenção, contendo evidência metodologicamente apropriada de avaliação de eficácia, de interesse para a atuação de psicólogos em diferentes áreas. Os textos deverão se limitar ao máximo de 20 páginas segundo as normas de apresentação dos manuscritos.

Convidados: Destina-se a a artigos, ensaios e resenhas cuja autoria seja profissionais convidados pelo Corpo Editorial para contribuir com o periódico.

Entrevistas: Entrevistas realizadas com profissionais sobre assuntos de interesse da Psicologia. Poderão ser realizadas pelo próprio Corpo Editorial, ou submetidos pelo público geral. Os textos deverão se limitar ao máximo de 07 páginas segundo as normas de apresentação dos manuscritos.

Comentário Crítico: Críticas a artigos anteriormente publicados neste veículo ou resposta de autores à crítica formulada ao artigo de sua autoria. Os textos deverão se limitar ao máximo de 03 páginas segundo as normas de apresentação dos manuscritos.

 

 

NORMATIZAÇÃO DOS MANUSCRITOS

Os manuscritos submetidos a Mosaico devem ser inéditos, não podendo ter sido publicados anteriormente, nem estar simultaneamente submetidos a outros periódicos e/ou para publicação em outros veículos. Os manuscritos submetidos a Mosaico devem ser apresentados em arquivo no formato Word for Windows 97-2003 (.doc), ou Rich Text Format (.rtf). O tamanho de papel é A4 (21 x 29,7cm), respeitando o limite máximo de páginas de cada tipo de contribuição. A fonte utilizada será Times New Roman, tamanho 12. As margens serão de 2,5 cm em todos os lados. O espaçamento será duplo e o texto justificado. A numeração das páginas aparecerá no canto superior direito. Os endereços da Internet (URL) no texto (ex. http://www.fafich.ufmg.br/mosaico/index.php/mosaico) devem estar ativos.

Mosaico adota as Normas de Publicação da APA: Publication Manual of the American Psychological Association (6ª edição, 2010). Como alternativa, sugere-se consultar os Manuais de Normalização de Trabalhos Científicos disponibilizados na Biblioteca Virtual em Saúde (http://www.bvs-psi.org.br/).  

Uma FOLHA DE IDENTIFICAÇÃO DAS/OS AUTORAS deve ser enviada como documento suplementar contendo: nome, grau (graduando, mestrando, doutorando, recém-graduado, recém-pósdraduado), Instituição de Ensino Supeiror e/ou outro vínculo institucional, e-mail.

A sequência dos elementos do manuscrito respeitará a seguinte ordem: Folha de rosto sem identificação, Resumo e Abstract, Corpo do Texto, Referências, Anexos, Notas de Rodapé. Cada um destes elementos deverá ser iniciado em uma nova página e deverá conter as seguintes informações: 


A. Folha de rosto sem identificação: título em português e inglês (máximo de 15 palavras)


B. Resumos em português e inglês (Abstract): Resumo em português com no máximo 150 palavras (relatos de pesquisa empírica e/ou teóricos, e, revisão crítica de literatura), ou 100 palavras (relatos de experiência profissional), ou 50 palavras (comentário crítico e entrevistas) seguido de 3 a 5 palavras-chave. O resumo em inglês (Abstract) e as respectivas palavras-chave devem ser compatíveis com o texto em português. As palavras-chave devem ser preferencialmente derivadas da Terminologia em Psicologia, da Biblioteca Virtual em Saúde – Psicologia (http://www.bvs-psi.org.br). 


C. Corpo do Texto: o desenvolvimento completo do texto, com todas as seções pertinentes ao tipo de contribuição apresentada. 


D. Tabelas: Cada tabela será inserida no corpo do manuscrito, situada o mais próximo possível do trecho em que ela é referida no texto. Cada tabela é numerada sequencialmente conforme a ordem em que aparece no manuscrito, iniciando em “Tabela 1”. As regras para formatação de tabelas e para colocação de títulos e notas explicativas seguem o descrito pelas normas de publicação da APA. O espaçamento entre linhas dentro das tabelas é o mesmo do corpo do texto (espaço duplo). Nas tabelas usam-se somente linhas de grade horizontais. 


E. Figuras: Incluem-se gráficos, esquemas, mapas, fotografias e outros tipos de ilustrações. A preferência é pelo uso de figuras originais, produzidas pelos próprios autores. O uso de quaisquer figuras de autoria de terceiros está condicionado à apresentação de autorização formal assinada pelos detentores dos direitos autorais. Por se tratar de publicação eletrônica, os formatos de figuras são digitais. Serão aceitas figuras nos formatos Bitmap (.bmp) e Jpeg (.jpg). Cada figura será inserida no corpo do manuscrito, situada o mais próximo possível do trecho em que ela é referida no texto. Cada figura é numerada sequencialmente a partir de “Figura 1”. As regras para colocação dos títulos das figuras seguem o descrito pelas normas de publicação da APA. As figuras deverão ter boa qualidade de visualização, e respeitar um tamanho máximo de 600x400 pontos. Recomenda-se que cada figura não exceda o tamanho de arquivo de 512Kb. As figuras podem ser apresentadas em preto e branco, escala de cinza ou coloridas, respeitados os parâmetros mencionados. Para gráficos, tanto em preto e branco quanto escala de cinza, recomenda-se o uso de padrões de preenchimento (por exemplo: listras, pontilhado, quadriculado) para diferenciação entre as áreas, linhas, categorias ou sequências. Esses padrões são mais distinguíveis do que escalas de cinza. A produção de gráficos coloridos deverá levar em conta a clareza de distinção de cores entre os elementos e representações de variáveis (áreas, barras ou linhas). 


F. Referências: organizadas de acordo com especificações das Normas de Publicação da APA, conforme exemplos a seguir. 


G. Anexos e Notas de rodapé: devem ser indicados no texto e apresentados no final do manuscrito, sendo utilizados apenas nos casos em que forem realmente imprescindíveis. 



Exemplos de referências e citações no texto:


a) Referências 
1. Livro 
Spink, M. J. P. (2003). Psicologia social e saúde: Práticas, saberes e sentidos. Petrópolis: Vozes. 

2. Capítulo de livro 
Souza, M. P. R., & Checchia, A. K. A. (2003). Queixa escolar e atuação profissional: apontamentos para a formação de psicólogos. In M. E. M. Meira & M. Antunes. (Orgs.), Psicologia escolar: Teorias críticas (pp. 105-138). São Paulo: Casa do Psicólogo. 

3. Artigos em periódicos científicos 
Féres-Carneiro, T. (1998). Casamento contemporâneo: O difícil convívio da individualidade com a conjugalidade. Psicologia: Reflexão e Crítica, 11(2), 379-394. doi: 10.1590/S0102-79721998000200014


4. Artigo em periódico editado apenas em formato eletrônico 
American Psychiatric Association. (2012). G 03 Posttraumatic Stress Disorder. Recuperado de
http://www.dsm5.org/ProposedRevisions/Pages/proposedrevision.aspx?rid=165.

5. Artigos no prelo:

Finger, I. R., & Potter, J. R. (no prelo). Entrevista motivacional em sobrepeso/obesidade. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas.

6. Resumo em anais de eventos 
Pacheco, J., Jacoby, M., Cunda, M., Rodycz, C., & Hutz, C. S. (2003). O uso de drogas e o cometimento de delitos segundo o relato de adolescentes autores de atos infracionais. In Sociedade Brasileira de Psicologia (Org.), Anais da XXXIII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Psicologia (pp. 172-173). Belo Horizonte: SBP. 
Galera, C. A. (2000). Spatial perception: Perceptive and mnemonic estimations with different psychophysical procedures [Resumo]. International Journal of Psychology, 35, 143. 

7. Teses e dissertações 
Carvalho-Freitas, M. N. (2007). A inserção de pessoas com deficiência em empresas brasileiras: Um estudo sobre as relações entre concepções de deficiência, condições de trabalho e qualidade de vida no trabalho. Tese de doutorado não-publicada, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. 

Schaefer, L. S. (2011). Avaliação de reações pós-traumáticas em bancários vítimas de ataques a bancos. Dissertação de Mestrado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Recuperado de http://tede.pucrs.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=3298

7. Autoria institucional 
American Psychological Association. (2001). Publication manual of the American Psychological Association. (5a ed.). Washington, DC: Autor. 


b) Citações no texto: 
1. Citação de artigo de autoria múltipla

Dois autores
“A definição de responsabilidade relacional proposta por Mcnamee e Gergen (1998)”
“A definição de responsabilidade relacional (Mcnamee & Gergen, 1998)”

De três a cinco autores
Rossetti-Ferreira, Amorim e Silva (2000) propuseram que [primeira citação no texto]
Rossetti-Ferreira et al. (2000) [citação subsequente, primeira no parágrafo]
Rossetti-Ferreira et al. propuseram que [omita o ano em citações subsequentes dentro de um mesmo parágrafo] 

Seis ou mais autores 
Rodrigues et al. (1988) 

2. Citações de trabalho discutido em uma fonte secundária 
Bakhtin (conforme citado por Freitas, 1997) afirma que o objeto das ciências humanas... 

3. Citações de obras antigas reeditadas
Freud (1938/1998).

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.