Literatura Comparada e Estudos Clássicos: um diálogo interdisciplinar

Autores

  • Thiago de Souza Bittencourt Rodrigues Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3636.5..111-130

Palavras-chave:

literary studies, classical studies, comparative literature, “Greek miracle”

Resumo

The aim of such investigation is to discuss, firstly, the issue of the “Greek miracle” in the light of an interdisciplinary dialogue between Comparative Literature and Classical Studies; secondly, to establish, from such discussion, its role in the process of the constitution of the “western tradition”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago de Souza Bittencourt Rodrigues, Universidade Federal de Minas Gerais

Referências

ACHUGAR, H. Weltliteratur ou cosmopolitismo, globalização, “literatura mundial” e outras metáforas problemáticas. In: ______. (org.) Planetas sem boca, escritos efêmeros sobre arte, cultura e literatura. Tradução de Lyslei Nascimento. Belo Horizonte: UFMG, 2006, p. 65-80.

ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. A indústria cultural: o esclarecimento como mistificação das massas. In: ______. (org.) Dialética do esclarecimento. Tradução de Guido A. de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar, 1985, p. 99-138.

ADRADOS, F. R. La composición de los poemas hesiódicos. Emérita. Madrid, tomo LXIX, n. 2, p. 197-223, 2001.

ADRADOS, F. R. Las fuentes de Hesíodo y la composición de sus poemas. Emérita. Madrid, tomo LIV, p. 1-36, 1986.

ADRADOS, F. R. Sobre los géneros literários en la literatura griega. 1616. Madrid, p. 159172, 1978.

ANÓNIMO. Textos literarios hetitas. Traducción, introducción e notas de A. Bernabe. Madrid: Editora Nacional, 1979.

BORNHEIM, G. A. O conceito de tradição. In: ______. (org.) Cultura brasileira. Tradição, contradição. Rio de Janeiro: Zahar, 1987, p.15-29.

BOSI, A. Cultura como tradição. In: BORNHEIM, G. A. (org.). Cultura brasileira. Tradição, contradição. Rio de Janeiro: Zahar, 1987, p. 31-58.

BOTTERO, J. Cultura, pensamento e escrita. In: BOTTERO et alii (org.). Tradução de Rosa Maria Boaventura e Valter Lellis Siqueira. São Paulo: Ática, 1995.

BOTTERO, J. La religion babyloniènne. Paris: Presses Universitaires de France, 1952.

BRUNEL, P; PICHOIS, C.; ROUSSEAU, A. M. Que é Literatura Comparada? Tradução de Célia Berrettini. São Paulo: Perspectiva, 1995.

BURNET, J. A aurora da filosofia grega. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: PUC-RIO, 2006.

CARVALHAL, T. F. Literatura Comparada: a estratégia interdisciplinar. Revista brasileira de Literatura Comparada. Niterói, n. 1, p. 9-21, 1991.

CARVALHAL, T. F. Literatura Comparada. São Paulo: Ática, 2006.

CHAMBRY, E. Notice sur Ésope. In: ÉSOPE. Fables. Paris: Les Belles Lettres, 1985, p. IX-XXVII.

CORNFORD, F.-M. Principium Sapientiae: as origens do pensamento filosófico grego. Tradução de Maria Manuela R. dos Santos. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1975.

DELEUZE, G. Nietzsche e a filosofia. Tradução de Edmundo Fernandes Dias e Ruth J. Dias. Rio de Janeiro: Ed. Rio, 1976.

DELEUZE, G. Nietzsche. Tradução de Alberto Campos. Lisboa: Edições 70, 1994.

FOUCAULT, M. A verdade e as formas jurídicas. Tradução de Roberto C. de Melo Machado e Eduardo J. de Moraes. Rio de Janeiro: PUC-RS, 2001.

GERNET, L. Les origines de la philosophie. In. Anthropologie de la Grèce antique. Paris: Flammarion, 2002.

GIBBON, E. Declínio e queda do Império Romano. Tradução de José Paulo Paes. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

GUYARD, M. F. Objeto e método da Literatura Comparada. In: COUTINHO, E. F.; CARVALHAL, T. F. (org.). Literatura comparada: textos fundadores. Rio de Janeiro: Rocco, 1994, p. 97-107.

HARTOG, F. Memória de Ulisses: narrativas sobre a fronteira na Grécia antiga. Tradução de Jacyntho Lins Brandão. Belo Horizonte: UFMG, 2004.

HALL, S. A identidade cultural na Pós-Modernidade. Tradução de Tomaz T. da Silva e Guacira L. Louro. Rio de Janeiro: DP&A, 1998.

LAMBERT, W. G. Babylonian wisdom literature. Oxford: Clarendon Press, 1960.

KANT, I. Resposta à pergunta: que é “esclarecimento”? In: ______. Textos seletos. Tradução de Floriano S. Fernandes. Petrópolis: Vozes, 1974, p. 100-117.

LESKY, A. História da literatura grega. Tradução de Manuel Losa. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1995.

MIGNOLO, W. Histórias locais/ projetos globais; colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Belo Horizonte: UFMG, 2003, p. 133-180.

MOMIGLIANO, A. Os limites da helenização. Tradução de Cláudia Martinelli Gama. Rio de Janeiro: Zahar, 1991.

NIETZSCHE, F. W. Obras incompletas. Tradução de Rubens Rodrigues Torres Filho. São Paulo: Abril Cultural, 1978.

NIETZSCHE, F. W. Humano, demasiado humano. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

NIETZSCHE, F. W. Genealogia da Moral. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

PESSANHA, J. A. M. Cultura como ruptura. In: BORNHEIM, G. (org.). Cultura brasileira. Tradição, contradição. Rio de Janeiro: Zahar, 1987, p. 59-89.

PIGLIA, R. Memoria y Tradición. In: Anais 2º. Congresso Abralic: literatura e memória cultural. Belo Horizonte: 1961, p. 60-66.

RIGHI, G. Historia de la filología clásica. Traducción de J. M. García de la Mora. Barcelona: Labor, 1969.

de SOUZA, E. M.; MIRANDA, W. M. Perspectivas da Literatura Comparada no Brasil. In: CARVALHAL, T. F. (org.). Literatura Comparada no mundo: questões e métodos. Porto Alegre: L & PM/ VITAE/ AILC, 1997, p. 39-52.

SVEMBRO, J. Hésiode: La vérité comme relation sociale. In: ______. (org.) La parole et le marbre. Aux origines de la poétique grecque. Lund: Studentlitteratur, 1976, p. 46-73.

VERNANT, J.-P. As origens do pensamento grego. Tradução de Ísis B. B. da Fonseca. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

WALCOT, P. Hesiod and the near east. Cardiff: University of Wales Press, 1966.

WARREN, A; WELLEK, R. Literatura Geral, literatura comparada e literatura nacional. In: ______. (org.) Teoria da literatura e metodologia dos estudos literários. Tradução de Luis C. Borges. São Paulo: Martins Fontes, 2003, p. 46-57.

WELLEK, R. A crise da Literatura Comparada. In: COUTINHO, E. F.; CARVALHAL, T. F. Literatura Comparada: textos fundadores. Tradução de Maria L. R. Coutinho. Rio de Janeiro: Rocco, 1994, p. 108-119.

WEST, M. L. The east face of Helicon: west Asiatic elements in Greek poetry and myth. Oxford/ New York: Clarendon Press, 1997.

Downloads

Publicado

2010-06-30

Como Citar

Rodrigues, T. de S. B. (2010). Literatura Comparada e Estudos Clássicos: um diálogo interdisciplinar. Nuntius Antiquus, 5, 111–130. https://doi.org/10.17851/1983-3636.5.111-130

Edição

Seção

Artigos