Recepção da poesia erótica latina no séc. XIX: José Feliciano de Castilho e sua edição dos Amores, de Ovídio

Autores

  • Brunno Vinicius Gonçalves Vieira Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3636.4..71-81

Palavras-chave:

José Feliciano de Castilho, Antônio Feliciano de Castilho, receptions of classical poetry, translation studies

Resumo

This paper presents some results of the research project “José Feliciano de Castilho and classical tradition in the 19th Century”, financed by FAPESP. My aim is to offer a presentation to the “Grinalda Ovidiana”, a large commentary to Ovid’s Amores that ends up the paraphrastic translation of romantic poet Antônio Feliciano de Castilho published in Rio de Janeiro in 1858. The wise comments of José Feliciano de Castilho constitute a concrete evidence of the reception of ancient Latin Literature during the “Segundo Reinado”. Some considerations about how Castilho Antônio and Castilho José read and translated erotic classical poetry will be made too. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

de ASSIS, M. Toda poesia de Machado de Assis. Organização de C. M. Leal. Rio de Janeiro: Record, 2008.

CASTILHO, J. F. A “Farsália” de Lucano: livro VII, A Batalha de Farsália. Archivo Pitoresco. Lisboa, v. VII, p. 198-200/ p. 206-207/ p. 214-216/ p. 222-224/ p. 231-232, 1864.

CASTILHO, J. F. Cesar no Egypto: excerpto da traducção inedita da “Pharsalia” de Lucano – Principio do livro X. Revista contemporanea de Portugal e Brazil. Lisboa, v. IV, p. 289-296/ p. 467-472, 1862.

CASTILHO, J. F. (org.) Íris. Periódico de Religião, Belas-Artes, Ciências, Letras, História, Poesia, Romance, Notícias e Variedades. Periodicidade quinzenal. Volumes disponíveis na Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro, anno I, n.1, 15 de fevereiro de 1848/ anno II, n. 27, 30 de junho de 1849 (num total de 27 fasc.).

CASTILHO, J. F. Estudo sobre o Missal de Estevam Gonçalves. Rio de Janeiro: Tip. Americana, 1874.

CASTILHO, J. F. Memória sobre o exemplar dos “Lusíadas” da biblioteca particular de S. M. o Imperador. Anais da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro, n. 8, p. 2-38, 1881.

CASTILHO, J. F. (org.). Íris clássico. Rio de Janeiro: Tip. Univ. de Laemmert, 1860.

CASTILHO, J. F. (org.). Fernão Mendes Pinto. Excerptos, seguidos de uma notícia sobre a sua vida e obras um juízo crítico, apreciações de belezas e defeitos, e estudos de língua. Rio de Janeiro: Garnier, 1865.

CASTILHO, J. F. (org.). Manuel Maria du Bocage. Excerptos seguidos de uma notícia sobre sua vida e obras, um juízo crítico, apreciações de belezas e defeitos, estudos de língua. Rio de Janeiro/ Paris: Garnier/ A. Durand, 1867.

CASTILHO, J. F. Ortografia portuguesa missão dos livros elementares. Rio de Janeiro: Tip. e Livr. B. X. Pinto de Sousa, 1860.

CASTILHO, J. F. “Farsália”: canto I. Diário oficial do Império do Brasil. Rio de Janeiro, n. 256, p. 3/ n. 257, p. 3/ n. 260, p. 3-4, 1864.

CASTILHO, J. F. Poema de Lucano, traduzido em português. “Farsália”, canto VI. Diário do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, ano XLIV, n. 297, p. 2/ n. 299, p. 2, 1864.

OVÍDIO. Arte de amar de Publio Ovidio Nasão. Tradução de A. F. de Castilho seguida de comentários de J. F. de Castilho. Rio de Janeiro: Laemmert, 1862.

OVÍDIO. Os amores de P. Ovídio Nasão. Paráfrase por Antonio Feliciano de Castilho, seguida pela Grinalda Ovidiana, por José Feliciano de Castilho. Rio de Janeiro: Bernardo Xavier Pinto de Sousa, 1858.

HORÁCIO. Arte poética. Introdução, tradução e notas de R. M. Rosado Fernandes. Lisboa: Livraria Clássica, 197...

de MENEZES, R. Dicionário literário brasileiro. Rio de Janeiro: Liv. téc. e cient., 1978.

MESQUITA, A. (org.) O livro de ouro da poesia universal. 30 séculos de poesia do século IX a.C. até o século XX. Rio de Janeiro: Ediouro, 1988.

MESQUITA, A. Poesia. São Paulo: W. M. Jackson, 1956.

OVÍDIO. Arte de amar. Prefácio de Z. de A. Cardoso, tradução de N. Correia e D. Mourão-Ferreira, apêndice com a tradução erudita de A. F. Castilho. São Paulo: Ars poetica, 1992.

OVÍDIO. Obras; Os Fastos; Os amores; A arte de amar. Tradução de A. F. Castilho. São Paulo: Edições Cultura, 1945.

TREVIZAM, M. Líricos greco-romanos em Portugal: algumas traduções de Almeida Garrett e Antônio Feliciano de Castilho. Revista do Centro de Estudos Portugueses. Belo Horizonte, n. 27, p. 181-202, 2007.

VEYNE, P. A elegia erótica romana. Tradução de M. M. Nascimento e M. G. de S. Nascimento. São Paulo: Brasiliense, 1985.

VIANNA, H. Um intelectual português na corte de D. Pedro II: José Feliciano de Castilho Barreto e Noronha. Brasília. Coimbra, v. V, p. 465-85, 1950.

VIEIRA, B. V. G. José Feliciano de Castilho e a clâmide romana de Machado de Assis. Machado de Assis em linha. Rio de Janeiro, v. IV, p. 1-16, 2009.

VIRGÍLIO. Eneida brasileira. Traduction par M. de O. Mendes. Paris: Tip. W. Remquet et Cie, 1858.

Downloads

Publicado

2009-12-31

Como Citar

Vieira, B. V. G. (2009). Recepção da poesia erótica latina no séc. XIX: José Feliciano de Castilho e sua edição dos Amores, de Ovídio. Nuntius Antiquus, 4, 71–81. https://doi.org/10.17851/1983-3636.4.71-81

Edição

Seção

Artigos