Tradução inclusiva e performativa: dossiê de um processo tradutório

Autores

  • Trupe de Tradução Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3636.4..119-137

Palavras-chave:

translation theories, collective translation, poetic translation, Persians, dramatic text, Greek, Aeschylus

Resumo

In this paper, we intend to report the process of a translation proposal, developed from translation theoretical studies applied to dramatic texts from the V century B.C theater in Athens. Among many texts that are currently available, we chose the tragedy Persians, by the greek author Aeschylus. In the process, which happened in a seminar of Greek language and literature, where we did the instrumental translation in class and, a posteriori, individually, the students gave to the translation an established format with scenic and aesthetic concerns. Each student reports in this article his/her experience and his/her focus of interest; finally, we offer a translation tested by actors and directors and presented orally in class with a relative success. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AESCHYLUS. Aeschyli tragoediae. Persae. Edited by G. Murray. Oxford: Clarendon Press, 1955, p. 53-95.

AESCHYLUS. Disponível em: http://el.wikisource.org/wiki/%CE%A0%CE%AD%CF%81%CF%83%CE%B5%CF%82. Acesso em: 19 jul. 2009.

AESCHYLUS. Persae. Disponível em: http://www.perseus.tufts.edu/cgibin/ptext?doc=Perseus%3Atext%3A1999.01.0011. Acesso em: 23 jul. 2009.

ARAÚJO, A. R. G.; LEANDRO, M. C. X.; BARBOSA, T. V. R. As dificuldades de traduzir para teatro: o prólogo das Eumênides de Ésquilo. Cadernos de tradução. PGET-UFSC, Florianópolis, v. II, n. 20, p. 101-124, 2007.

ARISTÓTELES. História dos animais, I. Tradução de Maria de Fátima Sousa e Silva. Lisboa: INCM, 2006.

BORGES, J.-L. A metáfora. In: Mihailescu, C.-A. (org.). Esse ofício do verso. Tradução de José Marcos Macedo. São Paulo: Companhia das Letras, 2000, p. 29-49.

de CAMPOS, H. Da tradução como criação e como crítica. In: ______. (org.). Metalinguagem & outras metas. Ensaios de teoria e crítica literária. São Paulo: Perspectiva, 1992, p. 31-48.

ÉSQUILO. Persas. Tradução de Manuel de Oliveira Pulquério. Coimbra: Instituto Nacional de Investigação Científica, 1992.

ÉSQUILO. Os persas. Tradução de Mário da Gama Kury. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

ÉSQUILO. Os persas. Tradução de Jaa Torrano. Letras Clássicas. São Paulo, n. 6, p. 197-228, 2002.

FO, D. Manual mínimo do ator. Tradução de Luca Baldovino e Carlos David Szlak. São Paulo: SENAC, 1998.

GOETSCH, S. Playing against the text. “Les Atrides” and the history of reading Aeschylus. TRD (1988-). New York, v. XXXVIII, n. 3, autumn, p. 75-95, 1994. Disponível em: http://www.jstor.org/stable/1146381. Acesso em: 23 jul. 2009.

LARANJEIRA, M. Poética da tradução. Do sentido à significância. São Paulo: Edusp, 2003.

de OLIVEIRA, F. R. Duas ou três coisas sobre mitos e história: “Os Persas” de Ésquilo. Letras Clássicas. São Paulo, n. 6, p. 37-53, 2002.

POUND, Ezra. ABC of Reading. London: Faber & Faber, 1991, p. 43.

SILVA, M. de F. A arte de construir o sucesso. Persas e Gregos em Salamina. Studia philologica Valentina. Valência, v. IX, p. 111-130, 2006.

TORRANO, J. A. A. Mito e política na tragédia “Persas” de Ésquilo. Letras Clássicas. São Paulo, n. 6, p. 25-35, 2002.

VENUTI, L. Escândalos da tradução. Por uma ética da diferença. Tradução de Laureano Pelegrin. Bauru: EDUSC, 2002.

Downloads

Publicado

2009-12-31

Como Citar

de Tradução, T. (2009). Tradução inclusiva e performativa: dossiê de um processo tradutório. Nuntius Antiquus, 4, 119–137. https://doi.org/10.17851/1983-3636.4.119-137

Edição

Seção

Artigos